FMI prevê que inflação na Venezuela dispare 1.000.000% até ao final do ano

OEA - OAS / Flickr

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro

O Fundo Monetário Internacional estimou, esta segunda-feira, que a inflação anual na Venezuela pode chegar a um milhão por cento (1.000.000%) em 2018.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) atualizou as projeções económicas para a América Latina até finais de 2018 e estimou que a Venezuela vai enfrentar uma queda de 18% do Produto Interno Bruto (PIB) e uma inflação de 1.000.000%.

“A Venezuela continua mergulhada numa profunda crise económica e social. Segundo as projeções, o PIB real vai reduzir-se em aproximadamente 18% em 2018 – o terceiro ano consecutivo de quedas de dois dígitos – devido à redução significativa na produção de petróleo e distorções generalizadas a nível micro, às quais se somam grandes desequilíbrios económicos”, refere o FMI.

“Prevemos que a inflação dispare 1.000.000% até o final de 2018, o que indica que a situação na Venezuela é semelhante à da Alemanha em 1923 e à do Zimbabué” no final da primeira década deste século, lê-se no documento “Perspetivas para as Américas: uma recuperação mais difícil”.

O FMI sublinha ainda “que o Governo venezuelano continuará a registar grandes défices fiscais, financiados exclusivamente com a expansão da base monetária, alimentando a aceleração da inflação, à medida que a demanda de dinheiro continue caindo”.

“O colapso da atividade económica, a hiperinflação e a deterioração cada vez maior no fornecimento de bens públicos (saúde, eletricidade, água, transporte e segurança), juntamente com a escassez de alimentos a preços subsidiados, têm gerado grandes fluxos migratórios, que intensificarão os efeitos de contágio nos países vizinhos”, consta no mesmo documento.

No entanto, o FMI prevê que “a atividade económica na América Latina continuará o seu processo de recuperação”, após a retoma da demanda interna de 2017, liderada principalmente pelo consumo, com o investimento finalmente a ganhar força.

“Projeta-se que a região como um todo cresça 1,6% em 2018 e 2,6% em 2019, acima dos 1,3% registados em 2017, mas abaixo das nossas projeções de abril de 2018”, detalha aquele organismo.

Segundo o FMI “embora o crescimento da América Latina esteja a acelerar em alguns países, a recuperação tornou-se mais difícil para algumas das economias maiores, devido à interação das pressões do mercado a nível global, com vulnerabilidades específicas dos países, que as amplificaram”.

No global, excluindo a Venezuela, a América Latina e as Caraíbas vão terminar 2018 com um crescimento de 2,3%. A Argentina crescerá 0,4%, o Brasil 1,8%, o Chile 3,8%, a Colômbia 2,7%, o México 2,3% e o Peru 3,7% até finais de 2018.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Talvez o Costa queira enviar para a Venezuela o Centeno, o BE o Chico Lousã e o PCP o Carlito Carvalhas para ver se conseguem endireitar a Economia de Venezuela?
    O Maduro tenta solunionar o problema economico com truques idiotas, quando o problema é ele e o seu regime.

RESPONDER

Na Saúde, Warren torna-se alvo de ataques. Mas o foco é "derrotar Trump"

O maior debate televisivo para umas eleições primárias na história dos EUA juntou 12 candidatos num só palco. Foi o primeiro debate para o qual o ex-vice-Presidente Joe Biden não partiu com vantagem, tendo a …

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …

Lista candidata à Ordem dos Enfermeiros excluída por ter poucos homens

Uma das listas candidatas às eleições para a Ordem dos Enfermeiros foi excluída por ter poucos homens. A comissão eleitoral nomeada explica que a lista não respeita a lei da paridade, aprovada pela Assembleia da …

“É a desilusão”. PSD queria novos ministros na Saúde, Educação e Justiça

  O PSD defendeu esta quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Dobradinha poderá render 1,6 milhões de euros a Bruno Lage

Caso consiga alcançar a dobradinha, isto é, vencer o campeonato e a Taça de Portugal, o treinador do Benfica, Bruno Lage, receberá em prémios cerca de 1,6 milhões de euros brutos, avança a imprensa desportiva. A …

Lisboa aumenta seis vezes IMI de prédios devolutos nos centros

A Câmara de Lisboa vai aumentar, em 2020, seis vezes a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para os prédios devolutos nas zonas de maior pressão urbanística, anunciou esta quarta-feira o vereador das Finanças, …

Polícia entrou na federação de futebol da Bulgária e deteve cinco pessoas

Já depois de Borislav Mihailov se ter demitido da presidência da federação da Bulgária, uma unidade da estrutura policial que luta contra o crime organizado no país entrou esta terça-feira na sede da federação, em …

Família holandesa vivia há 9 anos numa cave à espera “do fim dos tempos”

A policia holandesa encontrou uma família de seis pessoas na cave de uma quinta no nordeste do país, onde viviam em isolamento há nove anos e, segundo a imprensa, esperavam “o fim dos tempos”. A polícia …

Kim Jong-un subiu montanha sagrada a cavalo (e deixou a Coreia à espera de um grande anúncio)

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, foi ao monte Paektu, a montanha considerada sagrada pelos norte-coreanos, dar um passeio a cavalo. As imagens foram divulgadas pela agência estatal KCNA, tendo surgido especulações de que virá aí …