Indemnização de 138 milhões de Lisboa não chega. Bragaparques quer mais

A Bragaparques considera “desajustado” o valor indemnizatório de 138 milhões de euros que, segundo um tribunal arbitral, a Câmara Municipal de Lisboa (CML) tem de lhe pagar e vai recorrer da sentença, disse à Lusa fonte oficial da empresa.

“Estamos a falar de danos elevados resultantes de atos da CML e de mais de dez anos em que a Bragaparques ficou desembolsada de mais de 120 milhões de euros, somente no que aos terrenos diz respeito, Parque Mayer e Feira Popular, e impedida de desenvolver a sua atividade empresarial e honrar os seus compromissos”, diz a Bragaparques numa nota escrita.

“Por tal razão, uma vez que consideramos o valor desajustado aos prejuízos que foram quantificados, item a item, iremos recorrer”, adiantou a empresa.

A Câmara de Lisboa foi notificada de que vai ter de pagar uma indemnização de 138 milhões de euros à Bragaparques, que solicitava perto de 350 milhões, no âmbito do processo de permuta e venda dos terrenos do Parque Mayer e de Entrecampos, atos entretanto considerados nulos pelos tribunais.

No sábado, a autarquia anunciou que vai recorrer da sentença.

“Não estamos perante uma condenação, mas perante uma liquidação/cálculo de prejuízos, que tem suporte no acordo homologado (com valor de sentença) pelo Tribunal Administrativo de 17 de junho de 2014”, destacou a fonte oficial da Bragaparques, empresa gestora de parques de estacionamento.

E acrescentou: “O tribunal arbitral limitou-se a apurar os prejuízos, tendo sido efetuada uma avaliação por três peritos independentes, juntos pareceres técnicos, ouvidas dezenas de testemunhas e no final obtido o consenso dos árbitros quanto ao direito à indemnização”.

A Câmara de Lisboa aprovou em 2014 um “acordo global” com a Bragaparques para a aquisição dos terrenos da antiga Feira Popular, em Entrecampos, e do Parque Mayer, por 101.673.436,05 euros, que prevê que ambas as partes desistam das ações judiciais que envolvem os terrenos.

As partes remeteram ainda para tribunal arbitral a resolução de questões que não alcançaram acordo, como a avaliação dos danos para a Bragaparques dos lucros que não obteve por não poder usufruir dos terrenos da Feira Popular ou dos prédios do Parque Mayer.

Na origem deste processo, que decorre há cerca de uma década, está a permuta de terrenos da antiga Feira Popular, então propriedade municipal, pelos do Parque Mayer, que pertenciam à Bragaparques.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Marte pode ter tido dois reservatórios de água (e nenhum oceano de magma)

Meteoritos marcianos analisados por cientistas sugerem que o Planeta Vermelho pode não ter tido um oceano de magma global, ao contrário da Terra. O mesmo estudo indica que Marte recebeu água de, pelo menos, duas …

Além de sermos bons ouvintes, também deveríamos tentar comunicar com extraterrestres

Desde há muito tempo que os seres humanos são fascinados pela ideia de não estarmos sozinhos no Universo. Um cientista sugere que para além de tentar escutar sinais extraterrestres, deveríamos também investir em enviar mensagens …

"Parasitas": O Melhor Filme dos Óscares chega à televisão

Parasitas vai passar na televisão esta sexta-feira (3), às 21h30, no canal TVCine Top. A produção de Bong Joon-ho angariou, nesta última award season, inúmeras nomeações, tendo sido Palma de Ouro no Festival de Cinema …

Países entram numa "guerra secreta" por ventiladores, admite agente da Mossad

Muitos países estão a utilizar os seus serviços de informações para a compra de material de saúde encomendado por outros, sobretudo ventiladores, para enfrentar a crise do novo coronavírus, disse um agente da Mossad, encarregado …

Pessoas que espalham ódio na Internet tendem a ser psicopatas

Os utilizadores da Internet que publicam comentários de ódio sobre outras pessoas tendem a ter traços psicopáticos. Por outro lado, os cientistas não encontraram uma correlação entre essa prática e narcisismo ou maquiavelismo. Estes utilizadores são …

Polícia britânica tingiu de negro uma lagoa azul para afastar visitantes

A Polícia britânica decidiu tingir de negro uma lagoa azul muito procurada na região de Derbyshire, visando assim afastar os visitantes e fazer com que estes cumpram o isolamento social exigido pelas autoridades para travar …

A maior cascata do Equador desapareceu repentinamente

A maior cascata do Equador, com cerca de 150 metros, desapareceu repentinamente por causa de uma dolina. Investigadores ainda não sabem se esta apareceu por causas naturais ou humanas. Em fevereiro, a cascata de San Rafael, …

Aprovada descida de 3% na eletricidade no mercado regulado

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) aprovou uma descida do preço da tarifa aplicada no mercado regulado de cinco euros por megawatt/hora (MWh). Contas feitas, trata-se de uma redução de aproximadamente 3% no total …

Turquemenistão proibiu o uso da palavra "coronavírus"

Enquanto o mundo luta para conter a propagação da pandemia de covid-19, no Turquemenistão os cidadãos podem ser presos só por dizerem a palavra "coronavírus". De acordo com a rádio NPR, que cita a organização não …

EDP oferece desconto de 20% a profissionais e organizações de saúde

Face à pandemia de covid-19, a EDP vai oferecer um desconto de 20% na fatura da eletricidade a profissionais e organizações de saúde, anunciou esta quarta-feira a empresa liderada por António Mexia em comunicado. “A …