Já se pode visitar a sala de controlo de Chernobyl (mas só durante cinco minutos)

A Ucrânia vai permitir que os turistas visitem a sala de controlo do infame reator quatro, onde foram tomadas decisões que, em 1986, contribuíram para o pior acidente nuclear da História.

Depois do acidente nuclear de Chernobyl, a 26 de abril de 1986, as autoridades locais isolaram as áreas mais contaminadas em torno da central ucraniana. Esta área restrita, conhecida como Zona de Exclusão de Chernobyl, estende-se atualmente por 2589 quilómetros quadrados.

Para além de ser ilegal morar nesta zona (embora algumas famílias tenham desafiado a legislação), não pode ser visitada por menores de 18 anos. Durante décadas, os turistas mais curiosos só tiveram permissão para ver recreios abandonados de escolas, parques de diversões e salas de aula fora da central nuclear.

O infame reator quatro, onde ocorreu a explosão em 1986, esteve fechado para todas as pessoas, com exceção de investigadores, técnicos de limpeza e alguns jornalistas. Mas agora, avança o Business Insider, isso está prestes a mudar.

Em declarações à CNN, as empresas de turismo locais afirmaram recentemente que a Ucrânia vai permitir que os turistas visitem a sala de controlo do reator, onde foram tomadas decisões que contribuíram para o desastre.

Nessa sala, acredita-se que o vice-engenheiro-chefe da central tenha instruído os seus funcionários a continuar com o teste de segurança, apesar de uma queda significativa de energia que o tornava perigoso.

Atualmente, os níveis de radiação desta sala podem ser 40 mil vezes mais altos do que o normal, informa a agência de notícias Ruptly. Por isso, para assegurar a segurança dos visitantes, qualquer pessoa terá de vestir uma fato de proteção e usar capacete, máscara e botas industriais. Além disso, os visitantes também serão rastreados duas vezes depois da tour, que dura apenas cinco minutos para limitar a exposição à radiação.

A sala de controlo foi um dos cenários em destaque na série da HBO Chernobyl, que ganhou dez Emmys no final do mês de setembro. Desde que a série saiu em maio que as empresas de turismo têm recebido um boom de turistas na região.

Só este ano, cerca de 85 mil pessoas visitaram a chamada Zona de Exclusão. As tours diárias custam cerca de 90 euros por pessoa. Em julho, a Ucrânia declarou a região de Chernobyl como uma atração turística oficial, de forma a conseguir regular esta elevada procura. O Governo também planeia investir em novos percursos e postos de controlo para melhorar a experiência dos visitantes.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Fisco alerta para mensagens falsas enviadas a contribuintes

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) alertou os contribuintes, numa mensagem no portal das Finanças, para o envio de mensagens falsas para o telemóvel nas quais é pedido que se carregue em 'links' que são …

"Pandemia do medo". Crianças brincam cada vez menos e isso pode aumentar a ansiedade

A pandemia assim o obriga. Mais tempo fechadas em salas de aula e sem oportunidades para brincarem com os amigos, as crianças estão cada vez mais sedentárias e isso não é positivo para o seu …

Convívio deve ser limitado às pessoas com quem se vive, apela DGS

A diretora-geral da Saúde apelou aos portugueses, esta segunda-feira, na conferência de imprensa sobre a evolução da pandemia em Portugal, para limitarem os contactos físicos às pessoas com quem vivem. "Ao conviver em presença com familiares …

"Lembranças da Lua." China prepara missão para recolher amostras do solo lunar

A China vai fazer a primeira tentativa desde os anos 70 de ir à Lua recolher rochas. A missão ficará a cargo da Chang'e 5, que será lançada esta terça-feira. A Chang'e 5 vai realizar a …

Hotéis já podem ser usados como escritórios e centros de dia

Os estabelecimentos hoteleiros, de turismo de habitação e resorts já estão autorizados a serem temporariamente usados como escritórios, showrooms e centros de dia, segundo o decreto-lei publicado em Diário da República. O diploma publicado no domingo, …

Bolsonaro critica "ataques injustificados" sobre a desflorestação da Amazónia

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, considerou durante a cimeira virtual do G20, que as críticas sobre o aumento da desflorestação são "ataques injustificados" e "demagógicos" que surgem de países "menos competitivos". “Eu apresento factos, dados …

Dois novos casos de legionella diagnosticados no Grande Porto

Mais duas pessoas foram diagnosticadas com legionella, esta segunda-feira, na região do Grande Porto, elevando para 87 o número de casos identificados desde o início do surto. Fonte da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte) …

Reformaram-se 1.649 professores este ano. É o valor mais alto desde 2013

Este ano, reformaram-se mais 1.649 professores em Portugal continental. É o valor mais alto dos últimos sete anos. De acordo com o Correio da Manhã, entre janeiro e dezembro deste ano, aposentaram-se 1.649 professores em Portugal …

Já foram assassinadas 30 mulheres este ano, metade por violência doméstica

O Observatório das Mulheres Assassinadas (OMA) contabilizou 30 mulheres assassinadas entre 1 de janeiro e o dia 15 de novembro, 16 das quais em contexto de relações de intimidade, um valor abaixo das 21 registadas …

Netanyahu terá visitado Arábia Saudita (e reunido com Mike Pompeo e o príncipe herdeiro em segredo)

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, terá viajado no domingo em segredo à Arábia Saudita para se encontrar com o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman, divulgaram esta segunda-feira vários meios de comunicação de Israel. De acordo …