Mulheres acusadas de matar o meio-irmão de Kim Jong-un declaram-se inocentes

(dv) Royal Malaysia Police

A indonésia Siti Aisyah e a vietnamita Doan Thi Huong foram indiciadas por assassinato de Kim Jong-nam

Duas mulheres acusadas de matar Kim Jong-nam, meio-irmão do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, declararam-se inocentes, no dia em que começou, na Malásia, o julgamento do crime que provocou uma crise diplomática.

A indonésia Siti Aisyah, de 25 anos, e a vietnamita Don Thi Houng, de 29, falaram através dos seus intérpretes no Tribunal Superior de Shah Alam, um distrito perto do aeroporto nos arredores de Kuala Lumpur, onde Kim Jong-nam foi atacado em 13 de fevereiro com VX, um agente neurotóxico, uma versão altamente letal do gás sarín, considerado uma arma de destruição em massa.

Se forem consideradas culpadas, as mulheres arriscam-se à pena de morte por enforcamento. Durante 23 dias, o tribunal vai chamar 40 pessoas entre testemunhas e especialistas para apoiar a acusação durante o julgamento, cuja conclusão está prevista para 23 de novembro.

As duas suspeitas são as únicas detidas pelo roubo e envenenamento de Kim a 13 de fevereiro num terminal de partidas do aeroporto da capital da Malásia.

Alegadamente, quando uma delas distraía a vítima enquanto imprimia o bilhete de embarque, a outra aproximou-se pelas costas e tapou o rosto do norte-coreano com um pano ensopado num produto tóxico potente.

Depois disto, as mulheres puseram-se em fuga mas foram captadas pelas câmaras do circuito fechado do recinto e o norte-coreano foi chamar assistência médica junto das autoridades antes de desmaiar e cair com uma paragem cardíaca enquanto era transportado para o hospital.

Após terem sido detidas nos dias depois do incidente, as duas mulheres garantiram ser vítimas de um engano, disseram que pensavam estar a participar num programa de apanhados para a televisão e que pensavam que o veneno era óleo para bebé.

Os médicos legistas da Malásia que fizeram a autópsia concluíram que a substância afinal era um agente nervoso conhecido como VX e considerado pelas Nações Unidas como uma arma de destruição massiva. As acusadas disseram às autoridades que toda a situação tinha sido orquestrada por um grupo de quatro homens que lhes pagou 80 dólares a cada uma.

A polícia identificou estes homens como cidadãos norte-coreanos que embarcaram depois num avião com destino a Pyongyang e pediu informações a outras três pessoas que foram ao aeroporto despedir-se deles, incluindo o segundo secretário da embaixada da Coreia do Norte em Kuala Lumper, Hyong Kwang.

Entre estas três pessoas estão também Kim Uk Il, funcionário da companhia aérea estatal da Coreia do Norte, e outra pessoa identificada como Ri Ji U, que se refugiou nas instalações diplomáticas durante dias para evitar as autoridades.

Desde o primeiro momento que os serviços de inteligência da Coreia do Sul e dos Estados Unidos atribuem o crime a agentes norte-coreanos, mas Pyongyang argumenta que a morte foi provocada por um ataque cardíaco e acusou as autoridades da Malásia de conspirarem com os seus inimigos.

Kim Jong-nam, que viajava com um passaporte com o nome de Kim Chol, ia viajar para Macau, onde vivia exilado.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …

Lech Poznań 2 - 4 Benfica | Darwin e a teoria da vitória

Pela primeira vez na fase de grupos da Liga Europa, desde que a prova foi criada na época 2009/10, o Benfica iniciou da melhor forma o trajecto na competição, venceu em solo polaco o Lech …