Hospitais de Santa Maria e Pulido Valente querem “internar” em casa 1.800 pacientes por ano

Ivendrell / Wikimedia

Hospital de Santa Maria, Lisboa

O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) vai começar no princípio de fevereiro a “internar” doentes em casa, projetando que, dentro de três anos, seja o maior serviço de hospitalização domiciliária do país, tratando 1.800 doentes por ano.

A informação foi avançada à agência Lusa por fonte oficial da administração do Centro Hospitalar que integra o Santa Maria e o Pulido Valente.

A hospitalização domiciliária no CHULN começará na primeira semana de fevereiro, arrancando primeiro com seis camas e com uma equipa de uma dezena de profissionais, entre médicos, enfermeiros, assistente social, farmacêutico e assistente operacional.

A partir de junho, a administração do Santa Maria e Pulido Valente conta ter 20 camas. Dentro de três anos, o centro hospitalar projeta ter “o maior serviço de hospitalização domiciliária do país com 50 camas, o equivalente a uma ou duas enfermarias hospitalares, tratando cerca de 1.800 doentes/ano”.

Segundo o regulamento da unidade de hospitalização domiciliária, a que a agência Lusa teve acesso, este modelo dirige-se a doentes em “situação clínica transitória”, como os casos de doença aguda, que necessitem transitoriamente de internamento mas prescindem da presença no hospital.

O modelo de hospitalização domiciliária tem vantagens “ao nível do controlo de infeção hospitalar e na redução dos custos relacionados com o internamento hospitalar”. “Há evidência científica da segurança do tratamento agudo em hospitalização domiciliária de um conjunto de doenças, como doença pulmonar obstrutiva crónica, insuficiência cardíaca crónica ou infeções adquiridas na comunidade”, refere o regulamento da unidade.

Para o CHULN, este modelo permite assegurar “uma assistência contínua, coordenada e humanizada a doentes que cumpram um conjunto de critérios clínicos, sociais e geográficos, que permitam a sua hospitalização no domicílio, sob responsabilidade de profissionais de saúde e com concordância do cidadão e da família”.

A unidade de hospitalização domiciliária que arranca na primeira semana de fevereiro vai funcionar sete dias por semana e 24 horas por dia, com apoio médico e de enfermagem que pode ser em permanência ou em regime de prevenção. A admissão para o internamento em casa será sempre voluntária e só depois de avaliada clinicamente.

Em novembro, em entrevista à agência Lusa, o diretor clínico do CHULN, Luís Pinheiro, defendia que a hospitalização no domicílio é “uma realidade perfeitamente conhecida e validada”.

Cerca de 20 hospitais públicos em Portugal têm hospitalização domiciliária e a ministra da Saúde já assumiu que quer alargar estes projetos a todas as unidades hospitalares do SNS. Esta terça-feira, a ministra da Saúde, Marta Temido, e o secretário de Estado da Saúde, António Sales, participam em Beja numa sessão de trabalho sobre “Hospitalização Domiciliária / Balanço e Desafios 2020”.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em Málaga, pode comer-se o pão mais caro do mundo. É feito com ouro e prata

É na padaria espanhola Pan Piña que se confeciona aquele que é, de momento, o pão mais caro de todo o mundo. Este é vendido por uma quantia que pode chegar até aos 3.700 euros …

Novas evidências apontam eventual localização dos destroços do MH370. Jornalista sugere que foi abatido

O chefe da busca fracassada pelo voo MH370 da Malaysia Airlines está a pedir um novo inquérito com base em novas evidências que podem finalmente resolver o mistério do desaparecimento da aeronave há sete anos. De …

Cidade nos EUA testou o rendimento básico universal. "Os números foram incríveis"

Além de a percentagem de pessoas que tinham um emprego a tempo inteiro ter subido, os participantes da iniciativa também relataram sentir-se menos ansiosos. De acordo com o estudo publicado esta quarta-feira, citado pela agência …

Belenenses 0-3 Benfica | Vendaval suíço após o descanso

O Benfica venceu o dérbi com a Belenenses SAD, em jogo a contar para 22ª jornada da Liga NOS, por 3-0. Uma partida que teve uma primeira parte mal jogada e com muitas dificuldades para as …

Investigador apresenta nova geração de drones minúsculos e ágeis. São inspirados em mosquitos

Os mosquitos são insetos incrivelmente acrobáticos e resistentes durante o voo, o que os ajuda a navegar entre rajadas de vento, obstáculos e incertezas. Agora, uma equipa de investigadores construiu um sistema que se aproxima …

OMS considera que a pandemia podia ter sido evitada se alguns países não tivessem sido lentos a reagir

O diretor-geral da OMS afirmou esta segunda-feira que alguns países reagiram lentamente à declaração de emergência sanitária global em janeiro de 2020, desperdiçando-se uma "janela de oportunidade" para evitar a pandemia de covid-19. "A 30 de …

Louvre recupera armadura do século XVI roubada há quase 40 anos

O peitoral e o capacete elaboradamente decorados, que estavam desaparecidos desde 1983, datam do século XVI e voltaram finalmente ao museu do Louvre, em França. Quase quatro décadas depois, um peitoral e um capacete do século …

Queixas por cibercrime disparam. Fraude com MB Way foi o crime mais denunciado

O Ministério Público (MP) da Comarca de Lisboa registou 6676 denúncias por crimes informáticos em 2020, um aumento de 15% (mais 998) face a 2019. MB Way é um dos sistemas onde estão associadas mais …

Centro Hospitalar Lisboa Norte vai alargar uso de medicamento para fibrose quística a mais cinco doentes

O diretor clínico do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), Luís Pinheiro, disse hoje que a instituição já usa há cerca de um mês um novo medicamento para a fibrose quística, que poderá chegar em …

No Porto, haverá transporte para vacinação disponível para todos a partir de terça-feira

Todos os munícipes do Porto que forem convocados no âmbito do plano de vacinação contra a covid-19 vão poder usufruir de um programa de transporte em colaboração com as centrais de táxis, anunciou hoje a …