Inventor de Tondela constrói bicicleta híbrida que atinge 80 km/h

Protótipo da bicicleta híbrida LUPA (foto: Luís Pacheco / OLX)

Protótipo da bicicleta híbrida LUPA (foto: Luís Pacheco / OLX)

Uma bicicleta híbrida que atinge 80 quilómetros por hora e tem autonomia para 100 quilómetros foi construída de raiz por Luís Pacheco, de Tondela, que quer despertar a curiosidade das pessoas para a mobilidade elétrica.

Em pequeno, inspirado pelo pai, que era “um grande inventor”, Luís Pacheco gostava de construir os seus brinquedos. O primeiro de que tem memória foi um comboio, teria “seis ou sete anos”.

Atualmente, com 39 anos, considera-se “um inventor e autodidata”, porque não tem formação específica em qualquer área.

“Não ter um curso superior foi uma opção minha, consciente, porque achei que conseguiria outro rendimento na vida partindo diretamente para a ação”, justificou à agência Lusa.

Luís Pacheco trabalha numa empresa que fabrica equipamentos industriais, onde é responsável de projeto, sobretudo no que respeita ao desenvolvimento de conceitos mecânicos.

Foi lá que teve a ideia de construir a bicicleta híbrida (elétrica e a pedal), que tem o nome de LUPA, numa altura em que “as pessoas não tinham ainda muita apetência para este tipo de veículo, nem pensavam a mobilidade elétrica como uma coisa efetiva nas suas vidas”, contou.

A LUPA, que tem um visual arrojado e funciona com duas baterias de lítio, demorou dois anos e quatro meses de horas livres e de fins de semana a ser construída. Ficou pronta em janeiro de 2011, mas só agora Luís Pacheco decidiu divulgá-la.

“O impacto não teria sido o mesmo. Agora as pessoas estão a interessar-se, mostram-se curiosas acerca da bicicleta, porque já estão muito mais predispostas a inteirar-se sobre o que se está a passar na área da mobilidade elétrica”, considerou.

Há dois meses, Luís Pacheco colocou-a à venda online, pela oferta mínima de 9.750 euros, “só para localizar as pessoas em termos de custo de produto”.

“Com uma produção continuada, a bicicleta tornar-se-ia muito mais acessível. Quanto maior for o número de unidades a produzir, teoricamente mais barato se torna o preço”, explicou.

Mas, para Luís Pacheco, a LUPA serve sobretudo para mostrar que se podem desenvolver muitos produtos nesta área, até porque haverá fundos comunitários disponíveis para este tipo de projetos.

“O que interessa é despertar consciências para a diferença. Pode não ser a minha bicicleta, pode ser outro produto qualquer, mas se eu conseguir orientar as pessoas para uma linha de pensamento diferente, já cumpri a minha missão”, sublinhou.

A LUPA pode atingir 80 quilómetros por hora, mas Luís Pacheco alertou que a legislação só permite 25 quilómetros por hora, tendo uma consola digital que permite programar a velocidade máxima. Com uma única carga, percorre mais de cem quilómetros por hora, demorando as duas baterias sete a oito horas a carregar.

“O público ideal para esta bicicleta, com este “design”, é jovem, que queira diferença e deslocar-se com estilo”, referiu.

Segundo Luís Pacheco, a LUPA foi “pensada de raiz para ser um meio de transporte efetivo” que, por exemplo, permita às pessoas chegarem ao trabalho sem terem de enfrentar engarrafamentos e sem estarem todas transpiradas por irem a pedalar.

Depois da LUPA, a cabeça de Luís Pacheco continua a fervilhar, com ideias como um triciclo protegido que possa ser usado em todas as estações do ano e tenha um espaço para levar as compras ou o computador, e um veículo destinado a pessoas com dificuldades motoras.

“As ideias são só limitadas ao orçamento e ao tempo disponível”, gracejou o inventor.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Entrevista: "Demorei 2 anos a aperfeiçoar o meu passe; os miúdos de Timor já jogam lindamente!"

Sara Moreira Silva é a líder da primeira escola de voleibol em Timor-Leste, que vai arrancar em janeiro de 2021. Fica aqui a perspetiva de uma portuguesa que vê muito talento entre os timorenses...que não …

O edifício mais antigo do mundo ainda em funcionamento "mora" em Roma

O Panteão de Roma, o edifício mais antigo desta cidade italiana, continua a ser utilizado nos dias de hoje, cerca de 2.000 anos depois da sua construção. Edificado em meados de 125 a.C sob a …

Da cabeça de javali à perdiz. Historiadores e chefs ensinam a cozinhar pratos medievais

Uma equipa de historiadores e grandes chefs reuniu-se para oferecer um curso online para ensinar os alunos a criar banquetes medievais. Professores da Universidade de Durham e chefs do restaurante Blackfriars criaram o Eat Medieval, que …

The Climate Store. Os preços desta loja sueca variam conforme a pegada ecológica

Os rótulos dos alimentos já indicam o quão bom ou mau um produto é para a nossa saúde, mas e o planeta? Um número crescente de marcas está agora a rotular os seus produtos para …

A cidade-irmã mais famosa de Petra abre finalmente ao público. "Esconde" túmulos amaldiçoados

A cidade de Hegra, localizada nos desertos a norte de Al Ula, no noroeste da Arábia Saudita, vai pela primeira vez abrir ao público, podendo os visitantes explorar agora este local antigo sem quaisquer restrições. …

Falha no Microsoft Excel pode ter levado a mais de 1.500 mortes no Reino Unido

Um erro no Microsoft Excel que eliminou quase 16 mil casos de covid-19 das estatísticas do Reino Unido pode ter levado a mais de 1.500 mortes evitáveis, de acordo com um artigo da Warwick University. Os …

Pessoas com bons hábitos de sono têm menor risco de insuficiência cardíaca

Os padrões de sono saudáveis ​​incluem acordar de manhã cedo, dormir 7 a 8 horas por noite e não ter insónias ou sonolência diurna excessiva. Esta pode ser a receita secreta para evitar insuficiência cardíaca, …

Marcelo quer regras do Natal na próxima semana. E lembra que não há lugar para uma crise política

O Presidente da República defendeu, esta sexta-feira, que as medidas para o fim-de-semana do Natal devem ser conhecidas já na próxima semana. E congratulou-se com o facto de já haver um Orçamento aprovado. Em resposta às questões …

Jogos de guerra ajudaram exércitos a vencer guerras. É uma tradição secular

Alguns jogos de guerra foram utilizados por vários exércitos internacionais para simular conflitos e treinar militares para guerras reais, contou à revista Vice Antoine Bourguilleau, que escreveu recentemente um livro sobre o fenómeno. Estes jogos …

Código da Estrada alterado. Uso do telemóvel ao volante com multas mais pesadas

O uso do telemóvel durante a condução vai passar a ter uma coima entre os 250 e os 1250 euros, segundo as alterações ao Código da Estrada aprovadas, esta sexta-feira, em Conselho de Ministros. "O Conselho …