Irão e Estados Unidos trocam prisioneiros

Javad Zarif / Twitter

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Mohammad Javad Zarif, com o cientista Massoud Soleimani

Irão e Estados Unidos realizaram, este sábado, uma troca de prisioneiros que envolveu a troca de um investigador sino-americano por um cientista iraniano detido pelos EUA, num avanço diplomático que surge após meses de tensão entre os dois países.

Na troca, realizada em Zurique, na Suíça, os responsáveis iranianos entregaram o investigador Xiyue Wang — detido em Teerão desde 2016 — pelo cientista iraniano Massoud Soleimani, que enfrentava a Justiça federal norte-americana.

Este movimento diplomático representa uma rara situação para os dois países e ocorre num momento em que Teerão enfrenta fortes sanções pelos norte-americanos e em que protestos no país terão matado mais de 200 nas últimas semanas.

No Twitter, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Mohammad Javad Zarif, anunciou a troca. “Feliz por o professor Massoud Soleimani e o senhor Xiyue Wang se juntarem às suas famílias em breve”, escreveu o ministro, tendo agradecido “a todos os envolvidos, em particular ao Governo suíço”.

O Presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou que o investigador da Universidade de Princeton irá “regressar aos Estados Unidos” e agradeceu à Suíça “pela sua assistência em negociar a libertação de Wang com o Irão”.

A embaixada da Suíça em Teerão foi a responsável pelas negociações e é um dos pontos de ligação diplomática entre Estados Unidos e Irão, uma vez que a embaixada norte-americana na capital iraniana está encerrada desde 1979.

Entretanto, Javad Zarif publicou fotografias com Soleimani no Twitter. Soleimani, que trabalha na investigação de células estaminais, hematologia e medicina regenerativa, foi detido pelas autoridades norte-americanas e acusado de violar as sanções comerciais aplicadas ao Irão, depois de ter tentado importar “material biológico” para o seu país.

Já Wang tinha sido sentenciado a dez anos de prisão no Irão por alegadamente se ter infiltrado no país e enviado material confidencial para o estrangeiro, acusações negadas pela Universidade de Princeton e pela família de Xiyue Wang.

A mulher de Xiyue Wang, Hua Qu, emitiu um comunicado em que se mostrou feliz por a sua família estar “novamente completa”. “O nosso filho Shaofan e eu esperámos três longos anos por este dia e é complicado expressar em palavras o quão entusiasmados estamos por nos reunirmos com Xiyue”, referiu.

O secretário de Estado dos Estados Unidos da América, Mike Pompeo, recordou que há mais americanos detidos no Irão. “Os Estados Unidos não vão parar até trazer todos os americanos detidos no Irão e em todo o mundo até às suas casas”, reforçou.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A Cybertruck de Musk poderá ser "incrivelmente barata" de produzir

A Cybertruck de Elon Musk, CEO da Tesla e da Space X, pode ser "incrivelmente barata" de produzir graças à sua inovadora tecnologia de carroçaria, afirmou um especialista em entrevista à Autoline Network. O engenheiro Sandy …

Novo estudo associa o burnout a uma consequência fatal

Uma nova investigação associa o burnout a um aumento de até 20% no risco de desenvolver fibrilhação auricular, a arritmia crónica mais frequente. O burnout é uma perturbação psicológica causada pelo stress excessivo devido a uma …

Pinto da Costa diz ter total confiança em Sérgio Conceição

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu que tem "total confiança nos jogadores e no treinador", Sérgio Conceição, que no sábado colocou o lugar à disposição, de acordo com a newsletter oficial dos …

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …

Violenta tempestade faz pelo menos 30 mortos em Minas Gerais

A violenta tempestade que desde quinta-feira assola o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil, já provocou pelo menos 30 mortos e 17 desaparecidos, anunciou este domingo a Proteção Civil. De acordo com o novo balanço, …

Descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham

Foram descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham usando as suas barbatanas. Ao todo são já conhecidas nove espécies deste tipo de tubarões. Investigadores encontraram tubarões que caminham nas águas do norte da Austrália e …