Indígenas famosos pela sua saúde cardíaca começaram a usar óleo de cozinha (e a engordar)

O povo Tsimane, que vive na Bolívia, tem permanecido relativamente afastado do mundo exterior durante várias gerações, prosperando da terra e praticando formas tradicionais de caça, pesca, agricultura e recolha de alimentos.

Durante vários anos, sabe-se que têm uma notável saúde cardiovascular e pressão arterial baixa – ou tinham, até adicionarem um novo ingrediente às suas ementas: óleo de cozinha.

Um novo estudo publicado na revista especializada Obesity sugere que em menos de uma década, o povo Tsimane sofreu alterações no índice de massa corporal (IMC), incluindo obesidade e ganho de peso, depois de terem introduzidos óleo de cozinha na sua alimentação.

Entre 2002 e 2010, investigadores analisaram dados de cerca de 700 homens e mulheres que tinham mais do que 20 anos e viviam nas terras baixas da Amazónia. Ao longo do estudo, os cientistas notaram que o povo Tsimane tinha um acesso crescente a alimentos no mercado face a um boom populacional, quase triplicando o seu número para 16 mil em menos de duas décadas.

A invasão das suas terras pelo desenvolvimento, associada ao novo acesso à escola e aos salários, significa que os métodos mais modernizados de cozinhar e comer podem ser os responsáveis por estas mudanças.

Em nove anos, a prevalência de mulheres com peso a mais ou obesas aumentou em mais de 6%. Já os homens com excesso de peso, por outro lado, aumentaram quase 9% e homens obesos apenas 1,5%.

O maior uso de óleo de cozinha foi associado ao maior IMC nas mulheres; e o consumo de produtos de origem doméstica, como porcos e galinhas, foi associado a um maior IMC nas mulheres e uma maior circunferência da cintura média nos homens.

Durante este período de tempo, as calorias domésticas não aumentaram e as culturas caseiras ainda representavam a maioria dos alimentos consumidos em casa. No entanto, as probabilidades de uso do óleo de cozinha aumentaram 24% por ano, duplicando o número de casas que o utilizavam, de modo que, em 2010, quase um terço dos agregados o incorporou na sua dieta.

“Mas isto é apenas parte da história”, disse Alan Schultz, da Universidade Baylor e autor do estudo em comunicado, divulgado pelo Science Daily, notando que as descobertas apresentam mais questões novas do que respostas. “As nossas descobertas de uma tendência no aumento de peso e aumento de consumo de alimentos com altas calorias sugere que os benefícios das mudanças não são assim tão nítidos”.

Isto ocorre porque as mudanças nas dietas de subsistência geralmente refletem outras mudanças no estilo de vida e pode ser difícil separar os efeitos das duas. Independentemente disso, os autores do estudo dizem que mesmo pequenos aumentos de alimentos baseados no mercado podem fazer a diferença numa população que antes prosperava apenas com a alimentação de subsistência.

“O óleo de cozinha acrescenta muito sabor – usamo-lo por alguma razão – mas com 120 calorias e 14 gramas de gordura por colher de sopa, poucos alimentos podem alterar a sua dieta com tanta facilidade”, disse Shultz.

Porém, há outros fatores a ter em conta. Uma estatura mais baixa e uma massa muscular maior por levar para valores maiores de IMC. Assim, pode ser uma medida que significa coisas diferentes para populações ativas que habitam na floresta do que para indivíduos sedentários em nações mais ricas. Além disso, é difícil medir a ingestão calórica de alimentos colhidos na natureza, o que pode ter limitado as descobertas estatísticas do estudo.

Os autores do estudo observam que estudos futuros devem concentrar-se nas consequências de mudanças semelhantes no estilo de vida e como afetam a dieta, atividade física, doenças infeciosas e a forma como as pessoas vivem as suas vidas.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Óleo de cozinha… nem especificam. Pode ser tanta coisa!… Existem óleos bons e óleos maus. Fujam se for oléo de canola, soja ou milho (a maior parte destes são geneticamente modificados)
    Depois, referem no estudo açúcar refinado e grãos refinados. Aqui na notícia nem sequer mencionam. O açúcar é a origem de todos os males! depois, se aliado a más gorduras, ainda pior!
    Deixem de comer açúcar e farinhas e logo vêm como mudam rapidamente.

RESPONDER

Todos os anos, caem mais de 5 mil toneladas de poeira extraterrestre na Terra

A Terra está constantemente sob uma chuva de poeira espacial. Após duas décadas de recolha de material na Antártida, uma equipa de cientistas conseguiu quantificá-la: caem cerca de 5.200 toneladas de micrometeoritos a cada ano. Os …

Encontradas três "estrelas fracassadas" ultrarrápidas. Estão prestes a autodestruir-se

Uma equipa de cientistas identificou as três anãs castanhas de rotação mais rápida já encontradas. Estas estrelas, conhecidas como "estrelas fracassadas" estão a girar tão depressa que podem estar prestes a desfazer-se. Usando dados no Spitzer …

“É como ser queimado com ácido quente“. Planta venenosa australiana causa dores que podem durar anos

Os "cabelos" da planta gympie-gympie causam uma picada tão tóxica que a dor pode durar anos. Esta pode ser encontrada nas florestas australianas. A gympie-gympie, ou dendrocnide moroides, é um tipo de arbusto que recebe o …

Sporting 1-1 Famalicão | Leão volta a tremer e vê Porto a 6

Segundo empate consecutivo do Sporting na Liga NOS, e pelo mesmo resultado, 1-1. Na recepção ao Famalicão, o líder do campeonato começou bem, marcou, mas sofreu um golo de imediato e nunca mais se encontrou …

Arqueólogos descobrem túnel medieval na Polónia. Tinha restos mortais de 18 carmelitas

Uma equipa de arqueólogos descobriu um cemitério medieval onde estava sediado um mosteiro do século XIV. No local foi ainda encontrado um túnel com dezoito esqueletos de padres carmelitas. A descoberta ocorreu em Jaslo - uma …

Militantes apoiados pelo Al-Qaeda defendem uso de mel contra a covid-19

O Al-Shabaab, um grupo rebelde islâmico apoiado pela Al-Qaeda, apela ao boicote à vacina da AstraZeneca contra a covid-19. A alternativa é "cominho preto e mel". A vacina da AstraZeneca não está apenas a levantar preocupações …

Em menos de um ano, a polícia foi chamada a intervir pelo menos nove vezes na mansão dos Sussex

A vida nos Estados Unidos não tem sido fácil para os duques de Sussex. No último ano, a polícia da Califórnia foi chamada pelo menos nove menos à mansão onde o casal habita desde que …

Rivalidade entre China e Índia é obstáculo à maior aproximação entre os BRICS, diz especialista

Apesar de os BRICS representarem "o tipo de relações entre países que queremos no século XXI", a rivalidade entre a Índia e a China ainda é um obstáculo a uma maior integração, dizem os especialistas. Na …

Variante sul-africana pode resistir à Pfizer. China pondera misturar vacinas

A variante do coronavírus descoberta na África do Sul pode "romper" a vacina contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech até certo ponto, concluiu um estudo em Israel, embora a sua prevalência no país seja baixa e …

Rússia garante que não haverá guerra com Ucrânia. EUA desconfiam e prometem consequências

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, descartou este domingo a possibilidade de uma guerra com a Ucrânia, depois de Kiev ter manifestado preocupação com o reforço de tropas russas nas suas fronteiras. “Ninguém está a embarcar …