Inundações fatais nos Himalaias podem estar ligadas a um dispositivo nuclear da CIA perdido

Rajat Gupta / EPA

Na semana passada, uma avalanche de água e lama provocada pelo colapso de um glaciar dos Himalaias deixou dezenas de mortos ou desaparecidos e destruiu casas, pontes e duas centrais hidroelétricas.

Os cientistas que estudam imagens de satélite e outros dados defendem que o desastre terá sido provocado pela combinação de deslizamento de rochas e uma avalanche nos altos picos glaciais da região, que podem ter sido estimulados pelo aquecimento global.

No entanto, de acordo com a Forbes, alguns moradores da região sugerem que a tragédia pode estar ligada à atividade humana de natureza diferente e mais clandestina.

Segundo os locais, as águas da enchente e os destroços foram acompanhados por um cheiro forte no ar. Como resultado, alguns traçaram uma ligação a uma expedição notória ao cume da vizinha Nanda Devi – o pico mais alto contido completamente dentro das fronteiras da Índia – há mais de meio século.

Em 1965, a Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) uniu-se às forças indianas para instalar um dispositivo de vigilância movido a energia nuclear no topo do pico a fim de manter o controlo sobre a China.

A expedição enfrentou uma tempestade de neve na montanha e foi forçada a voltar, escondendo o dispositivo movido a plutónio numa fenda de onde poderia ser recuperado mais tarde. No entanto, acredita-se que a bomba nuclear tenha caído montanha abaixo num deslizamento de terra e nunca mais foi vista.

Agora, os moradores temem que o dispositivo há muito perdido possa estar ativo e a emanar calor suficiente para derreter as toneladas de neve e gelo.

“Se o dispositivo estiver enterrado sob a neve em algum lugar da área e irradiar calor, é claro que haverá mais derretimento da neve e mais avalanches”, disse Sangram Singh Rawat, em declarações ao Times of India.

No entanto, o líder indiano da expedição, o conhecido montanhista Capitão Mohan Singh Kohli, disse que era “muito improvável que o dispositivo emanasse calor ou explodisse”, mesmo que a caixa que o protege fosse violada, uma vez que não pode ser ativado por conta própria.

“O dispositivo provavelmente está preso entre os glaciares. Por estar imóvel, deve estar em estado dormente”, explicou o veterano da Marinha da Índia. “Passámos três anos a tentar a rastreá-lo. Não há como desencadear qualquer incidente indesejável, pois o instrumento também precisa de outros componentes para estar totalmente operacional”.

Enquanto isso, as autoridades estão de olho num novo lago que se formou desde as enchentes, levantando preocupações de que outra inundação possa ameaçar novamente os moradores a jusante nas mesmas regiões que foram atingidas na semana passada.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Erupção do Fagradalsfjall dura há seis meses. É a mais longa na Islândia em 60 anos

A erupção vulcânica perto de Reykjavik se tornou a mais longa da história da Islândia desde 1960, marcando seis meses de expulsão de gás, pedra e lava no domingo (18). Milhares de espectadores ficaram maravilhados com …

Cientistas foram à procura de matéria escura e acabaram por encontrar energia escura

Uma equipa de cientistas foi à procura de matéria escura e pode ter encontrado energia escura em vez disso. Os investigadores querem ter a certeza que não foi uma casualidade. A energia escura é uma forma …

Role play ao serviço da Ciência. Investigadores fingem ser Neandertais para estudar caça a aves

Uma equipa de investigadores espanhóis decidiu adotar a "dramatização" científica para reconstruir um novo elemento do comportamento Neandertal: a cooperação com os membros do grupo enquanto usa fogo e ferramentas para caçar gralhas no interior …

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …

Porto 5-0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …

Ronaldo volta a marcar pelo United em jogo com final frenético

O português Cristiano Ronaldo voltou hoje a marcar pelo Manchester United, mas foram Lingaard e David de Gea que ‘brilharam’ na vitória sobre o West Ham, por 2-1, em jogo da quinta jornada da Liga …

O Cumbre Vieja, num dos complexos vulcânicos mais ativos nas Canárias, entrou em erupção

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. Na zona, …

Portugal regista 677 novos casos de covid-19 e cinco mortes

Portugal registou, este domingo, 677 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …