Inteligência Artificial desenvolvida pela Google aprendeu a andar sozinha

A empresa de inteligência artificial da Google, DeepMind, desenvolveu uma Inteligência Artificial que aprendeu sozinha a andar, correr, saltar e escalar, sem nenhuma orientação prévia.

Para tal, os cientistas do Google usaram uma aprendizagem de reforço, a prática de ensinar e orientar o comportamento através um sistema em que o comportamento desejável produz recompensas e o comportamento indesejável não.

No seu nível mais básico, o sistema funciona da seguinte forma: quanto mais rápido a Inteligência Artificial se movimenta através do terreno, maiores são as recompensas, sendo que foram adicionados incentivos e penalidades em níveis mais complexos.

Foram utilizadas três figuras diferentes em três ambientes diferentes, com níveis de complexidade variáveis: o “caminhante planar”, o “quadrúpede” e o “humanóide”.

A DeepMind utiliza soluções criativas para contornar os obstáculos apresentados mas, na maioria das vezes, o movimento que fornece a solução mais eficiente não possui um aspecto exactamente natural.

Um dos três estudos publicados pela empresa foca-se na definição do objetivo e descreve uma rede neural capaz de ensinar máquinas a navegar por percursos complexos usando um objetivo muito simples: o progresso horizontal.

Como os agentes tinham apenas o objetivo de ultrapassar os obstáculos e não instruções específicas sobre como se devem mover, o sistema de aprendizagem pode ser usado para agentes de qualquer tipo – desde aqueles que imitam comportamento humano, até outros tipos de robôs, como a aranha.

Mas, como não recebem instruções detalhadas, as Inteligências Artificiais podem desenvolver métodos extremamente ineficientes de se movimentar. Por isso, o segundo estudo realizado pela Deep Mind pretende usar de dados de captura de movimentos de humanos a andar para ensinar as máquinas a andar correctamente.

No entanto, as maneiras estranhas de andar que os robôs desenvolvem podem ser úteis em algumas situações, portanto o terceiro estudo divulgado pela empresa foca-se na transição entre comportamentos diferentes.

Para tal, a DeepMind criou um modelo que permite que os sistemas aprendam a imitar comportamentos observados. Assim, se um dos sistemas aprende, por exemplo, a andar em percursos inclinados, o outro consegue aprender a mesma coisa ao observar o primeiro. E não só: o robô também consegue entender quando tem de mudar de comportamento.

Os estudos foram elaborados com base em simulações mas, segundo os especialistas, a existência dos modelos de aprendizagem que permitem ensinar este tipo de movimentos a Inteligências Artificiais é um avanço muito importante.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Presidente da IPSS "O Sonho" constituído arguido

O presidente da Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) ‘O Sonho’, em Setúbal, foi constituído arguido e ouvido esta sexta-feira na Polícia Judiciária de Setúbal, disse à agência Lusa o diretor daquela polícia, Vítor Paiva. Segundo …

Cirurgiões retiram o "maior tumor cerebral de sempre"

No passado dia 14 de fevereiro, cirurgiões indianos conseguiram remover o maior tumor cerebral de sempre. Santlal Pal, de 31 anos, vivia desde 2015 com um tumor de 1,8 quilos. Santlal Pal viu nos últimos anos …

Tripulantes da Ryanair marcam greve para 29 de março, 1 e 4 de abril

Os tripulantes de cabine da Ryanair exigem o cumprimento da legislação laboral e afirmam que a situação laboral na empresa é "insustentável". Os tripulantes de cabine da Ryanair anunciaram hoje que vão estar em greve nos …

Governador do Missouri detido por chantagear uma mulher

O governador do Estado do Missouri foi detido esta quinta-feira sob acusação de ter chantageado uma mulher com quem manteve um relacionamento extraconjugal em 2015. Eric Greitens foi libertado sem fiança, esta sexta-feira. Eric Greitens foi …

PJ de Setúbal faz buscas na IPSS "O Sonho"

A Polícia Judiciária está a realizar buscas à instituição particular de solidariedade social (IPSS) "O Sonho", em Setúbal, por suspeitas dos crimes de fraude na obtenção de subsídio, participação económica em negócio e peculato. "As buscas, …

À luz das regras europeias, despedimento coletivo pode abranger grávidas

Segundo o Tribunal de Justiça, as grávidas podem ser despedidas em caso de despedimento coletivo. Em Portugal, a entidade patronal deve comprovar que a demissão não está relacionada com a gravidez. O Tribunal de Justiça da …

Sindicatos falam em adesão de 68% à greve dos CTT

Os sindicatos afetos aos CTT afirmam que estão cerca de duas mil pessoas na manifestação contra a atual situação dos Correios, enquanto a polícia aponta para 1.500, disseram à Lusa os responsáveis no local. Os trabalhadores …

Adalberto Campos Fernandes

Concurso de médicos recém-especialistas publicado na próxima semana

O despacho com a abertura do concurso para a colocação dos médicos recém-especialistas nos hospitais, reclamado há meses por estes profissionais, será publicado na próxima semana, anunciou hoje o ministro da Saúde. Adalberto Campos Fernandes fez …

Benfica e Jorge Jesus chegam a acordo

O atual treinador do Sporting confirmou ter chegado a acordo com o Benfica, no processo em que os encarnados pediam 14 milhões de euros de indemnização na sequência da saída do técnico da Luz. "Quem chegou …

"Uma vergonha" diz a Ordem sobre decreto que permite aos engenheiros assinar projetos

O projeto de lei que permite aos engenheiros assinar projetos de arquitetura, aprovado esta quinta-feira no parlamento, é "um retrocesso e uma vergonha" para o vice-presidente da Ordem dos Arquitetos, Daniel Fortuna do Couto. Daniel Fortuna …