Hungria encerra fronteiras para prevenir importação de casos de covid-19

eu2017ee / Flickr

O primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán

O encerramento das fronteiras entrou em vigor na Hungria, esta terça-feira, único país membro da União Europeia que adotou esta medida drástica de prevenção da importação de casos do novo coronavírus.

A partir de hoje, os cidadãos estrangeiros só podem entrar em território húngaro em algumas situações justificadas, como a concedida a quem tem de atravessar a fronteira diariamente para trabalhar, desde que venha de um raio máximo de 30 quilómetros e não permaneça no país mais de 24 horas.

Da mesma forma, podem entrar no país pessoas com contrato de trabalho de mais de 30 dias, ou participantes em “importantes eventos desportivos, culturais e religiosos”, bem como comboios militares, sendo permitido o trânsito para outros países por determinados corredores, bem como viagens diplomáticas e oficiais.

Embora existam exceções para “viagens de negócios”, estas também serão muito limitadas, de acordo com relatos dos meios de comunicação da vizinha Áustria, um país que protestou contra os efeitos negativos que espera que o encerramento da Hungria tenha na sua economia.

“No futuro, as viagens de negócios da Áustria à Hungria só ficarão isentas da proibição de entrada se uma empresa austríaca tiver uma filial na Hungria”, frisou a agência austríaca APA.

No que se refere aos turistas, a única exceção divulgada até ao momento afeta viajantes dos demais países do Grupo de Visegrado: República Checa, Polónia e Eslováquia.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Hungria, Péter Szijjártó, informou, na noite desta segunda-feira, que os visitantes dessas nações podem entrar com a condição de que cheguem com acomodação reservada na Hungria e apresentem resultado negativo em pelo menos um teste do novo coronavírus.

As restrições não afetam a entrada ou passagem de mercadorias.

Os cidadãos húngaros que regressam ao seu país de uma estadia no estrangeiro devem permanecer em quarentena durante 14 dias, embora possam terminar o isolamento mais cedo se nos primeiros cinco dias forem submetidos a dois testes do novo coronavírus na Hungria, separados por um intervalo de 48 horas, e ambos forem negativos.

Desde o primeiro surto da pandemia em março, a Hungria, com 9,7 milhões de habitantes, contabilizou 6257 infeções, incluindo 616 óbitos relacionados com a covid-19, o que coloca o país entre os menos afetados pelo novo coronavírus na Europa.

De acordo com o site RFI, a Comissão Europeia já alertou o Governo húngaro contra a discriminação com base na nacionalidade, reiterando a importância da “integridade do espaço Schengen” e da política de livre circulação de pessoas entre os países signatários.

“Hoje, a comissária dos Assuntos Internos, Ylva Johansson, e eu vamos enviar uma carta ao Governo húngaro para lhe recordar a importância de (salvaguardar) a integridade do espaço Schengen e da aplicação de medidas fronteiriças que não sejam discriminatórias para todos os cidadãos e residentes da UE”, escreveu na sua conta do Twitter o comissário da Justiça Didier Reynders.

“Quaisquer medidas que não respeitem estes princípios fundamentais do direito europeu terão, obviamente, de ser imediatamente retiradas“, acrescentou.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista descobre espécie extinta de ganso através de uma pintura egípcia

Uma famosa pintura que estava originalmente no túmulo do príncipe egípcio Nefermaat levou um cientista a descobrir uma espécie de ganso já extinta. A cena "gansos de Meidum", originalmente pintada no túmulo do príncipe Nefermaat, encontra-se …

Físico cria algoritmo de IA que pode provar que a realidade é uma simulação

Hong Qin, do Laboratório de Física de Plasma de Princeton (PPPL) do Departamento de Energia dos EUA, criou um algoritmo de Inteligência Artificial que pode provar que a realidade é, na verdade, uma simulação. O algoritmo …

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Em Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, no comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. A notícia …