Igreja exibe em França a túnica que Cristo usou no caminho para a cruz

A túnica que terá sido usada por Jesus Cristo antes de ser crucificado foi recentemente restaurada em França e está a ser excepcionalmente exibida na basílica de Saint-Denys de Argenteuil, nos arredores de Paris, atraindo milhares de visitantes.

A peça de roupa é considerada pela Igreja Católica uma das maiores relíquias do cristianismo, ao lado do sudário de Oviedo e do sudário de Turim, que terá envolvido o corpo de Jesus no sepulcro.

A Santa Túnica, como é chamada a peça de roupa que teria sido usada por Cristo no caminho para a cruz, pertence à igreja francesa há 1200 anos.

A imperatriz Irene de Constantinopla, actualmente Istambul, na Turquia, terá oferecido a peça no início do século 9 ao rei francês Carlos Magno, que a doou ao clero de Argenteuil.

A Santa Túnica é exibida ao público, numa cerimónia conhecida como “ostentação“, de 50 em 50 anos.

Depois de ter sido exibida em 1984, a próxima ostentação seria apenas em 2034.

Mas, devido ao recente restauro da peça e das comemorações dos 150 anos da basílica de Argenteuil, a Igreja decidiu antecipar o evento.

Em circunstâncias normais, a túnica é conservada enrolada num relicário. Apenas um pequeno pedaço de tecido pode ser visto, através de um vidro.

A peça de vestuário é composta por mais de 20 fragmentos de tecido castanho. Num restauro anterior, tinham sido costurados num suporte de cetim claro, que estava muito deteriorado.

O restauro actual consistiu em retirar os fragmentos da peça original e recosturá-los sobre um tecido mais escuro e mais grosso.

“Constatamos que, com um fundo mais escuro, os buracos na peça de roupa ficam menos visíveis”, diz à BBC a restauradora de antiguidades Claire Beugnot, que já restaurou várias peças de tecido para o museu do Louvre.

“Desta forma, foi possível dar maior coerência, em termos visuais, à túnica”, acrescenta a restauradora.

Autenticidade contestada

Como outras grandes relíquias do cristianismo, a Santa Túnica tem também a sua autenticidade contestada por alguns.

Segundo a Igreja, que se baseia em estudos científicos, a túnica pertencente à basílica de Argenteuil é a que foi usada por Jesus antes de ser crucificado.

Desde o século XIX, inúmeros investigadores e cientistas analisaram a peça.

SainteTunique / Facebook

A Santa Túnica em exibição em Saint-Denys de Argenteuil

A Santa Túnica em exibição em Saint-Denys de Argenteuil

Foi demonstrado que quer o material usado, lã de carneiro, quer o método de coloração e o processo de tecelagem, correspondem às práticas usadas na Palestina e na Síria no início da era cristã.

Análises permitiram também identificar a presença de sangue nas costas e nos ombros da túnica, nos locais onde Jesus teria apoiado a cruz ao carregá-la.

Um outro exame revelou que o sangue encontrado na vestimenta é do tipo AB, o mesmo presente nos sudários de Oviedo de Turim.

Mas um teste de Carbono 14, para determinar a idade de tecidos orgânicos, realizado em 2004, revelou que a túnica teria sido tecida entre os anos de 530 e 640, ou seja, pelo menos cinco séculos depois da morte de Jesus.

Grande público

As autoridades religiosas afirmam que o teste de Carbono 14 nem sempre é preciso no caso de tecidos antigos.

A Igreja relativiza a conclusão deste teste científico, alegando que o resultado pode ter sido alterado devido ao facto da túnica ter ficado enterrada durante muito tempo e ter, provavelmente, entrado em contacto com materiais orgânicos em decomposição.

“Não há uma etiqueta nas costas onde esteja escrito Jesus da Nazaré. Temos indícios de que não há contradições em relação a datações antigas”, afirma o padre Guy Emmanuel Cariot, reitor da basílica de Saint-Denys de Argenteuil,.

Sabemos que a túnica foi usada por um homem e que há sangue na peça, do mesmo tipo das duas outras grandes relíquias têxteis da Paixão do Cristo”, diz o padre, referindo-se aos sudários.

Na sua longa e tumultuosa história, a túnica, segundo os eclesiásticos, foi escondida numa parede do mosteiro da cidade, para a proteger da invasão dos vikings, e só foi descoberta na Idade Média, durante obras no local.

Vários séculos depois, durante a Revolução Francesa, a peça foi cortada em vários pedaços por um padre e enterrada, também para evitar a sua destruição total pelos revolucionários.

Os fragmentos só foram localizados muitos anos mais tarde, e nem todos as partes foram encontradas.

A Santa Túnica ficará exposta até 10 de abril. A expectativa é que 150 mil pessoas visitem a basílica.

Devido à grande afluência de público prevista, só será possível passar rapidamente em frente à redoma de vidro onde a peça é exibida.

ZAP / BBC

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. sim! e quanto custa a entrada????não acredito que os padres economistas permitam uma visita gratuita. Digo isto com todo o respeito pela religião cristã pois também assim me considero, mas desconfio dos homens…………

  2. Isto é uma tolice para enganar mais uns parolos. Então o homem não ia seminu a ser chicoteado pelo caminho e a sangrar? E agora afinal levava uma túnica? Quando será que a Igreja deixa de alimentar estas baboseiras que só desacreditam o trabalho que diz fazer? isto parece um modo tipo feira de arrecadar uns patacos para os padres!

  3. Certamente, que não será preciso o teste do Carbono 14. Se analisarem bem, numa pontinha da túnica, ainda vão encontrar o ” madeira In China “

  4. Se o pessoal do CSI Miami tivesse analisado o material em questão até descobria nele parte do chip do cartão de cidadão do JCristo com dados biométricos a atestar a veracidade do proprietário.
    Eh Eh a igreja está com medo do que vem escrito na recente bíblia descoberta? e de ir por água a abaixo uma falácia com 2016 anos? Não temeis que há muitas donas Olgas a defender essa treta tão bem organizada.
    A propósito quantos nomes da igreja estarão nos papeis do Panamá?

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …