O planeta Terra já foi uma “bola de neve” gigante

NASA

Durante vastas eras de gelo há milhões de anos, a Terra esteve coberta em gelo. As condições na “Terra Bola de Neve”, como os cientistas referem, tornaram o planeta num lugar completamente diferente.

Naquela época as condições climáticas eram “tão severas que toda a superfície da Terra, de polo a polo, inclusive os oceanos, congelou completamente“, de acordo com Melissa Hage, cientista e ambientalista do Colégio Oxford da Universidade de Emory.

Os cientistas acreditam que há entre 750 milhões e 580 milhões anos, a Terra passou por três ou quatro períodos de glaciação, quando quase toda ou toda a superfície do planeta esteve coberta de gelo, e que cada um deles durou aproximadamente 10 milhões de anos. Os analistas estimam que, durante estes períodos, a temperatura global tenha diminuído em média até -50ºC.

Segundo eles, isto ocorreu, provavelmente, porque todas as massas terrestres do planeta se encontravam no equador ou numa zona próxima, o que desencadeou um processo de meteorização, ou seja, a decomposição de minerais e rochas na superfície da Terra.

Por sua vez, este processo levou à diminuição dos níveis de dióxido de carbono na atmosfera, de tal forma que, sem gases de efeito estufa, o ciclo da água se deteve. Tudo junto acabou causando um arrefecimento global.

“Uma vez que os oceanos polares começaram a congelar, uma maior quantidade de luz solar refletiu-se nas superfícies brancas e o arrefecimento intensificou-se”, comentou.

Os especialistas consideram que os vulcões continuaram a emitir dióxido de carbono para a atmosfera durante os períodos de glaciação, aquecendo o planeta durante o tempo suficiente para que se renovasse o ciclo da água. A temperatura global aumentou e o processo de meteorização seguinte ajudou a controlar os níveis de dióxido de carbono na atmosfera.

Quando a Terra aqueceu e saiu da sua fase de congelação intensa, durante um período de tempo bastante “curto” – aproximadamente 40 milhões de anos – ocorreu a explosão de vida, o surgimento súbito e a rápida diversificação de organismos no início do período Cambriano.

De acordo com Hage, é improvável que, no futuro, a Terra volte ao seu estado de “bola de neve”. “Inclusive com invernos extremos, formar-se-iam placas de gelo continentais, o que deteria a meteorização continental e permitiria que o dióxido de carbono se acumulasse na atmosfera, dando lugar ao aquecimento em vez de uma congelação descontrolada”, rematou a cientista.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Uma decomposição de minerais por os continentes se encontrarem no Equador? A decomposição de minerais leva a menos CO2 na atmosfera?
    O Startrek tem ciência mais credível que este artigo

  2. A cada dia aparece uma nova versão do que teria sido o passado do nosso planeta e todas elas diferentes de maneira que desta forma poucas ou nenhumas serão credíveis e isto mais parece pareceres de bruxaria.

RESPONDER

Falta de meios dificulta marcação de testes à Covid-19

Os utentes do Norte referenciados pelas autoridades de saúde para fazerem o teste à Covid-19 estão a ter grandes dificuldades na marcação nos laboratórios recomendados, devido ao disparo na procura e ao facto de a …

"Impõe-se manter as medidas de contenção", diz Marcelo

O Presidente da República afirmou esta terça-feira que se impõe manter as medidas de contenção que vigoram em Portugal, referindo que essa foi uma opinião unânime na segunda reunião técnica sobre a situação da covid-19 …

Crise poderá levar a Juve a vender Ronaldo por 70 milhões

A crise financeira causada pela pandemia de covid-19 poderá "obrigar" a Juventus a vender Cristiano Ronaldo por 70 milhões de euros, avança a imprensa italiana, frisando que existem mais dois cenários em cima da mesa. O …

Pavilhão Rosa Mota transformado em "Hospital de Missão" com 300 camas

O Pavilhão Rosa Mota, no Porto, entrará, na próxima semana, em funcionamento como “Hospital de Missão” e, com 300 camas, servirá para acolher doentes com poucos sintomas de covid-19 ou até assintomáticos sem “retaguarda familiar”. “Trata-se …

Maduro acusa EUA de provocarem "perigoso momento de tensão" no continente

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, enviou na segunda-feira uma carta aos governantes internacionais, alertando que os Estados Unidos (EUA), ao oferecerem uma recompensa por informações que levem à sua detenção, conduzem a "um perigoso …

Prestações ao banco vão subir para quem recorrer à moratória

As prestações dos créditos à habitação vão subir para empresas e clientes particulares que pedirem a sua suspensão no âmbito da moratória criada pelo Governo. Os juros vencidos durante os seis meses da moratória serão …

BE e PCP querem isenção do pagamento de propinas durante estado de emergência

O Bloco de Esquerda e o Partido Comunista Português consideram que os alunos do Ensino Superior devem ficar isentos do pagamento de propinas durante o estado de emergência. Tanto o BE como o PCP sempre defenderam …

Menina de 12 anos morre na Bélgica vítima da covid-19

Uma menina de 12 anos morreu esta segunda-feira na Bélgica devido à pandemia de covid-19, anunciaram esta terça-feira as autoridades de saúde deste país. "É um caso muito raro, mas que nos afeta muito, é um …

"Bomba" de Graça Freitas rebentou-lhe nas mãos. Governo rejeita cerco sanitário ao Porto

O Secretário de Estado da Saúde, António Sales, rejeitou, nesta terça-feira, a possibilidade de impor um cerco sanitário ao Porto. Esta hipótese foi avançada pela directora-geral da Saúde, Graça Freitas, e foi fortemente criticada por …

Novo máximo diário. Covid-19 mata mais 849 pessoas em Espanha

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 849 mortos com o novo coronavírus, um novo recorde de falecidos num só dia, elevando o balanço total para 8189. Os números do Ministério da Saúde espanhol revelam ainda um …