Identificada superbactéria que resiste ao último antibiótico eficaz

microbeworld / Flickr

Uma estirpe da famigerada Escherichia coli tem o gene mcr-1, resistente à colistina, o último antibiótico eficaz

Os Estados Unidos detectaram o primeiro caso de uma “superbactéria” resistente aos antibióticos de “último recurso” – uma temida estirpe da “Escherichia coli” detectada pela primeira vez na China em novembro – que pode significar o fim da eficácia daqueles medicamentos.

Esta superbactéria contém o mcr-1, o gene responsável pela resistência à colistina, o último antibiótico que se mostrava eficaz contra as mais recentes bactérias multi-resistentes identificadas.

“Basicamente, mostra-nos que o fim do caminho para os antibióticos não está muito longe, que estamos numa situação em que teremos pessoas em unidades de emergência ou com infecções urinárias para as quais não teremos medicamentos”, disse o diretor do Centro de Prevenção e Controlo de Doenças, Tom Frieden, em entrevista publicada hoje no Washington Post.

Os investigadores detectaram a bactéria em abril, na Pensilvânia, na urina de uma mulher de 49 anos que não se ausentou do país durante os últimos cinco meses, explicaram as autoridades de saúde norte-americanas.

A estirpe da bactéria tem o gene mcr-1, um gene móvel com resistência à colistina, o antibiótico que as autoridades de saúde utilizam como último recurso nos casos das bactérias mais difíceis de combater.

Apesar de haver bactérias resistentes à colistina, esta resistência não era transmitida a outras bactérias, pelo que o código genético responsável por esta resistência não era propagado.

A descoberta indicia o “surgimento de uma bactéria verdadeiramente resistente a todos os medicamentos”, diz Patrick McGann, um dos investigadores responsáveis pelo estudo, publicado na revista especializada Antimicrobial Agents and Chemotherapy.

A E-coli com o gene mcr-1 foi detectada pela primeira vez em novembro, na China, num estudo realizado por cientistas britânicos e chineses.

“Como as bactérias podem propagar genes entre elas, cria-se uma situação em que se pode vir a ter bactérias resistentes a todos os antibióticos conhecidos”, explica Beth Bell, outra das investigadoras envolvidas no estudo.

“E isso é uma perspectiva aterradora“, diz Beth Bell.

A descoberta em 1928 do primeiro antibiótico, a penincilina, por Alexander Fleming, é considerada o maior avanço da história de Medicina. Esse avanço está em risco.

Segundo um alerta lançado recentemente pelo governo britânico, a crescente resistência das bactérias a antibióticos pode até lançar o Mundo de volta à Idade Média.

E evitar que isso aconteça poderá ser mesmo o maior desafio do nosso tempo.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

COP25: uma traição ao Acordo de Paris "e às pessoas em todo o mundo"

Organizações não governamentais ambientalistas consideraram que os projetos de resolução que a cimeira do clima da ONU tem para aprovar são "uma traição" do Acordo de Paris e dos milhões de pessoas que sofrem com …

Governo admite novo aumento extra das pensões (com a simpatia das Finanças e de olho na geringonça)

O Governo está a equacionar um novo aumento extraordinário das pensões no âmbito da preparação da proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020). A medida agrada a PCP e Bloco de Esquerda e terá …

Na última noite no Porto, Óliver foi sozinho à Ponte D. Luís (e vieram-lhe as lágrimas aos olhos)

O médio espanhol Óliver Torres confessa que a sua saída do Porto foi "emotiva" e que se despediu do clube e da cidade na Ponte D. Luís, de noite e sozinho, com "as lágrimas nos …

Costa e Centeno discutiram no Conselho Europeu (e foi Centeno quem ganhou)

António Costa e Mário Centeno envolveram-se numa "discussão directa" em pleno Conselho Europeu que deixou os restantes membros do Eurogrupo perplexos. Em causa esteve o primeiro orçamento da Zona Euro, com o primeiro-ministro de Portugal …

Sondagem: Livre caiu para metade, Montenegro lidera corrida ao PSD

O PS lidera as intenções de voto com 37,1% e um avanço de 10,2 pontos percentuais sobre o PSD numa sondagem em que o Livre surge com metade da votação alcançada nas legislativas em outubro. Num …

ONU chama a atenção para consumo de tramadol (erradamente considerado menos letal que fentanil)

A crise derivada do consumo excessivo de opóides e as mortes daí decorrentes já levaram empresas norte-americanas que os produzem a receber milhares de ações judiciais. Contudo, a Organização das Nações Unidas (ONU) chama a …

Mais de 50 jornalistas subscrevem abaixo-assinado em defesa de Maria Flor Pedroso

Mais de 50 jornalistas, entre os quais Adelino Gomes, Henrique Monteiro, Anabela Neves e Francisco Sena Santos, subscreveram esta sexta-feira um abaixo-assinado em defesa da jornalista Maria Flor Pedroso, diretora de informação da RTP. "Confrontados com …

O maior sítio arqueológico submerso do mundo mora no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …

Passes baixam para 70 e 80 euros para utentes da região Oeste

Os passes nos transportes públicos para Lisboa vão baixar para 70 euros para utentes de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, e para 80 euros dos restantes concelhos da região. A …

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …