Já sabemos qual é o segredo para superar a inveja

De acordo com uma investigação recente, temos mais inveja da experiência de uma determinada pessoa antes de ter acontecido do que depois de já ter passado. O segredo está no tempo.

Pesquisas anteriores mostraram que os seres humanos tendem a ter emoções mais intensas em relação a eventos futuros em comparação com os que já aconteceram. Por exemplo, uma festa parece sempre mais excitante se estiver marcada para amanhã do que se tivesse acontecido ontem.

Ed O’Brien, investigador da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, juntamente com Alexander Kristal e Eugene Caruso, quiseram saber se o mesmo fenómeno se aplicava à inveja.

A inveja é uma emoção peculiar uma vez que pode potenciar resultados negativos, como a auto-antipatia, ou resultados positivos, como a inspiração. Os cientistas queriam saber se o timing influenciava a forma como as pessoas se deixam levar pela inveja: será que o tempo determina se nos tornamos antipáticos ou inspirados com inveja à mistura?

Num primeiro estudo, que envolveu 620 pessoas, os cientistas pediram aos participantes que imaginassem que um amigo iria ter experiências que eles próprios desejavam ter, como tirar umas férias de sonho ou ser promovido. Alguns imaginaram como se sentiriam nos dias que antecediam o Dia D, outros imaginaram como se sentiriam nos dias após os eventos.

Segundo o EurekAlert, os resultados mostraram que o tempo importa, mesmo que estejam em causa cenários hipotéticos. Os participantes consideraram as experiências menos invejáveis depois de terem acontecido do que antes de acontecerem

Para testar se os resultados se mantinham iguais no que diz respeito a eventos reais, os cientistas avaliaram o sentimento de inveja dos participantes em relação ao Dia dos Namorados (14 de fevereiro), avaliando-os todos os dias durante o mês de fevereiro de 2017.

De acordo com os dados obtidos, a inveja cresceu nos participantes no Dia de São Valentim, mas caiu logo no dia 15 de fevereiro, mantendo-se relativamente baixa o resto do mês. No mês de fevereiro de 2018, os cientistas voltaram a analisar os participantes e verificaram que a inveja aumentou de 13 a 14 de fevereiro, mas diminuiu no dia 15.

Curiosamente, a inveja benigna e a inveja maliciosa parecem ter diferentes dinâmicas temporais. Os participantes que imaginaram como se sentiriam nos dias após um evento invejável relataram menos inveja maliciosa (incluindo menos frustração e antipatia) do que aqueles que imaginaram como se sentiriam nos dias anteriores ao evento.

Quando pensaram no evento como se ele já tivesse acontecido, os participantes imaginaram sentir níveis semelhantes ou até maiores de inveja benigna – inspiração e motivação.

“De maneira uniforme, eventos futuros provocarão reações mais extremas, porque é mais relevante prestar atenção a coisas que ainda nos podem acontecer”, explica O’Brien. “Mas estas descobertas sugerem que a passagem do tempo pode estar particularmente associada à redução da intensidade das experiências negativas, em vez de reduzir a intensidade de todas as experiências.”

Ter consciência destes resultados pode ajudar-nos a regular as nossas próprias emoções, num mundo onde o uso crescente das redes sociais facilita a comparação social, mesmo com pessoas que nunca conheceremos.

“Mais de 500 milhões de pessoas interagem diariamente nas redes, onde encontram desproporcionalmente os melhores momentos de outras pessoas, promovendo o medo de perder e prejudicar o bem-estar dos espetadores”, escrevem os cientistas.

“Pode haver um poder subtil no timing de partilha de informações. Uma atualização de estado de ‘Tudo pronto para Bali” pode ter mais influência do que “De volta para casa vindo de Bali!”, concluem.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Platini saiu em liberdade depois de muitas horas de interrogatório

O antigo presidente da UEFA Michel Platini saiu esta quarta-feira em liberdade, depois de várias horas a ser ouvido, no âmbito da atribuição da organização do Mundial de futebol de 2022 ao Qatar. ”A custódia é …

Descoberta bactéria que pode ajudar a criar uma vacina para o stress. Estava escondida na terra

Cientistas isolaram um padrão molecular único que pode, um dia, permitir a criação de uma vacina para o stress. Este padrão estava escondida dentro de uma bactéria que vive na terra. O Mycobacterium vaccae é uma …

Cientistas descobrem uma família de partículas imortais

Desafiando as leis que regem o universo da Física, uma equipa de cientistas acaba de descobrir uma família de partículas (quasipartículas) que, em sistemas quânticos, é capaz de se desintegrar e voltar a renascer numa …

A Via Láctea pode já ter colidido com outra galáxia

Astrónomos predizem que a Via Láctea está em rota de colisão com a Andrómeda e teremos apenas uns milhares de milhões de anos para nos prepararmos para esse impacto. Por outro lado, a nossa galáxia pode …

Teegarden B e C. Descobertos mais dois planetas que podem albergar vida

Cientistas de vários países identificaram mais dois planetas que consideram poder albergar vida, com climas temperados, semelhantes à Terra e que podem conter água líquida à superfície. A equipa da universidade alemã de Göttingen utilizou vários …

Ministério Público abre investigação a Juan Guaidó por corrupção

O Ministério Público da Venezuela anunciou a abertura de uma investigação penal contra Juan Guaidó por suspeita de corrupção relacionada com fundos para assistência a cidadãos venezuelanos na Colômbia. O anúncio foi pelo procurador-geral designado pela …

Cientistas descobrem no veneno de escorpião antibiótico contra tuberculose

Químicos no veneno podem combater estirpes resistentes da tuberculose e a bactéria causadora da pneumonia e septicemia. Veneno pode ainda travar o crescimento de células cancerígenas. Cientistas descobriram no veneno de escorpião antibióticos contra a tuberculose …

Câmara de Lisboa já cobrou 17 mil euros por trotinetas mal-estacionadas

A Polícia Municipal de Lisboa cobrou 17.145 euros em coimas por trotinetas mal-estacionadas, entre fevereiro e o início de junho, tendo removido 1.820 veículos do centro da cidade nos últimos cinco meses. "A verificação das infrações …

Berardo mostra-se "incrédulo com falta de memória" de Constâncio

O ex-governador do Banco de Portugal (BdP) disse, esta terça-feira, que Joe Berardo mentiu no Parlamento sobre alegadas reuniões entre ambos. O empresário, por sua vez, mostra-se "incrédulo com a sua falta de memória". "Tudo isso é …

Marcelo diz que foi "sensato" não incluir pergunta sobre origem étnico-racial no Censos 2021

O Presidente da República considerou que foi uma decisão sensata não incluir no Censos 2021 uma pergunta sobre a origem étnico-racial dos cidadãos, face ao debate gerado, embora a ideia fosse boa. "Acho que foi uma …