Infelizmente, Schumacher não consegue andar, diz o seu advogado em tribunal

travelswiss / Flickr

-

No decorrer de um processo movido contra uma revista alemã, o advogado de Michael Schumacher nega especulações sobre a possível melhoria do estado de saúde do ex-piloto. A família exige uma indemnização por divulgação de informação falsa.

O advogado de Michael Schumacher, Felix Damm, afirmou esta segunda-feira que o ex-piloto alemão de Formula 1 infelizmente “não consegue andar”.

Segundo a Deutsche Welle, a declaração foi feita no Tribunal Regional de Hamburgo durante um processo movido pelos familiares do heptacampeão contra a revista alemã Bunte.

Em dezembro do ano passado, a revista publicou um artigo na qual uma fonte afirmava, sob anonimato, que o ex-piloto estava a recuperar e conseguia andar com a ajuda de fisioterapeutas.

Na altura, Sabine Kehm, a porta-voz da família de Michael Schumacher, desmentiu categoricamente a reportagem.

Os familiares do ex-piloto avançaram agora para a Justiça, e apresentaram um processo contra a publicação, acusando-a de violação de privacidade.

Schumacher não consegue andar“, confirmou Damm esta segunda-feira perante o tribunal.

Em entrevista ao jornal alemão Express, o advogado realçou que a afirmação da revista de que Schumacher estaria a conseguir dar alguns passos com ajuda de fisioterapeutas não é verdadeira.

Damm afirmou ainda que as informações sobre o estado de saúde do piloto são sigilosas e não dizem respeito ao público.

No processo, a família pede uma indemnização, que pode chegar aos 100 mil euros, por divulgação de informação falsa.

(dr) Juergen Tap / PIXSELL

Corinna e Michael Schumacher

Corinna e Michael Schumacher

Os detalhes sobre o estado de saúde do piloto, depois de o heptacampeão mundial de Fórmula 1 ter sofrido graves ferimentos na cabeça, num acidente de esqui em dezembro de 2013, na estação de Meribel, na França, são mantidos em sigilo.

Esse sigilo tem levado a que nos últimos meses tenham corrido notícias contraditórias sobre o real estado de saúde de Schumacher.

Em fevereiro, Luca di Montezemolo, ex-presidente da Ferrari, lamentou o estado de saúde do ex-piloto, revelando que “infelizmente, não havia boas notícias sobre Schumacher“.

Em maio, o presidente da Federação Internacional de Automobilismo, Jean Todt, acrescentou que Schumacher tinha piorado drasticamente – e tinha a vida por um fio“.

“Só podemos desejar-lhe o melhor, a ele e à sua família”, desejou Todt, ex-director desportivo e CEO da escuderia Ferrari, “Michael está a lutar a maior batalha da sua vida“.

Mas em agosto, num aparente volteface na situação clínica do piloto, o mesmo Luca di Montezemolo garantiu que Michael Schumacher estava a reagir aos tratamentos e poderia recuperar.

“Sei quão forte ele é. Estou certo de que, graças à sua determinação, que é crucial, Michael vai sair desta situação muito, muito difícil”, disse na altura o ex-presidente da Ferrari.

ZAP / DW

PARTILHAR

RESPONDER

Jornalistas insultados e ameaçados em jantar-comício de Ventura (sem distanciamento)

Jornalistas foram vaiados, insultados e até ameaçados num jantar-comício do Chega, este domingo. O evento não cumpriu o distanciamento social, reunindo 170 pessoas num sala com 450 metros quadrados. No domingo, no Campo de São Mamede, …

Athletic Bilbao vence Barcelona e conquista Supertaça. Messi expulso após agressão

O Athletic Bilbao ergueu a sua terceira Supertaça de futebol de Espanha, ao vencer 3-2 no prolongamento o FC Barcelona, após 2-2 no final do tempo regulamentar, na final disputada no Estádio Olímpico de Sevilha. Depois …

Regionalização, um "poema de um calceteiro" e (mais) críticas a Marcelo. O último debate presidencial

Os candidatos presidenciais juntaram-se em mais um debate conjunto antes das eleições. Falou-se da ausência de Ventura, regionalização, justiça e até jardinagem. O primeiro tema a marcar o debate das rádios foram as medidas de confinamento …

Em plena pandemia, houve cinco setores que conseguiram faturar mais do que em 2019

Apesar de a pandemia ter levado muitos setores da economia para os piores resultados de sempre, nem todos perderam faturação durante os meses de março a novembro da crise sanitária, algum conseguiram mesmo aumentar. Neste sentido, …

Pesadelo de Özil no Arsenal chega ao fim com transferência para o Fenerbahçe

O futebolista alemão Mesut Özil, dos ingleses do Arsenal, confirmou que vai assinar pelos turcos do Fenerbahçe, depois de vários meses sem jogar pelos 'gunners'. "Estou muito feliz e muito animado, por Deus me ter dado …

Palácio mais antigo da China é descoberto perto de antiga capital. Tem mais de 5000 anos

Um Palácio descoberto no sítio arqueológico de Shuanghuaishu, nos arredores da cidade de Zhengzhou, uma das oito capitais antigas da China, foi construído por volta de 3300 a.C., ou seja, tem atualmente cerca de 5.300 …

"Há exceções a mais". Marques Mendes defende que Governo deve reavaliar medidas de confinamento

No seu habitual espaço de comentário na SIC, no domingo à noite, Luís Marques Mendes falou sobre as novas medidas de confinanento e das eleições presidenciais. Depois de uma semana a bater recordes em números de …

O cenário "é de guerra" e o medo é de a perder. Temido admite que "estamos muito próximos do limite"

Após uma visita ao Hospital Garcia de Orta, que alertava no sábado para um "cenário de pré-catástrofe", Marta Temido admitiu que o Serviço Nacional de Saúde, os operadores sociais e privados estão em "extremo sobreesforço". Marta …

Discutir sobre temas controversos requer mais atividade cerebral do que concordar

Uma nova investigação da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, confirmou aquilo que o senso comum já vaticinava: discutir sobre temas controversos requer muito mais atividade cerebral do que simplesmente concordar. De acordo com a nova …

Estado de emergência vai manter-se até março. Marcelo admite confinar mais o país

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve este domingo no Hospital Santa Maria, em Lisboa, onde admitiu confinar mais o país devido à pressão nos hospitais. Em declarações aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa, …