Israel dispara contra “suspeitos armados” que entravam no país pela Síria

Atef Safadi / EPA

Forças Armadas de Israel

O exército israelita disparou na noite deste domingo contra “suspeitos armados” que cruzaram a Linha Alfa a partir da Síria, perto da cerca de separação entre este país e o território sírio ocupado por Israel dos Montes Golã.

“Há uns momentos as Forças de Defesa de Israel detetaram suspeitos armados que cruzavam a Linha Alfa dentro de Israel, perto da fronteira com a Síria dos Montes Golã. Em resposta, as tropas dispararam contra eles. Não se registaram feridos nos soldados israelitas”, informou o Exército num comunicado divulgado às 23h locais (21 em Lisboa).

Uma porta-voz militar questionada pela agência de notícias espanhola Efe não soube precisar se houve baixas do lado dos suspeitos. A responsável explicou que a resposta de Israel faz parte da “política de impedir violações da soberania israelita e dos acordos de 1974″.

O incidente, pouco comum na região, acontece poucos dias depois de os Estados Unidos terem anunciado que iam retirar as suas tropas da Síria, a braços com um conflito armado desde 2011. Através do Twitter, o presidente norte-americano afirmou: “Derrotámos o Estado Islâmico na Síria, a única razão para estar ali durante a Presidência”.

“Ganhámos!”, reforçou o presidente. “Os nossos rapazes, as jovens mulheres, os nossos homens, vão todos regressar, e vão todos regressar agora”, vincou.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Neetanyahu, assegurou este domingo que a decisão anunciada seu homólogo Donald Trump não alterará a política israelita de “continuar atuando contra as intenções do Irão de se estabelecer militarmente na Síria”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A longo prazo, o distanciamento social pode até ser melhor para a economia

O isolamento social durante uma pandemia, como é o caso da covid-19, que já fez mais de 48.000 vítimas mortais por tudo o mundo, pode revelar-se melhor para a economia a longo prazo, revelou uma …

Elon Musk doou 1.000 ventiladores a hospitais (mas eram do tipo errado)

Nos últimos dias, Elon Musk, CEO da Tesla, recebeu muitos elogios por ter doado mil ventiladores a hospitais da Califórnia, que enfrentam um número esmagador de casos de coronavírus. Porém, os ventiladores não eram do …

Coronavírus pode replicar-se na boca e nariz durante uma semana antes de infetar pulmões

O coronavírus pode permanecer e replicar-se na boca e no nariz durante uma semana antes de infetar aos pulmões, à traqueia e aos brônquios, revela um estudo, que mostra igualmente que é expulso do organismo …

PSP vai utilizar câmaras portáteis em drones no estado de emergência

A PSP vai utilizar 20 câmaras portáteis de videovigilância, 18 das quais vão ser instaladas em ‘drones’, durante o estado de emergência devido à pandemia de covid-19, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Administração Interna …

Em Nova Iorque, prisioneiros são usados para cavar valas comuns

Nova Iorque está a oferecer seis dólares por hora e material de proteção individual aos prisioneiros de Rikers Island que aceitem ajudar a cavar valas comuns. Projeções da Fundação Gates apontam que, em Nova Iorque, o …

EUA estará a pagar para desviar carregamentos de máscaras adquiridas por França

As autoridades francesas estão a acusar os Estados Unidos de terem pago para desviar um carregamento de máscaras faciais oriundo da China. Este episódio é apenas mais um na saga sobre a escassez de máscaras de …

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3. A …

OMS e EUA ponderam alargar recomendação para uso de máscaras

A Organização Mundial de Saúde (OMS) vai reavaliar as suas recomendações sobre o uso de máscaras para prevenir a contaminação com covid-19, disse esta quinta-feira o presidente do grupo de especialistas que vai discutir o …

Covid-19. Mais de 95% das vítimas mortais na Europa tinham mais de 60 anos

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, revelou esta quinta-fera que mais de 95% das vítimas mortais da covid-19 na Europa têm mais de 60 anos de idade. Em …

Curva portuguesa mostra abrandamento de novos casos (mas é preciso "cautela")

Portugal tem assistido desde o dia 25 de março a um abrandamento do aumento percentual diário de novos casos de covid-19, segundo dados divulgados pelo Barómetro Covid-19 da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP). Segundo Carla …