Hungria encerra fronteiras para prevenir importação de casos de covid-19

eu2017ee / Flickr

O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán

O encerramento das fronteiras entrou em vigor na Hungria, esta terça-feira, único país membro da União Europeia que adotou esta medida drástica de prevenção da importação de casos do novo coronavírus.

A partir de hoje, os cidadãos estrangeiros só podem entrar em território húngaro em algumas situações justificadas, como a concedida a quem tem de atravessar a fronteira diariamente para trabalhar, desde que venha de um raio máximo de 30 quilómetros e não permaneça no país mais de 24 horas.

Da mesma forma, podem entrar no país pessoas com contrato de trabalho de mais de 30 dias, ou participantes em “importantes eventos desportivos, culturais e religiosos”, bem como comboios militares, sendo permitido o trânsito para outros países por determinados corredores, bem como viagens diplomáticas e oficiais.

Embora existam exceções para “viagens de negócios”, estas também serão muito limitadas, de acordo com relatos dos meios de comunicação da vizinha Áustria, um país que protestou contra os efeitos negativos que espera que o encerramento da Hungria tenha na sua economia.

“No futuro, as viagens de negócios da Áustria à Hungria só ficarão isentas da proibição de entrada se uma empresa austríaca tiver uma filial na Hungria”, frisou a agência austríaca APA.

No que se refere aos turistas, a única exceção divulgada até ao momento afeta viajantes dos demais países do Grupo de Visegrado: República Checa, Polónia e Eslováquia.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Hungria, Péter Szijjártó, informou, na noite desta segunda-feira, que os visitantes dessas nações podem entrar com a condição de que cheguem com acomodação reservada na Hungria e apresentem resultado negativo em pelo menos um teste do novo coronavírus.

As restrições não afetam a entrada ou passagem de mercadorias.

Os cidadãos húngaros que regressam ao seu país de uma estadia no estrangeiro devem permanecer em quarentena durante 14 dias, embora possam terminar o isolamento mais cedo se nos primeiros cinco dias forem submetidos a dois testes do novo coronavírus na Hungria, separados por um intervalo de 48 horas, e ambos forem negativos.

Desde o primeiro surto da pandemia em março, a Hungria, com 9,7 milhões de habitantes, contabilizou 6257 infeções, incluindo 616 óbitos relacionados com a covid-19, o que coloca o país entre os menos afetados pelo novo coronavírus na Europa.

De acordo com o site RFI, a Comissão Europeia já alertou o Governo húngaro contra a discriminação com base na nacionalidade, reiterando a importância da “integridade do espaço Schengen” e da política de livre circulação de pessoas entre os países signatários.

“Hoje, a comissária dos Assuntos Internos, Ylva Johansson, e eu vamos enviar uma carta ao Governo húngaro para lhe recordar a importância de (salvaguardar) a integridade do espaço Schengen e da aplicação de medidas fronteiriças que não sejam discriminatórias para todos os cidadãos e residentes da UE”, escreveu na sua conta do Twitter o comissário da Justiça Didier Reynders.

“Quaisquer medidas que não respeitem estes princípios fundamentais do direito europeu terão, obviamente, de ser imediatamente retiradas“, acrescentou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Teia da morte. Cientistas desenvolvem nova forma de matar células cancerígenas

Um novo estudo sugere que, através de uma interrupção direcionada e localizada da estrutura das células cancerígenas, o seu mecanismo de autodestruição pode ser ativado. As células cancerígenas multiplicam-se de forma incontrolável, levando a um crescimento …

Boavista 2-0 Porto | “Manita” em 45 minutos demolidores

Goleada do “dragão” no Bessa. No dérbi portuense entre Boavista e FC Porto, os campeões nacionais sentiram dificuldades na primeira parte, não conseguiram sequer enquadrar qualquer um dos seus remates, mas na segunda parte tudo …

Magawa, o rato que deteta minas, ganhou uma medalha de ouro

Magawa, um rato gigante africano, foi treinado para descobrir minas terrestres e tem estado ao serviço no Camboja. O animal foi agora proclamado herói e premiado por salvar vidas naquele país. A instituição de caridade britânica …

Cientistas descobrem nova espécie de crustáceo no lugar mais quente da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova espécie de crustáceo de água doce durante uma expedição ao deserto de Lute, no Irão, também conhecido como o lugar mais quente do planeta. Hossein Rajaei, do Museu Estadual …

Furacão Sally fragmentou parte de uma ilha da Florida em três

A passagem do furacão Sally fragmentou parte de uma ilha na costa da Florida, no Estados Unidos, criando assim três pequenas porções de terra. Na prática, tal como explica o portal USA Today, o furação abriu …

Benfica 2-0 Moreirense | “Águia” vence e convence cónegos

Após ter perdido e empatado nas duas últimas recepções ao Moreirense, o Benfica voltou a vencer o emblema de Moreira de Cónegos na Luz. Este sábado, em duelo relativo à segunda jornada do campeonato, as “águias” …

"Surpreendente e fascinante". Descoberta pela primeira vez uma aurora sobre um cometa

A nave Rosetta da Agência Espacial Europeia (ESA) detetou uma aurora boreal sobre o cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko (67P / C-G). Em comunicado, os cientistas envolvidos na deteção frisam que esta é a primeira vez quem …

Austrália não quer que turistas caminhem na famosa rocha sagrada Uluru (nem no Google Maps)

A Austrália pediu ao Google que remova do seu serviço Maps fotografias tiradas do topo de Uluru, o monólito aborígine sagrado que os visitantes estão proibidos de escalar desde o ano passado. De acordo com a …

NASA vai procurar aquíferos nos desertos com tecnologia já usada em Marte

Uma parceria entre a NASA e a Fundação Qatar tem como objetivo procurar as cada vez mais escassas águas que estão enterradas nos desertos do Saara e da Península Arábica. Este processo deverá ser desenvolvido …

Os aeroportos mudam o nome das pistas (e a culpa é dos pólos magnéticos da Terra)

O pólo norte magnético pode mover-se até 64 quilómetros por ano. Isto pode ser um problema para os pilotos de aviões. A pista 17L/35R, no Aeroporto Internacional de Austin-Bergstrom, no estado norte-americano do Texas, não terá …