//

Um “gémeo” de David de Miguel Ângelo vai à Expo de 2021

David, de Miguel Ângelo, uma das obras-primas do Renascimento, vai ser “clonada” usando uma impressora 3D com o objetivo de levar a famosa estátua à Expo de 2021, que acontecerá no Dubai.

De acordo com o jornal norte-americano The New York Times, durante os próximos meses, engenheiros e restauradores vão unir forças para usar “as tecnologias mais avançadas disponíveis hoje” para obter uma réplica exata em 3D da famosa estátua de David, de Miguel Ângelo, que está inserida desde 1873 na Galeria Accademia, em Florença, Itália.

Este “clone” será o trabalho central do Pavilhão da Itália na próxima feira mundial, Expo Dubai, que estava originalmente programada para abrir este mês, mas foi adiada para outubro do próximo ano devido à pandemia de covid-19.

“É uma tecnologia ligada à memória histórica para a memória do futuro”, disse o comissário geral da Itália na exposição Paolo Glisenti.

Assim, consideram fundamental mostrar também ao mundo essa “Marca Italiana” na combinação de técnicos e engenheiros para alcançar a réplica perfeita num ato de promoção científica.

“É a estátua por excelência, a primeira estátua colossal depois da antiguidade. Uma obra-prima de incomparável perfeição e beleza criada pelo muito jovem Miguel Ângelo Buonarroti em apenas três anos”, afirmou Cecilie Hollberg, diretora da Galeria Accademia. “Não há melhor mensageiro para Itália do que ele.”

O processo de confecção da réplica exata ainda é muito incipiente, mas contará com as “mais desenvolvidas tecnologias digitais italianas”, garantiu a professora da Universidade de Florença Grazia Tucci, que coordena o processo.

De acordo com o jornal La Vanguardia, o projeto terá três fases. A primeira será criar um “gémeo digital”, usando um scanner a laser de precisão e outros instrumentos normalmente utilizados na engenharia aeronáutica para extrair todas as informações da escultura e criar um arquivo digital na mais alta resolução.

Assim que o duplo digital for criado, será a vez da impressão 3D. Os responsáveis ​​pelo projeto encontraram a maior gráfica da Itália, que fará a maior escultura 3D até hoje. Será impresso em pedaços, embora o tamanho do dispositivo permita que seja feito no menor número possível.

O material ainda não foi escolhido, mas será um plástico fácil de transportar até os Emirados Árabes Unidos.

Finalmente, alguns artesãos ou restauradores irão polir as pequenas imperfeições.

Quando, em 1501, Miguel Ângelo decidiu aceitar a encomenda de esculpir David, o imenso bloco de mármore já esperava há 30 anos no meio de uma praça da cidade toscana. A pedra não era de boa qualidade, por isso nenhum escultor queria trabalhar com ela e correr o risco de falhar.

Miguel Ângelo começou a esculpir David quando tinha apenas 26 anos. Quando foi apresentado em 1504, foi considerado um feito nunca visto antes.

Mais de 500 anos depois, a escultura continua a despertar a admiração de visitantes de todo o mundo, é uma das amiores atrações turísticas de Florença e a principal atração da Galeria Accademia.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE