Investigadores desenvolvem robô com uma “forma primitiva de empatia”

Embora o desenvolvimento de sistemas de inteligência artificial com cognição avançada ainda esteja um pouco longe, investigadores da Universidade de Columbia conseguiram criar um robô com o que chamam de “teoria visual do comportamento”.

Para que os robôs interajam socialmente com os humanos, primeiro precisam de desenvolver a capacidade da Teoria da Mente (ToM), que envolve a capacidade de empatia com os outros.

Os autores explicaram, no seu estudo publicado na Scientific Reports, que essa característica pode muito bem ter surgido em animais como um precursor evolutivo do ToM, e pode representar um passo importante para a criação de IA com capacidades sociais complexas.

A Teoria da Mente é a principal marca da cognição humana e acredita-se que surja na maioria das crianças por volta dos três anos. Esta permite aos humanos compreender as necessidades e intenções das pessoas à sua volta e, portanto, facilita atividades sociais complexas.

Normalmente, a ToM baseia-se no raciocínio simbólico, pelo qual o cérebro analisa explicitamente as entradas para prever as ações futuras de outra pessoa, geralmente usando a linguagem. Isso só pode ser alcançado através do uso de equipamentos neurais como o córtex pré-frontal – algo que todos os humanos possuem, mas que é muito avançado para robôs.

No entanto, os autores do estudo levantam a hipótese de que alguns dos nossos ancestrais evolucionários podem ter desenvolvido a capacidade de prever as ações de outros simplesmente visualizando-as com os olhos da mente, muito antes que a capacidade de raciocínio simbólico explícito surgisse. Os investigadores começaram a recriar a teoria visual do comportamento do corpo num sistema de IA

De acordo com o IFL Science, para isso, a equipa programou um robô para que este se movesse continuamente em direção a um dos dois pontos verdes de seu campo visual, sempre optando pelo que considerasse ser o mais próximo dos dois.

Por vezes, os investigadores impediam o robô de ver o ponto verde mais próximo, obscurecendo-o com um bloco vermelho, fazendo com que este se movesse em direção ao ponto mais distante.

Uma segunda IA ​​passou duas horas a observar o primeiro robô enquanto este completava a tarefa. Crucialmente, este robô tinha uma visão panorâmica do espaço, portanto, sempre podia ver os dois pontos verdes.

Eventualmente, esta IA aprendeu exatamente o que estava a acontecer e desenvolveu a capacidade de prever o que o primeiro robô faria, observando apenas a disposição dos pontos verdes e do bloco vermelho. Assim, o observador de IA foi capaz de prever o objetivo e as ações do primeiro robô com 98,45% de precisão, apesar de não ter capacidade de raciocínio simbólico.

Segundo o estudo, essa capacidade de processamento baseado em imagens é mais primitiva do que o processamento baseado em linguagem ou outras formas de raciocínio simbólico, mas os autores do estudo sugerem que pode ter atuado como um degrau evolutivo em direção à ToM em humanos e outros primatas.

Ana Isabel Moura Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Maionese está a salvar tartarugas após derrame de petróleo em Israel

Membros do Centro Nacional de Resgate de Tartarugas Marinhas de Israel estão a usar maionese para limpar as vias respiratórias de tartarugas que inalaram petróleo em alto-mar. Israel fechou este domingo as praias mediterrânicas dias após …

Itália investiga empresas de entrega de comida. Há estafetas tratados "como escravos"

Itália está a investigar as empresas de entrega de comida online, com um promotor a lamentar que os estafetas que fazem as entregas, muitos deles imigrantes, são praticamente tratados "como escravos". Procuradores de Milão avançaram que …

O IONIQ 5 é o novo carro elétrico da Hyundai (e é enorme entre eixos)

O ano 2021 vai ser promissor na apresentação e lançamento de carros elétricos no mercado mundial. Algumas marcas, como a Hyundai, têm produtos prontos para serem comercializados. Agora, a marca sul-coreana apresenta o IONIQ 5. Com …

Em Moscovo, qualquer um pode ser vacinado contra a covid-19 (e até ganha um gelado)

Em Moscovo, capital da Rússia, a vacina Sputnik V está disponível gratuitamente a qualquer pessoa que queira ser vacinada desde 18 de janeiro. Os interessados não precisam de agendar a toma e até ganham um …

As abelhas convenceram-nos de que sabiam matemática. Mas mentiram-nos

O novo estudo não significa necessariamente que as abelhas não entendam números, mas sugere que os animais usam propriedades não numéricas para resolver problemas matemáticos. Vários estudos convenceram-nos de que as abelhas são pequenos génios matemáticos: …

Liam Thorpe era prioritário na vacinação contra a covid-19 por ter 6,2 cm. Foi um erro

Liam Thorp, um homem de 32 anos sem comorbilidades, foi incorporado na lista de cidadãos prioritários para a vacinação contra a covid-19 no Reino Unido. Tudo por causa de um erro no sistema, que o registou …

Decisão de Lyon de retirar carne das ementas escolares gera protestos em França

A decisão temporária do presidente da Câmara de Lyon, membro do partido Europa Ecologia - Os Verdes, está a ser recebida com protestos em França. De acordo com o jornal The Guardian, Grégory Doucet decidiu retirar …

Roma 3-1 SC Braga | Minhotos despedem-se na Cidade Eterna

Portugal está sem equipas na Liga Europa 2020/21. O Sporting de Braga deslocou-se a Roma e perdeu por 3-1, terminando a eliminatória dos 16 avos-de-final com um agregado de 5-1, após a derrota por 2-0 …

Desenhe o seu próprio icebergue. Um site diz-lhe se flutua ou se vira

Joshua Tauberer criou um simulador de icebergues com o objetivo de demonstrar que a glacióloga Megan Thompson-Munson estava certa. "Um icebergue alongado não flutuaria de cabeça, mas de lado", disse a especialista na semana passada. A …

Divulgados vídeos que sugerem como poderão ser os primeiros óculos de Realidade Aumentada da Samsung

A Samsung tem falado de óculos de Realidade Aumentada (RA) há anos, tendo recentemente lançado um conjunto básico de óculos de projeção de imagem no palco CES 2020. Porém, nunca tinha sido visto a empresa …