O IRS vai mesmo baixar em 2019

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

Os contribuintes podem mesmo contar com uma descida no Imposto sobre o Rendimento das pessoas Singulares (IRS) em 2019, mesmo que o Governo não esteja a preparar novas medidas para o alívio fiscal desta taxa. Tudo graças às alterações fiscais no Orçamento do Estado para 2018.

Marques Mendes anunciou, no seu espaço de comentário na SIC, no domingo passado, que o Governo está a preparar uma descida nos impostos e um aumento nas pensões, realçando que haverá um alívio no IRS em 2019. Mas o Jornal de Negócios apurou junto do Governo do PS, de PCP e de Bloco de Esquerda que não estão a ser negociadas novas medidas para descer o IRS no Orçamento de Estado para 2019.

Contudo, o IRS vai de facto descer no próximo ano, fruto das alterações fiscais que foram introduzidas no Orçamento do Estado para 2018 e que só terão efeito na íntegra no próximo ano.

Estão em causa as alterações aos escalões do IRS que deverão custar mais 155 milhões de euros à receita de IRS em 2019, segundo contas do Negócios. Em 2018, esses custos situam-se nos 230 milhões de euros, segundo o Programa de Estabilidade publicado em Abril passado.

Desta forma, 40% dos gastos motivados pelas alterações fiscais do IRS inscritas no Orçamento de 2018, só terão reflexos práticos em 2019.

Quanto a eventuais novas medidas de alívio fiscal, antecipadas por Marques Mendes, o Negócios atesta que o ministério das Finanças não pretende perder mais receita, tanto mais que conta já com um aumento nas pensões e nos salários da Função Pública em 2019.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Cristina Ferreira..só lhe queria pedir um pequeno empréstimo a fundo perdido para pagar a minha casa e carro..pois com tanto dinheiro que vai ganhar…e eu ficava eternamente agradecida…são só 37 mil euros..é só estaa vez..nunca mais peço mais nada..beijinho grande..Alcide

  2. provavel que baixe para a clientela politica e afins…..para nos, baixa de certeza.. com os encargos a subir em flecha e os salarios estagnados ha decadas, so pode!!!!! provavelmente os donos das empresas de tuc tuc, os indianos das recordaçoes, os sardinheiros da nova era, os arrendatarios dos app de turismo estarao isentos de impostos… talvez aumentem o irs das empresas de aviaçao e das empresas de viaçao…… e aumentem os preços dos ingressos nos museus portugueses……so falta acordarem com a igreja para.cobrarem ingressos para a entrada nos templos e quem sabe começarem a cobrar a entrada das praias.. assim ja poderam se aumentar de novo ..

RESPONDER

Possibilidade de melhoria de nota no secundário aprovada. Decisão do ano passado foi "injusta"

Foram, esta quinta-feira, aprovados projetos que permitem a realização de exames para melhoria de nota para os alunos do ensino secundário. O PS absteve-se da votação. De acordo com o Expresso, o Parlamento aprovou esta quinta-feira …

PRR. Governo admite pedir mais 2,3 mil milhões de euros para capitalizar empresas

Capitalização e inovação das empresas, e a possibilidade de pedir mais 2,3 mil milhões de euros (para um total de cinco mil milhões) na componente de empréstimos. António Costa fez, durante a tarde desta sexta-feira, …

OMS alerta para crescimento "preocupante" de casos no mundo

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou esta sexta-feira para o continuo crescimento de casos de covid-19 no mundo, referindo que o número de novos casos confirmados por semana quase duplicou nos últimos …

Há falta de sedativos em hospitais brasileiros. Médicos intubam doentes "conscientes"

Estão a surgir vários relatos de profissionais de saúde brasileiros forçados a intubar pacientes sem o auxílio de sedativos. No Brasil, de acordo com a Associated Press, há profissionais de saúde a intubar pacientes sem recurso …

Governo acusado de financiar queima de resíduos recicláveis com 50 milhões de euros

A associação ambientalista Zero acusa o Ministério do Ambiente de utilizar 50 milhões de euros do Fundo Ambiental para financiar a queima de resíduos recicláveis em Lisboa e Porto, indo contra a nova legislação sobre …

Zimbabué. Sem nacionalidade reconhecida, milhares de pessoas lutam de forma desigual por educação e saúde

Centenas de milhares de pessoas no Zimbabué foram marginalizadas e forçadas a lutar de forma desigual pelo acesso à educação, saúde e habitação, porque não têm nacionalidade reconhecida pelo país, acusou um relatório da Amnistia …

Nova Entidade para a Transparência volta a derrapar. Só arranca em 2023

A nova Entidade para a Transparência, o organismo para fiscalizar políticos e altos cargos públicos aprovado em 2019, só deverá arrancar em 2023. A previsão foi avançada por João Caupers, presidente do Tribunal Constitucional (TC), numa …

Bicicleta de Taremi vence prémio de Golo da Semana da Champions

O golo do avançado iraniano, marcado nos instantes finais do jogo contra o Chelsea, que ditou a eliminação do FC Porto da Liga dos Campeões, foi eleito o "Golo da Semana" na prova. "Este chuto espetacular …

Governo levanta suspensão de voos essenciais de e para Brasil e Reino Unido

O Governo levantou, esta sexta-feira, a suspensão de voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido, mas apenas para viagens essenciais.  Os voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido vão …

A Liga dos Campeões vai mudar: mais equipas e um formato inédito

O comité de competições da UEFA reuniu-se esta sexta-feira para aprovar o novo modelo da Liga dos Campeões. O novo formato vai vigorar entre 2024 e 2027. Embora ainda não tenham sido avançadas informações oficiais, o …