O IRS vai mesmo baixar em 2019

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro das Finanças, Mário Centeno

Os contribuintes podem mesmo contar com uma descida no Imposto sobre o Rendimento das pessoas Singulares (IRS) em 2019, mesmo que o Governo não esteja a preparar novas medidas para o alívio fiscal desta taxa. Tudo graças às alterações fiscais no Orçamento do Estado para 2018.

Marques Mendes anunciou, no seu espaço de comentário na SIC, no domingo passado, que o Governo está a preparar uma descida nos impostos e um aumento nas pensões, realçando que haverá um alívio no IRS em 2019. Mas o Jornal de Negócios apurou junto do Governo do PS, de PCP e de Bloco de Esquerda que não estão a ser negociadas novas medidas para descer o IRS no Orçamento de Estado para 2019.

Contudo, o IRS vai de facto descer no próximo ano, fruto das alterações fiscais que foram introduzidas no Orçamento do Estado para 2018 e que só terão efeito na íntegra no próximo ano.

Estão em causa as alterações aos escalões do IRS que deverão custar mais 155 milhões de euros à receita de IRS em 2019, segundo contas do Negócios. Em 2018, esses custos situam-se nos 230 milhões de euros, segundo o Programa de Estabilidade publicado em Abril passado.

Desta forma, 40% dos gastos motivados pelas alterações fiscais do IRS inscritas no Orçamento de 2018, só terão reflexos práticos em 2019.

Quanto a eventuais novas medidas de alívio fiscal, antecipadas por Marques Mendes, o Negócios atesta que o ministério das Finanças não pretende perder mais receita, tanto mais que conta já com um aumento nas pensões e nos salários da Função Pública em 2019.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Cristina Ferreira..só lhe queria pedir um pequeno empréstimo a fundo perdido para pagar a minha casa e carro..pois com tanto dinheiro que vai ganhar…e eu ficava eternamente agradecida…são só 37 mil euros..é só estaa vez..nunca mais peço mais nada..beijinho grande..Alcide

  2. provavel que baixe para a clientela politica e afins…..para nos, baixa de certeza.. com os encargos a subir em flecha e os salarios estagnados ha decadas, so pode!!!!! provavelmente os donos das empresas de tuc tuc, os indianos das recordaçoes, os sardinheiros da nova era, os arrendatarios dos app de turismo estarao isentos de impostos… talvez aumentem o irs das empresas de aviaçao e das empresas de viaçao…… e aumentem os preços dos ingressos nos museus portugueses……so falta acordarem com a igreja para.cobrarem ingressos para a entrada nos templos e quem sabe começarem a cobrar a entrada das praias.. assim ja poderam se aumentar de novo ..

RESPONDER

Liveblog Autárquicas. Carlos Moedas ganha Lisboa

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Medina assume derrota em Lisboa. "É uma indiscutível vitória de Carlos Moedas"

Fernando Medina acaba de assumir a derrota nas eleições autárquicas, felicitando Carlos Moedas pela vitória na Câmara de Lisboa. "É uma indiscutível vitória pessoal e política de Carlos Moedas", sublinha Medina. "Foi um privilégio servir esta …

Contra a "vigarice" das sondagens, "o PSD teve um excelente resultado"

O PSD conseguiu todos os objectivos a que se propôs nestas eleições autárquicas, segundo Rui Rio. O presidente do PSD considera que o partido teve "um excelente resultado" contra a "vigarice" das sondagens e "contra …

Costa: "PS continua a ser o maior partido autárquico nacional"

António Costa canta vitória nas eleições autárquicas, apesar de ainda não se conhecerem os resultados finais de Lisboa, Sintra e Loures. Para o secretário-geral socialista, não há dúvida de que o "PS continua a ser …

O "primeiro amarelo" para Costa e o "CDS superou todos os objectivos"

"O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas". É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa "viu o seu primeiro cartão amarelo". Na reacção …

Pegadas provam que as Américas foram povoadas milhares de anos antes do que pensávamos

Investigadores descobriram evidências da presença de humanos nas Américas: pegadas com, pelo menos, cerca de 23.000 anos. A nossa espécie começou a migrar para fora de África há cerca de 100.000 anos. Além da Antártida, as …

Jerónimo assume que CDU ficou "aquém", mas não é "determinante para a política nacional"

Jerónimo de Sousa reconhece que os resultados da CDU, nas eleições autárquicas, ficaram "aquém" dos objectivos, mas alerta que não são "determinantes para a política nacional" e rejeita a hipótese de deixar a liderança do …

Geringonça à direita... ou à esquerda? Com Moedas e Medina taco a taco, IL e Bloco entram em jogo

Freguesia a freguesia, eis como Fernando Medina e Carlos Moedas estão a disputar a eleição para a Câmara de Lisboa. As sondagens dão um empate técnico e a Iniciativa Liberal já manifestou que está disponível …

Autárquicas: PS reivindica vitória e acredita que ganha em Lisboa

O secretário-geral adjunto do PS reivindicou hoje vitória do seu partido nas eleições autárquicas, dizendo que irá vencer em número de câmaras e de freguesias, e manifestou-se confiante no quinto triunfo consecutivo em Lisboa. Esta posição …

Autárquicas: Santana reconquista a Figueira e fala numa "proeza sem igual"

Pedro Santana Lopes já fez o seu discurso de vitória como presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz, num autoelogio pelo facto de ter ganho a dois "grandes partidos", o PS e o PSD, …