IC19 é a estrada mais perigosa do país

Cidadania Queluz / Flickr

-

O IC 19 (Itinerário Complementar), que liga Lisboa a Sintra, é a estrada mais perigosa de Portugal com um recorde de acidentes com vítimas, de acordo com o Relatório Anual da Sinistralidade Rodoviária de 2013.

Segundo o relatório divulgado na página da Internet da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) e citado hoje pelo jornal Correio da Manhã, o IC 19 tem seis “pontos negros”, três dos quais com o maior indicador de gravidade dos 58 troços analisados.

Os “pontos negros” designam os lanços de estrada com o máximo de 200 metros de extensão, no qual se registaram, pelo menos, cinco acidentes no ano em análise.

O documento da ANSR indica que os seis “pontos negros” do IC19 causaram no ano passado três mortos, quatro feridos graves e 51 ligeiros.

De acordo com o relatório, o troço mais grave do IC19 situa-se entre os quilómetros 4,6 e 4,8, junto à curva do Palácio de Queluz.

Neste troço registaram-se seis acidentes com um morto, dois feridos graves e sete ligeiros.

O IC19 é considerado a estrada mais perigosa do país, mas o IP7 é a via com mais “pontos negros” (sete), embora com acidentes menos gravosos.

Os 58 “pontos negros” em todo o país registados no relatório da ANSR, envolvem também a A20 (Circular Interna do Porto) e o IC17 (CRIL, Circular Interna de Lisboa), com cinco, e a Autoestrada 5, que liga Lisboa a Cascais, com quatro.

Entre as estradas mais perigosas estão também as Estradas Nacionais EN1 (Lisboa-Porto), EN12 (Circunvalação do Porto), e EN125 (Algarve), com três “pontos negros”.

O relatório realça ainda que em 2013 registaram-se 30.339 acidentes com vítimas, dos quais resultaram 518 mortes no local do acidente ou durante o transporte para o hospital, menos 55 do que em 2012.

De acordo com o documento, ocorreram também 2.054 feridos graves, menos seis do que em 2012, e 36.818 feridos ligeiros (mais 628 do que em 2012).

Em relação a 2012, registou-se um aumento de 1,6% de acidentes com vítimas e uma redução de 9,6% de vítimas mortais e 0,3% de feridos graves, é referido no relatório.

A colisão foi o tipo de acidente mais frequente, representando cerca de metade dos acidentes com vítimas ocorridos em 2013 (51%/15.369).

Em comparação com o ano anterior, registou-se, segundo a ANSR, um decréscimo substancial no número de mortos resultantes de despistes, menos 20% (-53).

O relatório indica também que em 2013, 62,7% (325) do total de vítimas mortais foram condutores, 18,5% (96) passageiros e 18,7% (97) peões.

Segundo o documento, os atropelamentos fizeram mais vítimas no ano passado (5.538), mais 234 do que em 2012.

Entre 1 de janeiro e 30 de junho deste ano morreram nas estradas portuguesas 209 pessoas, menos 22 do que em igual período de 2013, e registaram-se 908 feridos graves e 15.971 feridos ligeiros, nos 55.562 acidentes verificados.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bruno Fernandes critica horário tardio dos jogos do campeonato

No final da partida com o SC Braga, Bruno Fernandes falou aos jornalistas e aproveitou para criticar o horário tardio de alguns jogos do campeonato. A partida começou às 21h. Este domingo, 12 jogos depois, o …

Protesto em Hong Kong juntou mais de 1,7 milhões de manifestantes

Mais de 1,7 milhões de pessoas manifestaram-se no domingo, em Hong Kong, informou o movimento pró-democracia que tem liderado os grandes protestos contra a lei da extradição, desde o início de junho. Em conferência de imprensa, …

Medvedev entra no top 5 mundial do ténis. Pedro Sousa sobe 23 lugares

Medvedev, de 23 anos, que nunca tinha vencido um torneio de categoria Masters 1000, subiu três posições e figura pela primeira vez entre os cinco primeiros da tabela. O russo Daniil Medvedev, vencedor do torneio Masters …

Só 2% das escolas em Portugal têm desfibrilhadores

Apenas 129 dos 5.909 estabelecimentos de ensino em Portugal têm desfibrilhadores automáticos externos (DAE), o que representa 2,1%. Os dados recolhidos pelo Jornal de Notícias são do INEM, que assegura ainda que nas comunidades escolares existem …

Cerca de oito mil pessoas retiradas da Grã Canária devido a incêndio

Cerca de oito mil pessoas foram retiradas das suas casas em várias cidades no norte da Grã Canária na sequência do incêndio florestal que lavra desde sábado naquela ilha espanhola. De acordo com a agência de …

Guerra aberta no PSD/Porto. Líder local desafiado a demitir-se

Hugo Neto escreveu mensagem dura contra Rui Rio e agora recebeu uma carta de militantes do Porto pedindo-lhe que se demita, acusado de falta de "caráter, lealdade, responsabilidade e espírito de serviço". "Expostos os motivos pessoais, …

SNMMP promete greve cirúrgica caso acordo com a Antram falhe

Caso as negociações entre o SNMMP e a Antram falhem, o sindicato poderá voltar a fazer greve. Rui Rio acusou o Governo de montar "um circo com fins eleitorais". Depois de no domingo o Sindicato Nacional …

Taxa das bebidas açucaradas subiu preços (mas não reduziu hábitos de consumo)

Apesar dos aumentos de preço impostos aos refrigerantes, devido à taxa introduzida pelo Governo em 2017, não foram registadas menos vendas. O objetivo da medida, que pretendia incentivar a redução do consumo de bebidas açucaradas, parece …

Caos, fronteiras fechadas e falta de combustível, comida e medicamentos. Eis os efeitos do Brexit sem acordo

Documentos oficiais divulgados este domingo pelo jornal Sunday Times alertam que uma saída do Reino Unido da União Europeia (UE) sem acordo vai implicar um período de escassez de combustível, alimentos e medicamentos e o …

A NASA já escolheu os lugares de pouso no “Asteróide do Apocalipse”

Depois de mais de oito meses a explorar o asteróide Bennu, também conhecido como o "Asteróide do Apocalipse", a NASA já escolheu quatro áreas na sua superfície onde a nave espacial da missão OSIRIS-REx irá …