Itália vai apresentar novo orçamento nas próximas horas

Presidenza della Repubblica / Wikimedia

Giuseppe Conte, primeiro-ministro de Itália

O chefe do Governo italiano, Giuseppe Conte, prometeu esta terça-feira um novo orçamento “nas próximas horas” para evitar um procedimento por défices excessivos ao seu país.

“O meu objetivo é evitar que a Itália tenha um procedimento por défices excessivos que prejudique o nosso país e que também seja suscetível de prejudicar a Europa. Estou no processo de finalização da proposta de que a União Europeia não poderá não ter em consideração. [O documento] surgirá nas próximas horas”, disse Conte numa entrevista ao jornal italiano Avvenire.

A proposta “não compromete os interesses dos italianos nem as reformas previstas. Tenho algumas projecções sobre o impacto económico da ‘quota 100’ (regime de reformas antecipadas) e da renda de cidadania. Isto dar-me-á margem de manobra para usar nas negociações com a UE”, acrescentou. O governante recusou dar números, explicando que “para a negociação funcionar, deve haver uma reserva”.

Na segunda-feira, no entanto, Conte tinha sugerido que o seu objetivo não era reduzir o défice para menos de 2% do PIB (Produto Interno Bruto).

A Comissão Europeia rejeitou em 23 de Outubro e numa decisão inédita o projeto de orçamento italiano, que oficialmente prevê um défice de 2,4% do PIB, muito acima do esperado e fora dos limites europeus.

Bruxelas abriu então caminho para sanções contra Roma, dizendo que “justificava” a abertura de um “procedimento de défice excessivo” baseado na pesada dívida. A Itália tem o rácio dívida/PIB mais elevado da área do euro (131% do PIB), atrás da Grécia.

A Comissão Europeia acolheu na segunda-feira a “mudança de tom” da coligação populista no poder em Itália, mas disse que ainda esperava um esforço “significativo” para garantir o cumprimento das regras da UE. “É positivo que o tom das discussões tenha mudado (…) Mas um ajuste significativo do orçamento de 2019 também é necessário”, disse o vice-presidente Valdis Dombrovskis.

“Estamos a fazer progressos nas nossas discussões com as autoridades italianas”, disse o comissário para os Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, observando “uma mudança de método” por parte dos italianos. “Vamos ambos continuar o diálogo, incansavelmente (…) e, ao mesmo tempo, continuar a preparar as decisões” para o procedimento de infração,.

Mais uma vez, o patronato italiano criticou duramente a lei das finanças, dizendo que não promove crescimento, e pediu uma mudança.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Benfica vai apresentar queixa por ameaças de morte a Vieira e vandalismo

O Benfica vai avançar com queixas devido às ameaças de morte ao presidente do clube em tarjas colocadas nas imediações do Estádio da Luz, mas também pela vandalização de várias casas benfiquistas. Segundo o jornal online …

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …

Depois do balde de água fria da pandemia, Israel vai ficar melhor do que nunca. Tudo pelos turistas

Israel está fechado em casa e viajar para este país não faz parte dos planos de muitas pessoas. No entanto, este período de acalmia pode mesmo ser o melhor momento para planear uma viagem - …

Menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais e menos 151 mil cirurgias em 2020

No ano em que a pandemia chegou a Portugal, houve menos 151 mil cirurgias e menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais públicos. A covid-19, que chegou a Portugal a 2 de março de 2020, obrigou …

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …