Identificados dois suspeitos do ataque na Tunísia

CV YouTube

Ataque terrorista ao Museu do Bardo, Tunísia

Ataque terrorista ao Museu do Bardo, Tunísia

O primeiro-ministro tunisino, Habib Essid, declarou que as autoridades já identificaram dois suspeitos do ataque ao Museu Nacional do Bardo, em Tunes, como sendo Yassine Abidi e Hatem Khachnaoui, noticia a agência AFP.

Por seu turno, o porta-voz do Ministério do Interior anunciou que os dois suspeitos são “provavelmente tunisinos”, mas nem o gabinete do primeiro-ministro nem o ministério avançaram até agora mais pormenores sobre o assunto.

O primeiro-ministro mencionou a possível existência de dois ou três cúmplices.

Dezanove pessoas, entre as quais 17 turistas e dois cidadãos tunisinos, morreram no ataque à mão armada esta quarta-feira contra o Museu Nacional do Bardo, situado ao lado do parlamento tunisino, tendo deixado ainda 42 feridos, segundo o Ministério do Interior tunisino.

O ataque, que durou cerca de quatro horas, não foi ainda reivindicado, e a polícia ainda procura presumíveis cúmplices dos dois homens.

Dois turistas espanhóis encontrados a salvo

Dois turistas espanhóis foram encontrados hoje de manhã no museu do Bardo, em Tunes, após terem passado a noite escondidos no local, informou a proteção civil tunisina.

Dezassete turistas foram mortos na quarta-feira num ataque ao museu por dois homens com armas automáticas, que acabaram por ser abatidos pela polícia.

Um empregado do museu, Lassasd Bouali, “escondeu os dois turistas espanhóis num gabinete”, explicou à agência France Presse um representante da proteção civil diante do museu.

Adiantou que os três foram transportados para um hospital para exames de rotina.

Fontes diplomáticas disseram à agência noticiosa espanhola EFE tratar-se de um casal e que a mulher está grávida. Os espanhóis são da localidade de Sueca, na Comunidade Valenciana, adiantaram.

/Lusa

Atentado de Tunes

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE