Jesus no Benfica por dois anos. “Não vim para me reformar”

António Cotrim / Lusa

Apresentação de Jorge Jesus como novo treinador do Benfica

O treinador assinou contrato com o Benfica por dois anos, até ao final da temporada 2021/22, anunciou o clube encarnado, esta segunda-feira, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Jorge Jesus foi apresentado como novo treinador do Benfica, esta segunda-feira, numa cerimónia que decorreu no Benfica Campus, o centro de estágio das águias, no Seixal.

“A todos os presentes, muito obrigado por terem vindo. Agradecer ao presidente, novamente, por acreditar no meu trabalho, no que é a minha competência e da minha equipa técnica. Acredito no projeto do presidente, no presidente a 100% e no projeto que tem para a equipa do Benfica. Quero expressar o seguinte: vim para ganhar, estou habituado a ganhar, mas também vim para unir a nação benfiquista. É muito importante que todos os benfiquistas percebam o que têm por cima da águia: um, somos todos”, disse o treinador, citado pelo site Tribuna Expresso.

“Vim para o Benfica com a mesma vontade de ganhar quando fui apresentado pela primeira vez. Venho com a mesma convicção que estou num clube que pode proporcionar esses objetivos a qualquer treinador. Estou determinado e com muita vontade de ganhar coisas importantes para o Benfica. Não vim para o Benfica para me reformar. O presidente ofereceu-me quatro anos de contrato e disse que não. Quero um ano de contrato. Ele disse um não, dois pelo menos. Fizemos dois anos de contrato”, continuou.

“Não vim para melhorar o meu contrato, vim ganhar menos dinheiro do que ganhava no Flamengo. Vim porque acredito no projeto, nesta nação, e em todas as condições para fazer do Benfica grande, para voltar o prestígio internacional que o Benfica teve durante muitos anos. Quando saí daqui, ganhámos todos os objetivos que havia para conquistar. Neste momento, vim para o Benfica com essa convicção, sabendo que não sou o salvador. O salvador serão todos os benfiquistas e toda a estrutura que nos envolver.”

“Temos todas as condições para fazer uma equipa muito forte. Toda a estrutura do futebol, comandada pelo presidente, de certeza que vai reunir um leque de jogadores para fazermos uma grande equipa. E não vamos jogar o dobro, vamos jogar o triplo“, assegurou o técnico.

“Só um clube me poderia tirar do Brasil e o presidente convenceu-me a voltar a Portugal. Gosto de desafios difíceis. Este grande clube tem um historial, quem trabalhar nesta casa sabe que é difícil, mas é motivador. Aqui há capacidade estrutural para atingir os objetivos. Para sair de onde sair, onde me adoravam, tinha que ser convencido por algo que me trouxesse nova vontade e um desafio diferente. O presidente foi ao Brasil convencer-me que este era o desafio ambicioso para voltar a Portugal.”

“Não sou o mesmo treinador do que quando saí do Benfica. Estou diferente. Sou muito mais treinador do que quando saí. Tenho ideias muito mais valorizadas, não só para o Benfica, como também para o futebol português. Quando saí, dei uma entrevista em que disse que a linguagem do futebol em Portugal tem de mudar. E quem tem de liderar isso terá de ser o Benfica, porque tem capacidade para o fazer”, afirmou.

Jesus, de 66 anos, já tinha sido confirmado como novo técnico dos encarnados, a 17 de julho, dia em que rescindiu com o Flamengo, após conquistar seis troféus em pouco mais de um ano, incluindo a Taça Libertadores e o campeonato brasileiro.

O técnico luso regressa a um cargo que ocupou entre 2009/10 e 2014/15, período em que conquistou 10 títulos, nomeadamente, três campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Supertaça e cinco edições da Taça da Liga.

No total dos seis anos, o treinador, nascido na Amadora, a 24 de julho de 1954, somou 321 encontros pelos encarnados, conseguindo 225 vitórias, 52 empates e 44 derrotas, com 674 golos marcados e 249 sofridos.

Jesus começou a carreira no Amora, em 1989/90, e, depois, passou por Felgueiras, União da Madeira, Estrela da Amadora, Vitória de Setúbal, Vitória de Guimarães, Moreirense, União de Leiria, Belenenses e Sporting de Braga, antes de chegar à Luz.

Depois de se tornar o mais titulado treinador dos encarnados, que também levou a duas finais da Liga Europa, perdidas para Chelsea (2012/13) e Sevilha (2013/14), rumou ao Sporting, tendo passado, no estrangeiro, por Al-Hilal e Flamengo.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Vulcão, La Palma

O Cumbre Vieja também tem negacionistas. "É tudo orquestrado"

Nos últimos dias, as redes sociais têm-se tornado o palco dos "negacionistas dos vulcões" que defendem que, por trás da erupção do Cumbre Vieja, há mão humana. Nas redes sociais já há negacionistas do vulcão Cumbre …

Selecção da Lituânia falhou os Mundiais porque...chegou atrasada

Per Strand venceu, António Morgado ficou em sexto, mas os ciclistas da Lituânia acabaram por marcar a prova de estrada de juniores, nos Mundiais em Flandres. Per Strand Hagenes é o novo campeão mundial júnior de …

Gil Vicente 1-2 Porto | Dragão canta de galo com dois golaços

Foi sofrer até ao fim. Sérgio Conceição tinha alertado que não seria fácil bater o Gil Vicente e foi isso que ocorreu na noite desta sexta-feira em Barcelos. O FC Porto apenas a um minuto dos …

Na II Guerra Mundial, um erro "humilhante" destruiu dois imponentes navios de guerra da Marinha Real

No dia 10 de dezembro de 1941, os japoneses afundaram os imponentes Prince of Wales e Repulse. A culpa foi do almirante Thomas Phillips que, na sequência de um "erro humilhante", acabou também por falecer. Winston …

O robô Atlas, da Boston Dynamics, faz parkour (e até dá um mortal para trás)

O Atlas é, sobretudo, um projeto de investigação: um robô que ajuda os engenheiros da Boston Dynamics a trabalhar em melhores sistemas de controlo e perceção. O parkour é um verdadeiro desafio para os seres humanos, …

Na Tailândia, um "cemitério" de táxis foi transformado numa horta sobre rodas

Desde pimentos a pepinos, beringelas e até mangericão. Num parque de estacionamento ao ar livre em Banguecoque, os táxis abandonados transformam-se em hortas para alimentar os trabalhadores. A pandemia de covid-19 obrigou os táxis de Banguecoque …

Morreu o "último nazi" canadiano, aos 97 anos

Um ucraniano que serviu como tradutor no regime nazi morreu na quinta-feira na sua casa, em Ontário, no Canadá, encerrando uma luta de décadas para deportá-lo e acusá-lo de cúmplice no assassinato de dezenas de …

No Sri Lanka, elefantes traficados foram resgatados. Mas voltaram às pessoas que os compraram ilegalmente

Um tribunal do Sri Lanka devolveu elefantes resgatados a pessoas influentes que foram acusadas de os terem comprado ilegalmente. Durante alguns anos, elefantes selvagens permaneceram na corda bamba de uma intensa batalha de custódia judicial entre …

Sporting 1-0 Marítimo | Porro volta a decidir de penálti

Que sofrimento! É normal ver os “grandes” dominarem por completo os seus adversários, mas nesta partida entre Sporting e Marítimo, em Alvalade, praticamente só houve uma equipa a atacar e a procurar o golo. Ainda assim, …

A falhar pagamentos e com 260 mil milhões de dívida - como é que a Evergrande chegou até aqui?

A situação da imobiliária chinesa Evergrande, que tem uma dívida maior do que a economia portuguesa, está a deixar o mundo ansioso sobre uma eventual repetição da história da crise de 2008, que começou com …