Idosos distribuem “abraços grátis” no Porto

José Coelho / Lusa

Um idoso do Centro Comunitário da Gafanha do Carmo distribui abraços na rua de Santa Catarina, no Porto, numa campanha de sensibilização contra o abandono sénior nos lares

Um idoso do Centro Comunitário da Gafanha do Carmo distribui abraços na rua de Santa Catarina, no Porto, numa campanha de sensibilização contra o abandono sénior nos lares

Cinco utentes do Centro Comunitário da Gafanha do Carmo, em Ílhavo, percorreram esta quarta-feira a rua de Santa Catarina, na Baixa do Porto, para distribuir abraços e ser abraçados de volta.

Alguns de cadeira de rodas, outros a empurrá-las, foram espalhando sorrisos pela rua mais movimentada do Porto, porque dizem ser “essencial, nos tempos que correm, distribuir amor e deixar claro que ainda há boas pessoas no mundo”.

“Isto é uma prova de solidariedade de uns com os outros”, disse à Lusa Maria Vitória, de 82 anos, considerando a iniciativa que partiu de um convite da associação Free Hugs – Abraços Grátis, “um bom sinal” nos tempos que correm.

“Ainda há pessoas boas neste mundo”, corroborou Ernesto Ferreira, acabado de fazer compras e de trocar abraços, assinalando que “o que é preciso é saber procurá-las”.

Para o presidente da associação Abraços Grátis, estudante de Gestão Desportiva de 22 anos, “a ideia, desde o início do projeto, sempre foi distribuir carinho e amor pelas pessoas”, algo que faziam pessoalmente por ruas, hospitais e centros de abrigo, até que decidiram convidar associações e instituições de solidariedade social.

“As pessoas estão cada vez mais fechadas e cada vez se cumprimentam menos”, sublinhou Diogo Coelho, contando que a associação a que preside quis também romper com a rotina de quem “anda nas ruas entre casa e trabalho e trabalho e casa” sem contar com surpresas ou afetos gratuitos.

O principal objetivo do Centro Comunitário da Gafanha do Carmo é mesmo “multiplicar o amor dividindo-o“, nas palavras de Ângelo Valente, animador e técnico social de Ílhavo, para quem “hoje, como em qualquer altura, o amor é urgente. É urgente o amor, como alguém disse”, frisou, citando o poema de Eugénio de Andrade.

“É muito bonito e sente-se cá no coração”, disse Ana Dias, natural de Lousada, “é importante para mostrar que há paz dentro da sociedade”, considerou Marta Silva, estudante portuense, “uma pessoa fica logo com outro humor”, admitiu Mariana Ribeiro, também estudante no Porto, também acabada de abraçar e devolver abraços.

A associação Free Hugs planeia ainda outra iniciativa para dezembro, em que deverá abraçar toda a gente que encontre pelos corredores do Hospital de S. João, no Porto.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Museu Neandertal responde a Joe Biden. "Eram mais espertos do que pensa"

O Museu Neandertal, na Alemanha, endereçou um convite ao Presidente norte-americano Joe Biden, depois de o governante ter considerado a decisão do governador do Texas de acabar com a obrigatoriedade de utilização de máscara um …

Olhos postos no Senegal. Violentos protestos contra a prisão do opositor do Governo

Os confrontos no Senegal, os piores dos últimos anos, foram desencadeados pela detenção do líder da oposição Ousmane Sonko. Os confrontos eclodiram em Dakar, na quinta-feira, depois de o principal líder da oposição, Ousmane Sonko, ter …

Grupo de cientistas questiona missão da OMS e pede investigação independente na China

Um grupo de cientistas está a pedir uma investigação independente sobre a origem do Sars-CoV-2, com acesso total aos registos da China. Um grupo de cientistas escreveu uma carta aberta, divulgada nos jornais Le Monde e …

Brasil a braços com uma tragédia anunciada. República Checa pede ajuda estrangeira

No Brasil, o número diário de mortes já ultrapassou o dos Estados Unidos. Alemanha, Suíça e Polónia estão a disponibilizar os seus hospitais para receber casos graves de covid-19 da República Checa. Em relação a número …

Iniciativa Liberal diz não a Moedas e avança com candidatura em Lisboa

Este sábado, a Iniciativa Liberal rejeitou integrar a megacolicação encabeçada por Carlos Moedas e anunciou um candidato próprio à Câmara de Lisboa.  Foi este sábado, na Praça do Município, que João Cotrim de Figueiredo, líder do …

Agente da PSP que chamou "aberração" a Ventura suspenso por 10 dias

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) confirmou a suspensão de dez dias a Manuel Morais, o agente que chamou "aberração" a André Ventura. O agente da PSP Manuel Morais vai iniciar, este sábado, …

1.007 novos casos e 26 mortes nas últimas 24 horas

Portugal registou este sábado 26 mortes e 1.007 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico deste sábado, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de 1.007 …

Publicada lista de entidades abrangidas por alargamento da ADSE

A ADSE já publicou a lista de entidades abrangidas pelo alargamento do subsistema de saúde da função pública aos trabalhadores com contrato individual de trabalho. As entidades reguladoras e a maioria das empresas municipais foram …

O "caminho ainda é longo", mas Portugal já administrou um milhão de vacinas

Esta sexta-feira, Portugal ultrapassou o marco do primeiro milhão de vacinas administradas, mas o "caminho ainda é longo". Portugal ultrapassou, esta sexta-feira, um milhão de vacinas contra a covid-19 administradas, uma marca que o secretário de …

Cavaco fala em "democracia amordaçada" (e na "vergonha" dos números da pandemia)

Este sábado, numa participação na Academia de Formação Política das Mulheres Sociais-Democratas, Cavaco Silva deixou duras críticas ao Executivo de António Costa, sublinhando que a pandemia mostrou um "SNS fragilizado por decisões erradas do governo". O …