Israel abre investigação a debandada em Meron que matou 45 pessoas

David Cohen / EPA

O departamento de vigilância do Estado de Israel anunciou hoje a abertura de uma investigação à debandada que causou 45 mortos na semana passada numa peregrinação em Meron (norte) com milhares de judeus ortodoxos.

“[O drama] podia ter sido evitado e agora temos o dever de determinar como”, afirmou o “controlador” do Estado, Matanyahu Englman, numa conferência de imprensa, anunciando a abertura de uma “investigação especial”.

Encarregado de supervisionar o funcionamento das instituições públicas, o gabinete do “controlador” tinha alertado por duas vezes, em 2008 e 2011, para as deficiências do equipamento no local do monte Meron, que recebeu na quinta-feira várias dezenas de milhares de pessoas para a festa judaica de Lag Baomer.

“Se isso tivesse sido corrigido, talvez a catástrofe pudesse ter sido evitada”, disse Engleman.

O ministro da Defesa, Benny Gantz, também ministro da Justiça interino, pediu no domingo ao procurador-geral para analisar a possibilidade de o atual Governo de transição lançar uma comissão de inquérito do Estado, investigação mais importante que a do “controlador”.

Apenas uma tal Comissão “poderia ter em conta todos os elementos da catástrofe”, afirmou.

Netanyahu, que considerou o drama uma “das maiores catástrofes” da história do Estado hebreu, tinha prometido um inquérito “exaustivo”, sem precisar a instância que o realizaria.

O chefe da polícia para o norte de Israel, Shimon Lavi, disse assumir a “responsabilidade” da tragédia, assim como o ministro da Segurança Pública, Amir Ohana, que declarou, no entanto, não aceitar a “culpa”.

A ministra dos Transportes, Miri Regev, também é alvo de críticas por ter, segundo a imprensa local, fretado autocarros para permitir que alguns ultraortodoxos participassem na peregrinação.

Cerca de 100.000 pessoas terão participado na peregrinação e, além dos 45 mortos, pelo menos 150 outras pessoas ficaram feridas.

Os funerais das vítimas, que começaram na sexta-feira, mas foram interrompidos durante o `shabbat`, dia de repouso, recomeçaram no sábado à noite e prosseguem hoje.

Um estudante de uma `yeshiva` (escola talmúdica) de 21 anos, originário da Argentina, foi hoje enterrado em Jerusalém na presença de várias centenas de pessoas e do ministro do Interior, Arieh Deri, informaram media israelitas.

Entre os mortos, cuja identificação terminou no domingo, encontram-se cerca de 15 crianças e adolescentes, incluindo seis norte-americanos, dois canadianos e pelo menos dois franco-israelitas.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Famosa teoria de Stephen Hawking sobre buracos negros confirmada

Usando ondulações no espaço-tempo causadas pela fusão de dois buracos negros distantes, uma equipa de cientistas conseguiu provar uma das teorias mais famosas de Stephen Hawking. A teoria da área do buraco negro, que Stephen Hawking …

Mayflower 2.0: um navio autónomo pilotado por IA está a refazer a viagem do original

Quatro séculos e uma pandemia depois de o Mayflower original ter zarpado do porto de Southampton, numa jornada histórica para a América, outro veículo pioneiro com o mesmo nome partiu para refazer a mesma viagem. O …

Halterofilista neozelandesa será a primeira atleta transgénero a competir nos Jogos Olímpicos

A neozelandesa Laurel Hubbard, de 43 anos, classificou-se para os Jogos Olímpicos de Tóquio na categoria acima de 87kg feminina (super pesadas) do levantamento de peso, tornando-se a primeira atleta transgénero a participar na competição. "Estou …

República Checa 0-1 Inglaterra | Serviços mínimos valem topo

A Inglaterra, que tinha assegurado o apuramento na segunda-feira, garantiu o primeiro lugar do Grupo D do Euro 2020, ao vencer a República Checa por 1-0, com um golo madrugador, no mítico estádio de Wembley. Num …

Croácia 3-1 Escócia | Croatas de trivela rumo aos oitavos

A Croácia, liderada pelos ‘craques’ Luka Modric e Ivan Perisic, qualificou-se hoje para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer por 3-1 a Escócia, que eliminou, num Grupo D conquistado pela Inglaterra. Os …

Asteroide tem nome de astrofísico português Nuno Peixinho

O astrofísico português Nuno Peixinho dá nome a um asteroide, descoberto em 1998 e que tem pouco mais de 10 quilómetros de diâmetro, anunciou esta segunda-feira o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), …

"É inaceitável". Ana Mendes Godinho critica situações de trabalho temporário que "duram décadas"

A ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, insistiu esta terça-feira na relevância do combate à precariedade, sinalizando a intenção de restringir o trabalho temporário. "Tem de haver mecanismos mais fortes para combater a segmentação do mercado …

Hitler expulsou os soldados judeus há oito décadas. Agora, um rabino junta-se ao exército alemão

No início da Segunda Guerra Mundial, Hitler expulsou os judeus das Forças Armadas na década de 1930. Agora, Zsolt Balla irá assumir o cargo de rabino-chefe do exército alemão. Mais de 80 anos depois, aquilo que …

Rio critica Governo após "justa indignação" de Merkel

O presidente do PSD acusou esta terça-feira o Governo de estar a fazer Portugal passar “por uma vergonha desnecessária”, considerando que depois da “vexatória desconsideração” do Reino Unido, os portugueses têm que “ouvir a justa …

Amazon acusada de destruir milhões de itens não vendidos todos os anos

A Amazon foi acusada de destruir milhões de itens não vendidos todos os anos, segundo uma investigação da Newsweek, publicada na segunda-feira. "Uma investigação da ITV News num dos centros de distribuição da Amazon no Reino …