WAP Billing. Só mudança da Lei pode evitar que pague serviços de Internet que não quer

Centenas de consumidores de Internet têm-se queixado do pagamento de serviços que não querem devido a um processo conhecido por WAP Billing. E só uma alteração à Lei actual pode proteger os consumidores de pagarem por serviços indesejados.

O WAP Billing consiste na subscrição de serviços e/ou conteúdos de entretenimento, como jogos, toques, wallpapers ou aplicações, através de um mero clique em páginas de Internet. Muitas pessoas acabam por subscrever serviços sem sequer se aperceberem disso – só percebem quando os valores começam a ser debitados nas suas facturas.

O Portal da Queixa aponta que, desde o início de Janeiro até 16 de Julho de 2019, já foram registadas na plataforma “mais de 400 reclamações” relacionadas com WAP Billing.

“São mais de 420 os portugueses que acederam ao Portal da Queixa, desde o início do ano, para apresentarem as suas reclamações relativas a estas alegadas fraudes”, constata o Portal, referindo que há “um aumento significativo desde 2018“.

A ANACOM (Autoridade Nacional de Comunicações) e a Apritel (Associação dos Operadores de Comunicações Electrónicas) acordaram várias medidas num Código de Conduta que entrou em vigor a 1 de Maio de 2018, no sentido de garantir maior protecção aos consumidores.

As operadoras de telecomunicações ficaram obrigadas a cumprir determinadas regras e procedimentos para respeitar os direitos dos consumidores, designadamente no âmbito do WAP Billing.

“Mas as reclamações continuam a aumentar diariamente por parte dos consumidores que indicam que não estão a ser cumpridas as orientações e procedimentos acordados”, denuncia o Portal da Queixa.

Para modificar o cenário actual e garantir maior protecção aos consumidores, é preciso mudar a Lei, como admite a porta-voz da ANACOM, Ilda Matos, em declarações no programa “Economia 24” da TVI24.

Esta responsável assegura que as queixas que chegaram a esta entidade diminuíram em 2018, mas frisa que em 2017, houve “muitas reclamações”, na ordem das “centenas”. Em 2019, até ao momento, à ANACOM terão sido feitas 43 mil reclamações contra operadoras, incluindo algumas relacionadas com o WAP Billing.

“Os consumidores queixavam-se de estar a pagar aos operadores móveis conteúdos e serviços que não subscreveram”, pelo que “a ANACOM decidiu recomendar aos prestadores que apenas exigissem o pagamento nos casos em que os clientes o tivessem autorizado prévia e expressamente, através de uma declaração em suporte duradouro“, aponta Ilda Matos.

A ANACOM enviou à Assembleia da República, no início de 2019, uma proposta de alteração da Lei das Comunicações Electrónicas, onde aponta como recomendação a “obrigatoriedade de autorização expressa do assinante para a cobrança de serviços que não constituem serviços de comunicações electrónicas, como os serviços designados de WAP Billing”.

Passados seis meses, o Parlamento ainda não deu desenvolvimento ao processo.

SV, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A Anatel é um cartel… não representa o interesse do povo e sim das multi nacionais…uma vergonha !!!

RESPONDER

Boris responsabiliza Irão por ataque a petrolífera saudita

Boris Johnson diz que o país atribui ao Irão, "com muito alto grau de probabilidade, os ataques à gigante petrolífera saudita". O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, acusou esta segunda-feira o Irão de ser, muito provavelmente, responsável …

41 países comprometem-se com iniciativa "Clima e Qualidade do Ar"

A iniciativa "Clima e Qualidade do Ar", apresentada na véspera da Cimeira da Ação Climática, propõe alcançar até 2030 uma qualidade do ar saudável e a harmonização das políticas de luta contra as alterações …

Reino Unido. Trabalhistas querem abolir ensino privado se forem Governo

O Partido Trabalhista britânico compromete-se a abolir o ensino privado no Reino Unido caso venha a formar Governo. O plano do partido liderado por Jeremy Corbyn implica nacionalizar e integrar no sistema educativo público todas …

Rio acusa PS de se comportar como "dono disto tudo" (e diz que também tem um "Centeno")

No último debate a dois antes das legislativas de 6 outubro, os líderes do PSD e PS trocaram esta segunda-feira críticas - em tom leve e cordial -, recordando telhados de vidro de cada força …

Em decisão histórica, partidos árabes recomendam Gantz como primeiro-ministro de Israel

O Presidente de Israel, Reuven Rivlin, iniciou este domingo as suas consultas para a formação de um novo Governo. A Lista Conjunta, uma coligação que reúne os principais partidos árabes do país (Balad, Hadash, Ta’al …

Tancos. Azeredo Lopes teve "exercício perverso" de funções públicas, diz Ministério Público

O Ministério Público (MP) já terá terminado a acusação do caso de Tancos, na qual sustenta que o antigo ministro da Defesa Azeredo Lopes soube de toda a encenação, tendo ainda tentado tirar louros políticos …

Salário de 273 mil euros brutos anuais para Varandas revolta accionistas do Sporting

Um grupo de acionistas do Sporting fez chegar ao presidente da Mesa da Assembleia Geral (AG) da Sporting SAD, Bernardo Ayala, um pedido em que exige a retirada da proposta de aumento salarial para o …

Eleições na Madeira. A noite em que quem perdeu ganhou e quem ganhou perdeu

Depois de 43 anos de poder absoluto, o PSD perdeu este domingo pela primeira vez a maioria do parlamento da Madeira. O PS, que atingiu um valor histórico na região, também reclamou louros de vitória. …

Jesus "nunca treinou um grande clube da Europa" e "nunca conquistou nada"

O treinador do Grémio, Renato Gaúcho, voltou a criticar Jorge Jesus, dizendo que o técnico português, aos 65 anos, nunca treinou um grande clube na Europa. "O Jorge Jesus ganhou 2/3 títulos portugueses. Saiu de Portugal …

Governo promove 5.000 militares antes das eleições

Quase 5.000 militares dos três ramos das Forças Armadas, Exército, Marinha e Força Aérea vão ser promovidos este ano. De acordo com o Correio da Manhã, o Ministério da Defesa enviou a lista dos 4.945 nomes …