Mal pagos e desprotegidos. Na Índia, os cremadores são guerreiros invisíveis nesta pandemia

Sajjad Hussain / AFP

Na Índia, os cremadores ganham pouco mais de 100 euros por mês, trabalham em turnos de 12 horas e são até alvo de descriminação. Alguns nem usam equipamento de proteção individual.

Os número de mortes e casos na Índia desceram, esta terça-feira, pela primeira vez em duas semanas. Ainda assim, a situação epidemiológica do país está longe de estar tranquila. A Índia contabilizou 2.771 mortos e 323.144 casos de covid-19, acumulando agora 197.894 óbitos e 17,6 milhões de casos.

Os cemitérios e crematórios estão sobrecarregados com mortes por covid-19. Ashu Rai é trabalhador do maior centro de cremação de Nova Deli, capital da Índia, e, em entrevista à VICE, retrata o caos que o país atravessa, onde é difícil encontrar sítios disponíveis para cremar os mortos.

“Na semana passada, a nossa carga de trabalho aumentou drasticamente”, disse Rai. “Eu costumava cremar de três a cinco corpos todos os dias antes da pandemia, mas depois desta segunda vaga, estou a cremar mais de 15 corpos por dia sozinho”.

“Não sinto nada quando vejo um cadáver”, disse o jovem de apenas 20 anos de idade. “Talvez não queira sentir nada. Bebo duas garrafas de cerveja todos os dias antes de ir para o trabalho”.

Os trabalhadores de crematórios da Índia — sobrecarregados e mal pagos — muitas vezes enfrentam discriminação, embora sejam guerreiros invisíveis da pandemia de covid-19.

Trabalham em turnos de 12 horas, ganhando o equivalente a 110 euros por mês. Além disso, raramente usam equipamento de proteção individual (EPI), como máscaras, fatos ou viseiras.

“Recebemos EPI, mas não usamos. Trabalhamos numa fornalha, não conseguiríamos respirar naquele fato”, explicou Rai. Apesar de não se proteger no trabalho, o jovem diz que quando vai para casa, toma sérias precauções.

À VICE, Bezwada Wilson, fundador da Safai Karamchari Abhiyan, uma organização que trabalha pelos direitos e bem-estar dos trabalhadores do saneamento, disse que “ninguém sabe quantos cremadores testaram positivo a esta doença mortal” e “ninguém sabe quantos morreram como resultado“.

“Os funcionários do Governo não veem estes trabalhadores como humanos“, sugere Wilson.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O Projeto Galileu quer provar a existência de aliens através da tecnologia deixada para trás

Investigadores vão centrar o seu trabalho na procura de objetos físicos associados a equipamento tecnológico extraterrestre, em oposição às pesquisas anteriores que se focaram em sinais eletromagnéticos. Um grupo de investigadores de Universidade de Harvard está …

O tesouro dos Templários pode estar escondido debaixo de uma casa em Inglaterra

Um historiador inglês alega que um edifício histórico em Burton, em Inglaterra, é onde está escondido o lendário tesouro dos Templários. Existem várias lendas sobre um tesouro que alguns templários conseguiram esconder do rei francês Filipe …

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro

O núcleo interno da Terra está a crescer mais de um lado do que do outro. No entanto, isto não quer dizer que o nosso planeta esteja a ficar inclinado. Mais de 5.000 quilómetros abaixo de …

Incêndios devastam sul da Europa e obrigam a retirar moradores e turistas

Dezenas de aldeias e hotéis foram este domingo evacuados nas zonas turísticas do sul da Turquia devido a incêndios que começaram há cinco dias e já mataram oito pessoas no país, devastando também regiões da …

Há uma empresa a transformar as cinzas de entes queridos em diamantes

Uma empresa norte-americana transforma cinzas de entes queridos — e animais de estimação — em diamantes, que podem ser colocados em anéis ou colares. Lidar com a morte de um ente querido é sempre uma altura …

Pianista de aeroporto ganhou 60 mil dólares em gorjetas

Tonee "Valentine" Carter, que toca piano num aeroporto norte-americano, ganhou 60 mil dólares (cerca de 50.800 mil euros) depois de um estranho partilhar um vídeo seu a tocar. Tonee "Valentine" Carter, de 66 anos, não é …

Youtubers denunciam campanha de fake news contra vacina da Pfizer

De acordo com a imprensa brasileira, uma agência de marketing terá tentado que influenciadores digitais de todo o mundo partilhassem desinformação sobre as vacinas contra a covid-19. A denúncia foi feita por alguns dos influenciadores …

Na Tailândia, a legalização do aborto enfrenta "resistência espiritual"

Desde fevereiro, qualquer pessoa que procure fazer um aborto na Tailândia consegue fazê-lo legalmente, pelo menos no primeiro trimestre. Ainda assim, muitos médicos e enfermeiros recusam-se a levar a cabo o procedimento. A advogada Supecha Baotip …

Haiti. Viúva do presidente assassinado implica seguranças no crime

Martine Moise, a viúva do presidente haitiano Jovenel Moise — assassinado na sua residência por um comando armado no início de julho — descreveu abertamente o ataque e partilhou as suas suspeitas sobre o crime …

Covid-19. Portugal regista 2.306 novos casos e aumento nos internados

Portugal registou este domingo 2.306 novos casos de infeção por covid-19 e mais oito mortes, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).  Portugal regista este domingo oito mortes atribuídas à covid-19, 2.306 novos casos …