/

EUA confirmam: Meio-irmão de Kim Jong Un foi morto com o agente VX

Os EUA determinaram que o meio-irmão do dirigente norte-coreano Kim Jong Un foi assassinado pelo regime da Coreia do Norte com o agente VX, uma substância neurotóxica.

A investigação norte americana confirmou que o meio-irmão do dirigente norte-coreano Kim Jong Un foi assassinado pelo regime com o agente VX, uma substância neurotóxica, indicou esta terça-feira a porta-voz do Departamento de Estado, em comunicado.

Esta conclusão desencadeou a aplicação pelos Estados Unidos de novas sanções económicas contra a Coreia do Norte, quando a Coreia do Sul indicou que os dirigentes de Pyongyang estavam dispostos a discutir a desnuclearização com os norte-americanos.

Durante o julgamento das duas mulheres acusadas pelo crime, uma especialista afirmou que o meio-irmão do líder da Coreia do Norte carregava um medicamento que poderia ser utilizado como antídoto ao VX, o agente com o qual foi assassinado na Malásia.

Kim Jong-nam tinha 12 comprimidos de atropina na sua mochila quando foi atacado, no dia 13 de fevereiro de 2017, no aeroporto internacional de Kuala Lumpur. Contudo, acabou por morreu poucos minutos depois da agressão com o VX, uma versão altamente letal do gás sarin e considerada uma arma de destruição em massa.

O único uso conhecido do agente VX é em contextos de guerra química e o Centro para o Controlo e Prevenção da Doença (CDC, na sigla inglesa) dos Estados Unidos descreve-o como “o mais potente” de todos os agentes que atuam sobre o sistema nervoso.

A indonésia Siti Aisyah e a vietnamita Thi Huong foram julgadas pelo assassinato na Alta Corte de Shah Alam. As jovens foram detidas pouco depois do crime e declararam-se inocentes no início do julgamento, alegando que foram enganadas e que acreditavam estar participar em um programa de televisão de apanhados.

Imagens das câmaras de segurança do aeroporto mostraram as duas mulheres a aproximarem-se de Kim por detrás e o momento em que jogaram um líquido no rosto da vítima. Se forem declaradas culpadas, podem ser condenadas à pena de morte.

Desde o início do caso, a Coreia do Sul acusa a Coreia do Norte de ter planeado o assassinato, o que Pyongyang nega.

Uma espécie de pesticida com esteroides

O VX é um agente altamente tóxico sem odor, sem sabor, mas absolutamente letal.  “Podem imaginar o VX como uma espécie de pesticida com esteroides, uma substância extraordinariamente tóxica”, explicou Bruce Bennett, especialista em armas do instituto de pesquisa Rand Corporation dos Estados Unidos, em declarações à Reuters.

Segundo o Público, o VX é classificado pelo Council on Foreign Relations como o “agente químico mais fatal alguma vez criado”, que é rapidamente absorvido pelo corpo, dificultando a eficácia de um antídoto.

Uma porção mínima deste agente é o suficiente para matar uma pessoa, daí ser fácil de transportar em pequenas quantidades e difícil de ser detetado na segurança do aeroporto.

Os agentes neurotóxicos inibem o funcionamento de uma enzima e estimulam em excesso as glândulas e os músculos. Isto faz com que os fatigue muito rapidamente e, em poucos momentos, o indivíduo exposto ao químico fica com dificuldades em respirar, náuseas, perde a consciência e entra em paragem cardíaca ou respiratória.

Além da dosagem, os sintomas dependem da forma como entra no organismo: inalado, ingestão ou por contacto com a pele ou olhos.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE