Já se sabe como é que os animais sobreviveram ao frio quando a Terra era uma “bola de neve”

Há cerca de 700 milhões de anos, o nosso planeta experimentou a sua Idade do Gelo mais severa, um período ao qual os cientistas chamam “Terra Bola de Neve”.

Esta condição ameaçou a sobrevivência da maioria dos seres vivos primitivos que existiam no planeta, como por exemplo a vida marinha dependente de oxigénio, incluindo os primeiro animais, como as esponjas.

Novas evidências geológicas descobertas por cientistas da Universidade McGill, em Montreal, mostram que a água glacial derretida fornecia uma linha de vida crucial na época para organismos microscópicos conhecidos como eucariotos.

“As evidências sugerem que, embora grande parte dos oceanos durante o congelamento profundo fosse inabitável devido à falta de oxigénio, em áreas onde a camada de gelo começa a flutuar, havia um suprimento crítico de água derretida oxigenada“, disse Maxwell Lechte, sedimentologista da Universidade McGill, em comunicado.

Anteriormente, os cientistas pensavam que a vida dependente de oxigénio poderia ter sido restrita a poças de água derretida na superfície do gelo. Porém, um novo estudo publicado este mês na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences fornece evidências de um “oásis de oxigénio” debaixo do gelo, onde o glaciar encontra o mar. Isto terá permitido que formas de vida primitivas tivessem um lugar seguro onde esperar pelo fim da era do gelo.

Os investigadores estudaram rochas ricas em ferro deixadas para trás por depósitos glaciais na Austrália, Namíbia e Califórnia. Ao examinar a química das formações de ferro nessas rochas, os cientistas estimaram a quantidade de oxigénio nos oceanos há cerca de 700 milhões de anos, para entender os efeitos que teria sobre toda a vida marinha, de acordo com a CNN.

De acordo com Lechte, as bolhas de ar presas no gelo glacial eram libertadas na água enquanto derretia, enriquecendo-a com oxigénio, um processo que descreveu como “bomba de oxigénio glacial”.

A enorme glaciação que envolveu o planeta poderia ter desempenhado um papel na evolução de formas de vida mais complexas. “O facto de o congelamento global ter ocorrido antes da evolução de animais complexos sugere uma ligação entre a Terra Bola de Neve e a evolução animal”, rematou Lechte. “Essas condições adversas poderiam ter estimulado a sua diversificação para formas mais complexas”.

São necessários mais estudos para perceber como é que os “oásis de oxigénio” poderiam sustentar uma cadeia alimentar. O ScienceAlert recorda que existem hoje ecossistemas glaciais e ecossistemas nas regiões polares congeladas que sustentam diversidade de vida. Por isso, sugere o portal, esses podem ser bons lugares para procurar respostas.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Não as alteracoes climaticas so comecaram quando descobriram que podiam engarem-nos com mais tretas para nos chuparem mais impostos e outras aldrabices.
      Meu irmao esta na Holanda e trabalha numa empresa enorme agricola e importa toneladas de CO2 para aumentarem em quase 170% as colheitas. Mas disto nao convem falar.

RESPONDER

Tribunal dos Estados Unidos confirma 18 anos de prisão para familiares de Maduro

Um tribunal de apelação de Nova Iorque ratificou a condenação a 18 anos de prisão de dois familiares do Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, por conspiração para enviar droga para os Estados Unidos. "Fica ordenado, julgado …

Ana Gomes espera "verdadeiro Portugal Leaks" com Rui Pinto a colaborar com a justiça

A antiga eurodeputada Ana Gomes considerou que “é um verdadeiro Portugal Leaks” que se pode esperar a partir de agora, depois de Rui Pinto aceitar colaborar com a justiça portuguesa. O criador do Football Leaks e …

Exames nacionais adiados. Terceiro período arranca a 14 de abril (mas à distância)

Esta quinta-feira, António Costa falou ao país para anunciar que o 3.º período irá recomeçar no dia 14 de abril, mas sem aulas presenciais. Os exames nacionais do ensino secundário foram adiados para julho e …

TAP. Estado equaciona reformas antecipadas sem penalizações

O Jornal Económico escreve esta quinta-feira que o Estado pondera avançar com reformas antecipadas sem penalizações na TAP, visando assim diminuir o impacto da pandemia de covid-19 na companhia aérea portuguesa. Apesar de a empresa ter …

Santa Maria ganha 40 camas para os cuidados intensivos

A maior unidade hospitalar do país reforçou capacidade dos Cuidados Intensivos para os doentes infetados, passando das atuais 80 camas para cerca de 120. O Hospital Santa Maria, em Lisboa, vai quadruplicar a sua capacidade …

"Isto é criminoso". Estivadores dizem que há risco de portos pararem

"Da forma como estamos a trabalhar nos portos, corremos o risco de todo o contingente ficar parado, porque não há nenhum cuidado em termos de criar equipas rotativas", garantiu o líder sindical. O presidente do Sindicato …

Demitiu-se o diretor do serviço de cirurgia e transplantação do Curry Cabral

Américo Martins demitiu-se esta quarta-feira por ter visto impedida a proposta de reorganização com circuitos independentes no hospital. O diretor do Serviço de Cirurgia Geral e Transplantação do Hospital Curry Cabral, Américo Martins, demitiu-se esta quarta-feira …

Bancos impedidos de cobrar comissões por operações digitais. Acesso a jogos online limitados

Os bancos vão ficar impedidos de cobrar comissões por operações de pagamento através de plataformas digitais dos prestadores de serviços, segundo uma proposta do PEV com alterações do PS aprovada no Parlamento. O projeto de lei …

Pessoas assintomáticas devem usar máscara, diz Centro Europeu de Controlo de Doenças

Num relatório divulgado na quarta-feira, o Centro Europeu de Controlo de Doenças (ECDC) referiu que as máscaras podem reduzir a propagação do novo coronavírus de pessoas assintomáticas, recomendando a sua utilização. De acordo com o Público, …

Portugal ultrapassa as 400 vítimas mortais. Cordão sanitário em Castro Daire equacionado

Portugal regista esta quinta-feira 409 mortos associados à covid-19, mais 29 do que na quarta-feira, e 13.956 infetados (mais 815), segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). Trata-se de um aumento de 6% …