A Honda testou uma nova versão do seu veículo autónomo de trabalho — com resultados promissores

Vídeo ZAP com o apoio de: Chip7 – 50 lojas de informática próximo de si

Para já, a marca japonesa não avança com uma data para a comercialização do dispositivo, parecendo focada em melhorar o seu design.

Há cerca de três anos, a Honda anunciou o desenvolvimento de vários conceitos de robôs de companhia móveis, os quais tem vindo a transpor do papel para a realidade ao longo dos últimos anos, ganhando a forma — e nome — de veículos autónomos de trabalho de segunda geração. Recentemente, a marca japonesa testou um desses veículos, desenvolvido em conjunto com a empresa de engenharia Black&Veatch, num estrutura dedicada à produção de painéis solares e o resultado parece ser promissor.

No teste, onde, pela primeira vez, vários veículos autónomos de trabalho foram operados em conjunto, tendo rebocado maquinaria, transportado materiais de construção, água e outros recursos por uma área de cerca de mil hectares. De acordo com Honda, os dispositivos conseguem aguentar cerca de 400 quilogramas de carga e arrastar reboques com um total de 750 quilogramas.

Nas imagens oficiais divulgadas, um funcionário da empresa Black&Veatch pode ser visto a explicar que percorrer áreas tão extensas pode demoram algum tempo para os seres humanos, pelo que pode ser facilitador para as tarefas das empresas terem veículos como estes, os quais podem abastecer com mercadorias e enviar para outro ponto de atividade. Desta forma, os funcionários podem concentrar-se noutras tarefas mais importantes e essenciais para o resultado final.

A Honda também criou um mapa de alta definição da área, de forma a que os operadores pudessem estabelecer, com margens de erro de centímetros, os pontos de início e de fim que os veículos têm de cumprir — é que para além de serem autónomos, estes dispositivos podem também ser controlados remotamente.

A empresa japonesa especifica que os aparelhos têm uma autonomia de oito horas ou 44 quilómetros com apenas uma carga, mesmo quando estão a operar em contextos com altas temperatura, e vários sensores para controlar a sua navegação.

Agora, a Honda está agora focada em melhorar a performance e o design do veículo. O site Engadget fala na possibilidade de ao dispositivo poderem ser acrescentadas peças ou outros instrumentos de acordo com a vontade do comprador. Ainda assim, a marca japonesa ainda não revelou qualquer plano para comercializar o produto e torná-lo, assim, acessível ao consumidor comum.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE