IVA da luz a 6%. Ministro sugere que famílias mudem para potência mais baixa

António Cotrim / Lusa

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes

O ministro do Ambiente e Transição Energética não afastou a extensão a redução do IVA da luz a mais contratos, mas sugeriu que as famílias mudassem para a potência mais baixa para poderem beneficiar da redução da taxa.

João Matos Fernandes esteve no parlamento a discutir a proposta do Orçamento do Estado para 2019 e foi questionado pelo Bloco de Esquerda sobre o alcance limitado da descida do IVA sobre a fatura elétrica que abrange apenas a parte fixa. Jorge Costa perguntou se o Governo estaria disponível para corrigir a proposta de baixar o IVA apenas para a potência mais baixa, deixando de fora dois milhões de consumidores.

Matos Fernandes defendeu que a proposta do Executivo para reduzir o IVA na potência contratada mais baixa, de 3,45 kVA, já abrange um número expressivo de famílias. Sublinhou ainda, recorda o Observador, que optar pela potência contratada mais baixa “é um bom exemplo de eficiência energética”.

Segundo o ministro, “uma família de 4 pessoas pode viver” com a potência mais baixa. Apesar de não fechar a porta ao tema, Matos Fernandes deixou uma sugestão. “Não deixo de exortar às famílias a pensarem se não podem contratar uma potência mais baixa que sirva as suas necessidades”, para desta forma poderem beneficiar da descida do IVA.

Na sua intervenção final, o ministro do Ambiente e Transição Energética afirmou que a “maior parte das famílias mais pequenas podem e devem equacionar em reduzir a potência”, sem reduzirem o seu nível de conforto.

Segundo contas feitas pela consultora da Deloitte, a redução do IVA permitirá baixar fatura em menos de dois euros por mês. Mas o Executivo tem outras medidas na manga, nomeadamente a transferência de verbas da contribuição extraordinária e dos leilões de licenças de CO2, para garantir a descida do preço da eletricidade para as famílias.

Para o deputado do PSD, Emídio Guerreiro, a maioria das famílias com quatro pessoas não vive com a potência mais baixa. Lembrou ainda que uma boa parte dos consumidores que estão nesta potência já beneficiam da tarifa social. O ministro respondeu que haverá 800 mil famílias vão beneficiar.

A descida do IVA sobre a eletricidade foi um tema forte nas negociações do Orçamento do Estado, mas acabou por ficar reduzida à parte fixa da fatura e apenas na potência mais baixa. A proposta feita pelo Governo no OE deverá custar 19 milhões de euros, mas a perda de receita será maior se muitos consumidores mudarem para a potência mais baixa.

CESE pode chegar a centrais atribuídas por concurso

Matos Fernandes admitiu ainda rever a proposta de extensão da contribuição extraordinária sobre o setor energético (CESE) às energias renováveis. Em causa está a uma cláusula que impede a cobrança da CESE aos parques eólicos que foram atribuídos por concurso o que, segundo Jorge Costa, irá reduzir a receita de 30 milhões de euros para metade.

Para o ministro, o importante nesta medida é assegurar que a CESE não irá travar o investimento nas energias renováveis, estando por isso previstas isenções para reforços de potência instalada e para o sobreequipamento de parques já existentes.

O ministro foi ainda questionado sobre que compromissos terá o Governo assumido junto da EDP para a empresa aceitar retomar o pagamento da CESE. João Matos Fernandes diz que o compromisso foi assumido com os portugueses e não com a EDP. O presidente executivo da elétrica disse que a empresa pagaria a contribuição, que deixou de pagar em 2017, se todos mantivessem a sua palavra.

ZAP //

PARTILHAR

36 COMENTÁRIOS

  1. Mais um palerma…
    Estavas tão bem calado.
    Olha… tenta tu viver com a potência mais baixa. Ó Maria desliga aí a casa toda que eu vou fazer a barba!

    • Mais palerma é quem tem uma potência contratada superior à necessária e que apenas serve para encher os cofres da EDP!…
      Nos últimos anos já ajudei muita gente a reduzir custos baixando a potência contratada para o valor mais de acordo com as suas necessidades – claro que nem sempre é possível chegar aos 3,45kVA, mas essa é a potência que eu sempre tive (4 pessoas, mas já fomos mais!) e com algum cuidado na gestão (bi-horário, a máquina da roupa lava durante a noite, etc) é perfeitamente suficiente.
      Se, além de se poupar na potência contratada, se conseguir ter o IVA a 6%, melhor ainda!…

          • Carros elétricos ainda não, mas fogões, ar condicionado/aquecedores elétricos, há bastante gente que tem sim.

            Com o meu comentário, não deixo de concordar que há casos que têm potencia contratada a mais, mas a realidade é que há muitos casos que não podem baixar para os 3.45 KVA, a não ser que optem por usar mais o gás.

        • Em casa do Eu! não se usa forno elétrico, nem secador, nem aquecedores elétricos… Ele vive numa espécie de mundo à parte…

      • Por uma vez estou de acordo com o Eu!.
        Sou profissional da área e posso esclarecer:
        Se utilizarmos simultaneamente, para além dos equipamentos base como frigorífico, TV, iluminação, computador, carregadores, etc., a máquina de lavar roupa quando em aquecimento (2,2Kw), a máquina de lavar loiça quando em aquecimento (2,5kW), o ferro de engomar (1,5kW), o forno eléctrico (1,5kW), a fritadeira eléctrica (1kW), o grelhador eléctrico (0,75kW), o microondas (0,8kW), um secador de cabelo (0,6kW) e mais uns quantos equipamentos, teremos que ter uma potência contratada superior a 10,35kVA. Agora, se utilizarmos racionalmente todos estes equipamentos, não em simultaneidade, os 3,45kVA chegam perfeitamente.
        De notar que 3,45kVA tem como equivalente prático 3,45kW.
        Quero dizer que tudo depende de uma gestão racional dos consumos, e isto é possível.
        Mas isto é apenas a minha opinião, há peritos mais “qualificados” para avalizarem o caso, eles que se manifestem, mas com dados “concretos”.

        • Alguns dos valores apresentados são abaixo do real, por por exemplo, o secador de cabelo não me lembro de ver nenhum com 0,6KW. Com 1,6KW já há muitos, mas o que se vê mais até é 2KW. Os grelhadores elétricos, muitos têm potencias na ordem de 1,5KW. O micro-ondas apesar de indicar potencia 800W (0,8KW), essa é a potencia aplicada aos alimentos, pelo que o consumo é superior (por volta de 1000W (1KW).
          No meu caso, tenho 4.6KVA, e só com o fogão é suficiente para fazer disparar o quadro. Só não dispara mais vezes, pois há uma tolerância, e acaba por deixar passar mais potência, pois o fogão tem bocas de 2KW e outras de 1,5KW, por isso ligando 3 bocas ou 2 bocas e o forno e já passa os 4.6KW.

          Para quem tiver dúvidas e já tiver os contadores digitais, pode verificar a potência instantânea num dos menos escondidos do contador.
          No caso do meu contador, basta seguir os passos:
          – Pressionar longamente (1 ou 2 seg) o aparecer uma nova opção no display;
          – Pressionar normal o botão até aparecer a opção VAL (abreviatura de valores);
          – Pressionar longamente (para entrar na opção do passo anterior), e pressionar normal até aparecer a opção POT (abreviatura de potência) (irá passar por opções como Tensão, Int, Pot, Fact Pot (fator potencia));
          – Pressionar longamente na opção escolhida no passo anterior;
          – Ligar/ desligar aparelhos e verificar os valores;

          Se não se pressionar mais no botão, passado algum tempo (1 ou 2 minutos), o display volta ao normal.

          Para os contadores analógicos, também dá para fazer isto, mas é preciso andar com um cronómetro e fazer contas.
          Assim, basta fazer contas, sendo necessário medir o tempo que demora a roda a dar 1 volta ou várias voltas (no caso de ser daqueles que apenas têm 1 led, é medir o tempo que demora a piscar 1 ou várias vezes).
          Para as formulas seguintes, terá de ser verificado no contador a informação de rot/KWh (nº de rotações por KWh) ou Wh/Imp (watts hora por impulso).
          Deve ser utilizada a fórmula de acordo com o valor que aparece impresso no contador ser em rot/KWh ou wh/Imp. Substituir os valores que estão dentro de [].

          Potência média em watt = [NumRotMedidas] / [Rot/KW] * 3600 / [tempo cronometrado em segundos] * 1000;

          Potência média em watt = [Wh/Imp] * [Num impulsos] * 3600 / [tempo cronometrado em segundos];

          • Caríssimo:
            Obrigado pela lição técnica.
            Para além de algumas alegadas imprecisões em relação a potências dos equipamentos, em que é que a sua explanação contraria a minha explicação?
            Penso que perdeu uma boa oportunidade de não contrapor sem motivo ou razão, falei na simultaneidade ou não de utilizar os equipamentos e, como bem explica, se tem um fogão eléctrico com bocas de 2kW e 1,5kW, utilizando 3 bocas já supera a potência que tem disponível. Eu nem sequer falei em fogões eléctricos, considero-os muito pouco eficientes. Por isso não vejo mais valias em todo o trabalho que teve em contestar a minha explicação.
            Fique bem.

            • Não contrapus, apenas adicionei mais informação, incluindo a forma de tirar informação dos contadores, que a maioria das pessoas desconhece que existe,

        • O quê?!! Ainda bem que refere que é apenas a sua opinião e que há gente mais qualificada. Espero bem que não faça disto atividade profissional.

          O forno eléctrico (1,5kW) – Já vi que janta tarde, muito embora comece a fazer o assado ainda antes do almoço…
          O microondas (0,8kW) – Mas a sua ideia quando usa o microondas é aquecer os alimentos ou simplesmente passar o tempo e ver coisas a andar à roda?!!
          Secador de cabelo (0,6kW) Mas onde?!!!! O amigo anda bem de saúde?!!!

          Tomem qualquer coisa para

          • Caro sr. Gorduroso:
            Ponderei muito se havia de responder, mas não resisti.
            Obrigado pela lição de electricidade, deve ser engenheiro.
            É verdade, não existem secadores de cabelo de 0,6kW, apenas os profissionais. Na realidade eu não uso secador eléctrico e, talvez por isso, o meu lapso. Por isso peço as minhas mais humildes desculpas mas garanto que ando bem de saúde (agradeço a sua preocupação).
            O meu forno tem uma potência máxima de 1,5kW, trabalha todos os dias e é rápido a cozinhar. É que eu sou poupadinho, tenho um forno conforme a minha necessidade, não um equipamento enorme para utilizar numa proporção minúscula.
            Quanto aos microondas, o valor apresentado representa a potência absorvida, não uma hipotética energia fornecida aos alimentos, até porque o rendimento dos controles electrónicos destes equipamentos supera a marca de 95%. Na maior parte das utilizações, em especial nas de programas funcionais do equipamento, a potência é reduzida, não funcionam à potência máxima. Para aquecer os alimentos o equipamento utiliza uma sequência ligado/desligado, como se pode observar até pelo ruído que o aparelho produz.
            No entanto, os meus comentários assentavam sempre na premissa da simultaneidade de utilização dos equipamentos eléctricos, como bem entendeu como pessoa gordurosa, atenta e esclarecida.
            Fico muito “satisfeito” por haver gente tão “esclarecida” e tão arrogante, com tanta intuição que conseguem até identificar quando se usa a ironia…
            Na verdade há pessoas que preferem ofender e humilhar os outros publicamente em vez de tentar compreender o que os outros querem dizer. Pior que isso é que essas pessoas votam…
            Esclareço também, sou profissional na área eléctrica, trabalho por conta própria, não sou engenheiro nem tenho qualquer formação superior. cobro 25€/hora e tenho trabalho. As empresas que me contratam devem usar da estupidez para contratar profissionais “incompetentes” e caros. Vou sugerir aos meus clientes que contratem pessoas “gordurosas” para me substituir, devem ser mais eficazes, de certeza em arrogância, nas suas atitudes. Conheço algumas pessoas assim.
            Fique bem.

      • E tu deves ser cá um cromo!!! Olha que uma casa tem mais do que uma tv led e um carregador de telemóvel!
        “…é que está uma análise bem feita…” muito bom. De sapateiro para sapateiro… LOL
        Liga um forno elétrico, um microondas e um secador de cabelo e vais ver o que te acontece com 3,45 kVA. Não te esqueças que todos os outros instrumentos continuam a consumir (frigorífico,…)

        • A “talhe-de-foice”, provavelmente não acontece nada, a não ser que tenha um forno industrial ou um secador de “altas prestações”. Se forem equipamentos normais os 3,45kVA suportam essa carga simultânea.
          Digo eu que sou “muito leigo”…

          • Já vi que o amigo pode perceber de eletricidade. Agora… contas é que não são consigo. Olhe pense lá bem se com 3,45kVA consegue ligar os três equipamentos (com consumos médios) e sustentar tudo o resto. E já agora aproveite também para ligar o ar condicionado.

            • Caríssimo, “bezerro é o filho do seu paizinho”.
              Já agora, experimente ligar a MLL, MLR, Secador de roupa, 10 AC, Forno, 4 aquecedores, Fogão eléctrico com 4 bocas, e restantes equipamentos todos ao mesmo tempo, faça contas e veja quanta energia disponível precisa, e não se esqueça de passar a roupa também, a duas mãos. Já agora acrescente uma máquina de soldar, uma rectificadora, um compressor e outras ferramentas eléctricas todas ligadas ao mesmo tempo, vai precisar de um central de energia só para si. Imagine que todos os consumidores fazem o mesmo ao mesmo tempo, haja energia para dar de comer a esse consumo desenfreado todo.
              E já agora, os equipamentos não têm consumos médios, isso refere-se à simultaneidade de equipamentos ligados.
              Mas tem toda a razão, eu não sei fazer contas, mas você não deve saber ler. Mas sabe ofender…

            • Para o José Raul. Decididamente não sabe ler, mas com as novas oportunidades ainda poderá aprender.
              Quando referi consumos médios é dentro do universo de equipamentos (tem ares condicionado que vão dos 9000 btus até ….). O mesmo se passa com secadores de cabelo, etc. Escolha um equipamento com um consumo médio dentro dessa família de eletrodomésticos e depois diga-me se consegue ligar tudo.

      • Quero ver como é que cortas a relva com um corta relvas elétrico…
        E como é que aspiras a casa se ao mesmo tempo os teus filhos estiverem a secar o cabelo e a tua mulher a fazer um assado no forno elétrico…

  2. Isto so demonstra como a EDP e os ministros andam todos ligados , gozam com consumidor vezes sem conta …o mais engraçado Nesta historia toda e que no meio da poupanca ridicula da eletricidade e abaixar a potencia a EDP fica sempre a ganhar porque segundo o acordo feito no tempo do Sr socrates quando menos eletricidade as familias gastarem mais o governo tem que pagar através de outras contribuicoes e serviços a companhia.

  3. Vê-se o que sua excelência o sr. ministro percebe de electricidade… ZERINHO… E o que é feito das energias renováveis que supostamente não têm tanto impacto ambiental negativo…???

  4. Entao mas as placas de inducao nao eram aconselhadas porque eram mais eficientes que uma placa de gas? Entao vamos usar uma placa de inducao com 3.45kw contratados? Só rir

  5. Este Sr. Ministro, não percebe nada da poda, ou está a passar um atestado de burrice ao Zé.
    Eu penso que já aprendeu com o Costa “desconhece que mentir é feito embora já tenha dado votos, a história do lobo mau, não vai repetir-se”

  6. Muito bem
    Na minha so tenho pontencia mínima.
    Tenho de poupar, na água electricidade e outros.
    Tenho o necessário, a vivenda, (que não tenho), não precisa de aparar a relva nem aquecedores preciso.
    A vida me ensinou a poupar. Agora as pessoas abusam de mais, queiram tudo só por que o vizinho tem.
    Vivo com o necessário, e que nunca tenha menos.

  7. Os 3,45 não dá para quase nada. Para uma TV, uma máquina de lavar e mais qualquer coisa, se não estiver tudo ligado. Por isso é que esta corja querem o IVA a 6% mas só para quem tiver essa potência contratada. Para isso e para as touradas. Este deve estar aconselhado por aquele que é secretário de Estado. Um tal galamba(?) Ou estarei enganado? Posso estar porque esta corja dita “socialista” nunca os ouço. Socialismo para os outros e capitalismo (selvagem) para eles.

  8. Palerma não sei mas que é burro está à vista. Basta a máquina de lavar a aquecer (2200w) e o micro ondas (1200w). E os outros disjuntores têm de estar todos em baixo. E não venham falar os entendidos em KVA e Watt. Bastam aqueles dois. Nós realmente somos muito gozados por quem nos governa.

    • E andam aqui meia dúzia de palermas nestes comentadores que devem ser pagos pelo ministro a vender os 3,45 kVA como sendo o céu!

  9. Deixem-se de histórias, eles querem (e não querem) que voltemos atrás a usar fogão a petróleo ou lenha para cozinhar, sem qualquer regalia de máquinas em casa. Por isso vamos todos cozinhar a lenha, lavar a roupa à mão, lavar a loiça à mão, andar de candeeiro a petróleo para ter luz, não precisa cortar relva que ela até é bonita depois de crescida ou corta-se à mão, secador de cabelo..? qual quê, somos um País de Sol. Mas também aí vamos dar cabo do planeta, muita lenha a queimar (eles já a queimaram toda) muito fumo a ir para o ar ….
    Depois temos o reverso da moeda, o que fazer a essas firmas de electrodomésticos, o que fazer à EDP e a muitas outras…!?
    Não é que me preocupe já tenho ferros de passar antigos, a casa da minha mãe ainda tem o fogão a lenha e a petróleo, candeeiros a petróleo também tenho..não vou gastar nada!

  10. Este Sr. ministro nunca deve ter visto uma fatura da EDP e este governo e os seus apêndices andam é a gozar com os contribuintes, fazem um grande show off para uma baixa do IVA de apenas € 0,94 /mês
    Potência (3.45Kva) valor mensal com iva a 23% = € 6,77
    Valor com Iva a 6% = € 5,83
    Diferença: € 0,94
    E isto se não vier mais uma taxa ou taxinha a caminho….

RESPONDER

Turista danifica escultura do século XIX enquanto posa para fotografia (e é apanhado pelas câmaras de vigilância)

A polícia italiana identificou um austríaco de 50 anos que danificou uma estátua do século XIX num museu em Itália, enquanto posava para uma fotografia. O incidente ocorreu no passado dia 31 de junho, segundo …

Covid-19: Brasil supera as 100.000 mortes

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, indicam dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Segundo os mais recentes …

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …

PayPal resiste à pandemia. Volume de pagamentos cresce 30% no segundo trimestre

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos. …

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …