Japonês deitou cinzas da mulher na sanita de supermercado e entregou-se

Um japonês entregou-se às autoridades depois de ter descarregado as cinzas da sua mulher morta, que “odiava”, na sanita de um supermercado, informou a Polícia.

O homem, de 68 anos, disse à Polícia que despejou as cinzas da sua esposa na sanita de um supermercado de Tóquio imediatamente depois de o corpo da senhora ter sido cremado.

A Polícia foi alertada depois de as cinzas e fragmentos de ossos, incluindo um queixo humano, terem sido descobertos, embora não houvesse explicação para os enigmáticos detritos.

Só foi desfeito o mistério quando o homem se deslocou à Polícia e explicou tudo.

De acordo com o jornal Yomiuri Shimbun, o homem vinha mostrando um crescente ressentimento em relação à sua mulher ao longo dos últimos anos de um casamento infeliz.

Eu tinha cada vez mais ódio contra ela” disse o homem, cujo nome não foi divulgado, que foi citado a dizer que “a vida era dolorosa antes de ela morrer.”

A sua mulher faleceu com 64 anos, na sequência de uma doença.

As autoridades judiciais estão agora a considerar a possibilidade de acusar o homem de abandonar um corpo humano, já que a lei diz que as cinzas só podem ser espalhadas em locais aprovados para esse fim, disse um porta-voz da polícia de Tóquio à AFP.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Quarentena de 21 dias, testes e fecho de casinos levam Macau a erradicar covid-19

Macau, um dos primeiros territórios a identificar o novo coronavírus, é agora um dos locais livres de covid-19, estando há cerca de 380 dias sem qualquer registo de infeção local, segundo os dados oficiais. O …

Costa preocupado com desconfinamento. Concelhos de risco dão dores de cabeça

Com a terceira fase de desconfinamento aí à porta, o Governo ainda tem dúvidas sobre o que fazer, mantendo algumas pontas soltas. A maior preocupação incide nos conselhos onde há mais casos. Durante a reunião do …

Para prevenir acidentes, China inaugura o primeiro semáforo para camelos do mundo

Autoridades do norte da China inauguraram este domingo o que dizem ser o primeiro sinal de trânsito para camelos do mundo perto da cidade de Dunhuang, província de Gansu. O semáforo para camelos entrou em operação …

PRR terá mecanismo de fiscalização no Parlamento. PSD quer bazuca durante a presidência portuguesa da UE

O ministro do Planeamento, Nelson Souza recebeu nesta terça-feira, os partidos com assento parlamentar e as deputadas não inscritas para conversas bilaterais sobre o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Trata-se da chamada "bazuca" que virá …

Ministro da Saúde austríaco demite-se por falta de apoio na gestão da pandemia

O ministro da Saúde de Áustria, Rudolf Anschober, anunciou esta terça-feira a sua demissão, devido à falta de apoio na gestão da crise pandémica, cessando funções na próxima segunda-feira. "A situação é dramática nos serviços de …

OMS quer suspender venda de mamíferos selvagens vivos em mercados de alimentos

A Organização Mundial de Saúde defende a suspensão da venda de mamíferos selvagens vivos nos mercados de alimentos para evitar a propagação de doenças, avança a AFP. "Os animais, especialmente os selvagens, são a fonte de …

“Frescura, juventude e capacidade“. Coligação improvável em Penafiel junta PS e partido de Tino de Rans

O PS e o partido RIR, liderado pelo ex-candidato presidencial Vitorino Silva, formaram a coligação Penafiel Unido, que vai concorrer às autárquicas em Penafiel, distrito do Porto, com Paulo Araújo Correia como cabeça de lista, …

Marcelo, IL e Chega querem avanço do desconfinamento. PSD pede travão nos concelhos de maior risco

Marcelo Rebelo de Sousa ouviu os partidos ao longo desta tarde. A renovação de mais um Estado de Emergência está na mira, mas há quem não concorde. O Presidente da República começou por receber o Iniciativa …

MP "não nos ligava patavina. Zero", disse major Vasco Brazão

O major Vasco Brazão, ex-porta-voz da Polícia Judiciária Militar (PJM), disse esta terça-feira ao coletivo de juízes do Tribunal de Santarém que o Ministério Público (MP) não "ligava patavina" à investigação e às diligências sobre …

Especialista alerta que uso de máscara aumentou doenças da voz

A otorrinolaringologista Clara Capucho alertou que o uso de máscaras imposto pela pandemia da covid-19 aumentou o número de patologias da voz, sobretudo nos aparelhos vocais dos portugueses. O alerta da coordenadora da Unidade de Voz …