Investigadores desenvolvem robô com uma “forma primitiva de empatia”

Embora o desenvolvimento de sistemas de inteligência artificial com cognição avançada ainda esteja um pouco longe, investigadores da Universidade de Columbia conseguiram criar um robô com o que chamam de “teoria visual do comportamento”.

Para que os robôs interajam socialmente com os humanos, primeiro precisam de desenvolver a capacidade da Teoria da Mente (ToM), que envolve a capacidade de empatia com os outros.

Os autores explicaram, no seu estudo publicado na Scientific Reports, que essa característica pode muito bem ter surgido em animais como um precursor evolutivo do ToM, e pode representar um passo importante para a criação de IA com capacidades sociais complexas.

A Teoria da Mente é a principal marca da cognição humana e acredita-se que surja na maioria das crianças por volta dos três anos. Esta permite aos humanos compreender as necessidades e intenções das pessoas à sua volta e, portanto, facilita atividades sociais complexas.

Normalmente, a ToM baseia-se no raciocínio simbólico, pelo qual o cérebro analisa explicitamente as entradas para prever as ações futuras de outra pessoa, geralmente usando a linguagem. Isso só pode ser alcançado através do uso de equipamentos neurais como o córtex pré-frontal – algo que todos os humanos possuem, mas que é muito avançado para robôs.

No entanto, os autores do estudo levantam a hipótese de que alguns dos nossos ancestrais evolucionários podem ter desenvolvido a capacidade de prever as ações de outros simplesmente visualizando-as com os olhos da mente, muito antes que a capacidade de raciocínio simbólico explícito surgisse. Os investigadores começaram a recriar a teoria visual do comportamento do corpo num sistema de IA

De acordo com o IFL Science, para isso, a equipa programou um robô para que este se movesse continuamente em direção a um dos dois pontos verdes de seu campo visual, sempre optando pelo que considerasse ser o mais próximo dos dois.

Por vezes, os investigadores impediam o robô de ver o ponto verde mais próximo, obscurecendo-o com um bloco vermelho, fazendo com que este se movesse em direção ao ponto mais distante.

Uma segunda IA ​​passou duas horas a observar o primeiro robô enquanto este completava a tarefa. Crucialmente, este robô tinha uma visão panorâmica do espaço, portanto, sempre podia ver os dois pontos verdes.

Eventualmente, esta IA aprendeu exatamente o que estava a acontecer e desenvolveu a capacidade de prever o que o primeiro robô faria, observando apenas a disposição dos pontos verdes e do bloco vermelho. Assim, o observador de IA foi capaz de prever o objetivo e as ações do primeiro robô com 98,45% de precisão, apesar de não ter capacidade de raciocínio simbólico.

Segundo o estudo, essa capacidade de processamento baseado em imagens é mais primitiva do que o processamento baseado em linguagem ou outras formas de raciocínio simbólico, mas os autores do estudo sugerem que pode ter atuado como um degrau evolutivo em direção à ToM em humanos e outros primatas.

Ana Moura, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Carlos Alexandre nega levantamento do arresto de bens de Salgado

O juiz Carlos Alexandre recusou o pedido de Ricardo Salgado de levantamento do arresto dos bens móveis, pensão e contas bancárias, no âmbito do processo do Universo Espírito Santos e do Monte Branco. A defesa de …

Bola de fogo de mil Hiroshimas destruiu cidade inteira (e pode ter inspirado história bíblica)

Um asteróide atingiu Tall el-Hammam há cerca de 3.600 anos, destruindo toda a cidade e matando toda a sua população. A explosão pode ter inspirado a história bíblica de Sodoma. Enquanto os habitantes de uma antiga …

António Costa sobre a Galp: "Era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta irresponsabilidade, tanta falta de solidariedade"

Intenção de "dar uma lição" à empresa foi manifestada por António Costa numa ação de campanha, o que gerou críticas por parte dos partidos da oposição que relembraram o seu estatuto de primeiro-ministro e o …

Indústrias criativas são "fator de aceleração e crescimento" económico no país

O ministro de Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira, disse esta terça-feira que o Governo tem identificado as indústrias criativas como “um fator de aceleração e crescimento” da atividade económica no país, reconhecendo que …

Rui Moreira garante maioria absoluta (com resultado superior a 2017). PS cai a pique

O presidente da câmara do Porto deverá consolidar a sua legitimidade à frente da autarquia. Por sua vez, o PS corre o risco de perder dez pontos percentuais de votos face a 2017. O estudo …

Fernando Nobre, fundador da AMI, alvo de processo disciplinar da Ordem dos Médicos

A Ordem dos Médicos (OM) abriu um processo disciplinar ao médico Fernando Nobre, na sequência de uma queixa sobre declarações que prestou numa manifestação de negacionistas da pandemia de covid-19 realizada junto à Assembleia da …

Sem que precise de falar, novo teste pode diagnosticar demência precocemente

Num novo estudo, investigadores relataram grande precisão a identificar pessoas com a doença de Alzheimer através de um novo teste em que o paciente nem precisa de falar. O nosso sistema de memória visual tem uma …

Portugal a dois pontos de atingir 85% da vacinação completa

Mais de 8,5 milhões de pessoas já têm a vacinação completa contra a covid-19, o que faz com que Portugal esteja a dois pontos percentuais de atingir a meta de 85% da população totalmente vacinada. Segundo …

Encontrada parte da matéria perdida do Universo

As galáxias podem receber e trocar matéria com o seu ambiente externo graças aos ventos galácticos criados por explosões estelares. Devido ao instrumento MUSE do VLT (Very Large Telescope) do ESO, uma equipa internacional liderada …

A Lilium testou o seu táxi voador de quinta geração — com direito a vídeo e som

Empresa alemã quer tornar-se uma referência do transporte aéreo de nova geração, pelo que se tem esforçado por responder a todos os pedidos e solicitações de melhorias enviadas por possíveis compradores. O modelo eVTOL da empresa …