Identificada superbactéria que resiste ao último antibiótico eficaz

microbeworld / Flickr

Uma estirpe da famigerada Escherichia coli tem o gene mcr-1, resistente à colistina, o último antibiótico eficaz

Os Estados Unidos detectaram o primeiro caso de uma “superbactéria” resistente aos antibióticos de “último recurso” – uma temida estirpe da “Escherichia coli” detectada pela primeira vez na China em novembro – que pode significar o fim da eficácia daqueles medicamentos.

Esta superbactéria contém o mcr-1, o gene responsável pela resistência à colistina, o último antibiótico que se mostrava eficaz contra as mais recentes bactérias multi-resistentes identificadas.

“Basicamente, mostra-nos que o fim do caminho para os antibióticos não está muito longe, que estamos numa situação em que teremos pessoas em unidades de emergência ou com infecções urinárias para as quais não teremos medicamentos”, disse o diretor do Centro de Prevenção e Controlo de Doenças, Tom Frieden, em entrevista publicada hoje no Washington Post.

Os investigadores detectaram a bactéria em abril, na Pensilvânia, na urina de uma mulher de 49 anos que não se ausentou do país durante os últimos cinco meses, explicaram as autoridades de saúde norte-americanas.

A estirpe da bactéria tem o gene mcr-1, um gene móvel com resistência à colistina, o antibiótico que as autoridades de saúde utilizam como último recurso nos casos das bactérias mais difíceis de combater.

Apesar de haver bactérias resistentes à colistina, esta resistência não era transmitida a outras bactérias, pelo que o código genético responsável por esta resistência não era propagado.

A descoberta indicia o “surgimento de uma bactéria verdadeiramente resistente a todos os medicamentos”, diz Patrick McGann, um dos investigadores responsáveis pelo estudo, publicado na revista especializada Antimicrobial Agents and Chemotherapy.

A E-coli com o gene mcr-1 foi detectada pela primeira vez em novembro, na China, num estudo realizado por cientistas britânicos e chineses.

“Como as bactérias podem propagar genes entre elas, cria-se uma situação em que se pode vir a ter bactérias resistentes a todos os antibióticos conhecidos”, explica Beth Bell, outra das investigadoras envolvidas no estudo.

“E isso é uma perspectiva aterradora“, diz Beth Bell.

A descoberta em 1928 do primeiro antibiótico, a penincilina, por Alexander Fleming, é considerada o maior avanço da história de Medicina. Esse avanço está em risco.

Segundo um alerta lançado recentemente pelo governo britânico, a crescente resistência das bactérias a antibióticos pode até lançar o Mundo de volta à Idade Média.

E evitar que isso aconteça poderá ser mesmo o maior desafio do nosso tempo.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Forças Armadas aceitaram líder do CDS como voluntário

O Jornal de Notícias escreve esta quinta-feira que as Forças Armadas aceitaram o líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, como voluntário para ajudar nas ações desenvolvidas na luta contra a covid-19 durante o estado …

Portugal duplica capacidade de ventilação. Oito profissionais de saúde nos cuidados intensivos

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, anunciou esta quinta-feira a duplicação dos equipamentos de ventilação e garantiu uma distribuição equilibrada dos testes de despistagem. “Entre ofertas, compras e empréstimos, estaremos em condições de duplicar …

Coreia do Norte reitera que não tem infetados. Coreia do Sul desconfia

A Coreia do Norte reafirmou que não regista nenhum caso de coronavírus (covid-19), numa declaração feita por um alto responsável pelo setor da Saúde de Pyongyang citado esta quinta-feira pela Agência France Presse. A Coreia do …

Ovar já tem linha telefónica própria para retirar pressão à Saúde 24

A Linha de Apoio Covid Ovar vai garantir assistência atempada à comunidade de 55.400 habitantes do concelho e é exclusiva para utentes que suspeitem ter sintomas do novo coronavírus. O Município de Ovar ativa, esta quinta-feira, …

Durão Barroso defende coronabonds (mas a prioridade é outra)

Em entrevista à SIC Notícias, Durão Barroso concordou com a criação dos ​​​​​​​coronabonds, mas defendeu que a prioridade é resolver "a crise humanitária". Durão Barroso considerou, em entrevista à SIC Notícias, que as instituições europeias têm …

Do empréstimo milionário à nacionalização. As soluções da TAP para resistir à crise

A TAP está a enfrentar uma das suas piores crises, face à pandemia de covid-19, e há várias soluções em cima da mesa, desde um empréstimo com aval do Estado à nacionalização da empresa. Para fazer …

"Matem-nos". Presidente das Filipinas autoriza disparos contra quem violar quarentena

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou aos agentes da polícia e aos militares que disparem sobre qualquer pessoa que esteja a causar "problemas" durante o isolamento obrigatório, decretado devido à da pandemia de Covid-19. De …

Há mais de nove mil casos de covid-19 em Portugal. Número de recuperados sobe para 68

Um mês desde o primeiro teste positivo confirmado do novo coronavírus no país, Portugal tem um total de 9.034 casos confirmados de Covid-19, segundo o Relatório da Direção Geral da Saúde sobre a situação epidemiológica …

Ramalho Eanes: "Nós, os velhos, se for necessário oferecemos o nosso ventilador"

O antigo Presidente da República apelou aos mais "velhos", como ele, para darem o exemplo neste combate ao coronavírus, caso Portugal passe por uma situação semelhante à de Itália ou Espanha. Em entrevista à RTP, o …

"Profundamente preocupados". 13 países enviam recado a Viktor Orbán

Portugal e mais 12 países, entre os quais França, Bélgica e Espanha, garantiram, numa declarações conjunta, que apoiam a iniciativa da Comissão Europeia para verificar se as medidas de emergência implementadas respeitam os valores europeus. Os …