Informação sobre suspeitos da Lava Jato não chegou ao SEF

Tiago Petinga / Lusa

Depois de terem conhecido as sentenças, em 2016, alguns dos envolvidos no processo Lava Jato já não pediram a renovação dos vistos gold, acabando por deixá-los caducar.

Segundo o Diário de Notícias, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) não recebeu informação sobre os suspeitos que estavam a ser investigados no caso de corrupção no Brasil, Lava Jato, que impedisse a concessão ou renovação dos vistos gold.

O jornal dá o exemplo de um dos empresários, que obteve a autorização de residência para investimento (ARI) em 2014, ano em que a investigação arrancou no Brasil, mas que só foi condenado em 2016.

O SEF garante que todos os candidatos são alvo de escrutínio de segurança, a nível nacional e internacional, e nega que este controlo tivesse falhado no caso dos empresários ligados ao caso Lava Jato.

Estes casos não escapam ao controlo do SEF. O SEF segue com rigor todos os procedimentos de segurança legalmente previstos tanto na primeira emissão como na renovação. Nos casos de factos praticados e conhecidos em momento posterior à concessão, é justificada a não renovação de título de residência ou o seu cancelamento que pode ser acionado, se necessário, a qualquer momento”, disse fonte oficial do SEF ao DN.

Questionado sobre se tinham tido conhecimento desta condenação logo em 2016, nem o SEF nem o MAI quiseram responder. O diário apurou, no entanto, junto a fonte policial envolvida no processo, que em alguns casos dos envolvidos, a renovação não foi pedida e os vistos estarão já caducados.

A investigação do Expresso, em conjunto com o jornal inglês The Guardian, revela que Otávio Azevedo, antigo presidente da segunda maior empresa de construção do Brasil, a Andrade Gutierrez, é um dos nomes que integra a lista.

O empresário foi condenado a 18 anos de prisão depois de, em 2016, admitir ter cometido uma série de crimes de corrupção. Em 2014, o empresário comprou um imóvel em Lisboa de 1,4 milhões de euros e pediu um visto gold.

Também Sérgio Lins de Andrade, presidente da mesma empresa e associado à investigação Lava Jato, terá comprado, em 2014, um imóvel em Lisboa, através do regime de vistos dourados por 665 mil euros.

Pedro Novis, ex-presidente da construtora Odebrecht, também aparece referenciado, por ter adquirido uma propriedade na capital lisboeta por 1,7 milhões de euros em 2014.

Existem outros nomes na lista. Um deles é Manuel Vicente, ex-vice-presidente de Angola. Vicente liderou, até 2012, a Sonangol e está acusado de corrupção, depois de ter subornado um procurador em Portugal, de forma a dar por encerrada uma investigação relacionada com corrupção na companhia petrolífera estatal.

BE quer fim de vistos gold que “servem para lavar dinheiro da corrupção”

Numa ação de campanha autárquica com os candidatos do BE às câmaras de Porto e de Vila Nova de Gaia, Catarina Martins elencou aqueles que são os problemas de uma das prioridades do partido nesta corrida eleitoral, a habitação.

“Mecanismos como os vistos gold, nós sempre dissemos, provocavam a especulação imobiliária e está à vista também servem para lavar dinheiro até de esquemas de corrupção, como sabemos agora pelas notícias”, criticou.

Na opinião de Catarina Martins, a investigação conjunta do semanário Expresso e do jornal britânico The Guardian vem provar a preocupação que o BE tem há muito sobre este tema.

“O Bloco defende que não devem existir vistos gold. Somos muito coerentes com a nossa posição há muito tempo”, reiterou.

Os vistos gold, explicou a líder do BE, “são autorizações de residência que são dadas a cidadãos que são milionários de outros países e que não têm que explicar de onde é que vem o dinheiro”.

“Foi criado com o Governo PSD/CDS e é um mecanismo que se mantém e agora vemos que o nosso país está associado a corruptos de processos importantes – nomeadamente em Angola e Brasil – que vieram para o nosso país lavar dinheiro”, criticou.

Catarina Martins recordou que agora a Comissão Europeia passou a analisar os processos dos vistos gold em Portugal, processos esses que “fizeram subir os preços das casas em centros históricos”. “Um país que se leva a sério deve tratar as questões da habitação de uma forma bastante sensata”, pediu.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Suárez aborda eventual saída de Messi. "Saberá do que precisa"

O futebolista Luis Suárez comentou a possível saída do seu companheiro de equipa Lionel Messi do Barcelona. "Saberá do que precisa", disse o internacional uruguaio, frisando que não consegue ver o astro argentino noutra equipa. …

Mário Centeno nomeado governador do Banco de Portugal

O Conselho de Ministros aprovou, esta quinta-feira, o nome do ex-ministro das Finanças para o cargo de governador do Banco de Portugal (BdP). A decisão foi revelada, esta quinta-feira, depois do Conselho de Ministros, pela ministra …

Finanças admitem queda de 9% no PIB. Governo prepara-se para rever projeção inicial de 6,9%

O Ministério das Finanças admite a possibilidade de que a queda do PIB se aproxime dos 9%, revelou esta quinta-feira o Jornal de Negócios, adiantando que o Governo se prepara para rever a projeção inicial …

Vacina de Oxford testada em humanos com "resultados promissores"

Os testes clínicos em humanos da potencial vacina contra a covid-19 que a Universidade de Oxford criou tiveram "resultados prometedores" e desencadearam a resposta imunitária que se pretendia. Os testes em humanos, que desde abril envolveram …

Goa decreta novo confinamento, com Índia a rondar um milhão de casos

Depois de ter aberto portas ao turismo, Goa decreta um novo confinamento de três dias. Registaram-se 198 novos casos nas últimas 24 horas, o número mais alto desde o início da pandemia. O estado de Goa, …

Tribunal da Concorrência confirma coima de 75 mil euros a Ricardo Salgado

O Tribunal da Concorrência confirmou, esta quinta-feira, a coima de 75 mil euros aplicada pelo Banco de Portugal a Ricardo Salgado, no caso do financiamento do Grupo Alves Ribeiro (GAR) para compra de ações da …

Mais três mortes e 339 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 339 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da DGS. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos …

Crise entrou em nova fase mas mundo "não está fora de perigo", diz FMI

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, disse esta quinta-feira que a crise provocada pela pandemia entrou numa nova fase, que exige flexibilidade para assegurar "uma recuperação sustentável e equitativa", alertando que o mundo …

China bane importação de ovelhas portuguesas

As alfândegas chinesas baniram as importações de ovelhas e produtos relacionados de Portugal, alegando um aviso da Organização Mundial de Saúde Animal sobre um surto de paraplexia enzoótica dos ovinos na Guarda. A notícia foi avançada …

Tânia já pode abraçar os filhos. Livrou-se do coronavírus ao 16º teste após 4 meses isolada

A algarvia Tânia Poço foi, finalmente, dada como "curada" de covid-19 após quatro meses de confinamento. Aquele que terá sido o caso mais prolongado da infecção em Portugal, chegou ao fim com o 16º teste …