Incêndio de Pedrógão ficou fora da audição com comissão independente

António Cotrim / Lusa

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) esclareceu este sábado, numa mensagem enviada à agência Lusa, que na audição do presidente daquela entidade na Comissão Técnica Independente “não foi abordada qualquer questão relativamente ao incêndio de Pedrógão Grande”.

A ANPC recorda que, a 6 de setembro, o presidente da entidade, Joaquim Leitão, esteve numa reunião com peritos da Comissão Técnica Independente (CTI) João Guerreiro e Francisco Rego.

“A audição do Presidente da ANPC constou da apresentação de uma reflexão escrita e entregue em formato papel sobre o sistema de proteção civil, que versou unicamente os aspetos sistémicos do setor”, refere a ANPC, garantindo que na reunião “não foi abordada qualquer questão relativamente ao Incêndio de Pedrógão Grande“.

Na audição, Joaquim Leitão esteve acompanhado pelo Comandante Operacional Nacional (CONAC), pelo 2.º CONAC e pelos Comandantes de Agrupamentos Distritais (CADIS) Belo Costa e Miguel Cruz, “que nunca falaram sobre qualquer questão operacional”.

Segundo a ANPC, na reunião, o CONAC interveio a pedido de Joaquim Leitão, “apenas para esclarecer uma questão que tinha a ver com a formação e organização da FEB [Força Especial de Bombeiros], e o 2.º CONAC, o mesmo em relação ao Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR” e “os CADIS Belo Costa e Miguel Cruz não falaram“.

“Na presença do Presidente da ANPC, os Senhores CONAC, 2º CONAC e CADIS não foram ouvidos ou consultados nas especificidades da operação”, acrescenta.

O presidente da CTI, João Guerreiro, que analisou o que se passou no incêndio de Pedrógão Grande, garantiu na quinta-feira que foram ouvidos os cargos de topo da Proteção Civil e que tudo o que está no relatório “está bem documentado”, depois de ter sido divulgado um documento elaborado pela ANPC, enviado para o Ministério da Administração Interna.

No relatório, a entidade aponta “omissões graves”, erros e contradições ao relatório da comissão independente e, como exemplo, diz que ninguém de topo do comando nacional da ANPC foi ouvido ou contactado pelos peritos da comissão.

Não há qualquer dúvida sobre o que está no relatório da comissão técnica independente,  nós fizemos entrevistas a quase 180 pessoas, analisamos documentação diversa, muita dela fornecida pela própria ANPC”, afirmou João Guerreiro.

De acordo com a TSF, o documento com as críticas enviado pela ANPC ao MAI contesta quase 30 pontos do relatório da comissão independente e diz que “as falhas apontadas, na prática, ou não existiram ou se traduzem em situações decorrentes da complexidade” do fogo de Pedrógão, que fez 64 mortos e mais de 250 feridos.

A ANPC diz que o relatório da comissão tem “erros e omissões na análise dos factos que geram inclusivamente contradições de referência, confundindo as conclusões a reter” e considera que há partes do relatório que têm “o propósito claro de levar o leitor, cidadão comum, desconhecedor dos meandros da resposta operacional, a formular o juízo de que houve inépcia e inoperância do Comando Nacional de Operações de Socorro”.

No documento enviado ao MAI, a ANPC pede que este seja tornado público, “por respeito às vítimas e ao bom nome da instituição e dos seus operacionais”.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …

Etiópia. Comissão de direitos humanos denuncia massacre de 600 civis na região de Tigré

A organização independente que investiga acusações de violência contra civis na Etiópia corroborou o relatório da Amnistia Internacional que denunciou a chacina de pelo menos 600 pessoas na região de Tigré, no Norte do país. Segundo …