Homens actuais têm na saliva vestígios de espécie ‘fantasma’ de humanos primitivos

Illustration: M. Lopez-Herrera via The Olduvai Paleoanthropology and Paleoecology Project and Enrique Baquedano

Ilustração do habitat dos humanos primitivos em África, há 1.8 milhões de anos.

Uma investigação encontrou na saliva de homens actuais pistas que indicam que houve um cruzamento entre humanos primitivos e um parente antigo enigmático.

Estudos anteriores já tinham apontado que os antepassados dos humanos modernos se tinham cruzarado com espécies mais primitivas de hominídeos, nomeadamente com os famosos Neandertais.

A nova pesquisa encontrou na saliva das populações modernas da África subsariana vestígios de que houve um cruzamento entre humanos primitivos e um seu parente antigo ‘fantasma’.

“Parece que o cruzamento entre espécies diferentes de hominídeos primitivos não é uma excepção – é a norma“, conclui um dos autores do estudo, Omer Gokcumen, investigador do Departamento de Ciências Biológicas da Universidade de Búfalo, nos EUA.

No comunicado sobre a investigação divulgado pela universidade, aponta-se que os cientistas examinaram a história da evolução do gene MUC7, que codifica uma proteína salivar conhecida pelo mesmo nome.

Esta proteína MUC7 “melhora a capacidade da saliva se ligar a micróbios, uma tarefa importante que pode ajudar a prevenir doenças, afastando bactérias indesejadas ou outros patogéneos da boca”, explica no comunicado o investigador Stefan Ruhl, professor de Biologia Oral da Universidade de Búfalo.

A análise da evolução da MUC7 permitiu notar na “história do gene que codifica esta proteína”, “a assinatura de uma mistura arcaica nas populações modernas da África subsariana”, explica Omer Gokcumen.

Na pesquisa, publicada no jornal Molecular Biology and Evolution, os investigadores explicam que o gene foi analisado em mais de 2500 genomas humanos modernos, tendo descoberto que “um grupo de genomas da África subsariana tinha uma versão do gene extremamente diferente de versões encontradas em outros humanos modernos”.

Esta variante era tão diferente, que era mais parecida com os genes MUC7 dos Neandertais e dos hominídeos Denisovans. “A explicação mais plausível para esta variação extrema é a introgressão arcaica – a introdução de material genético de uma espécie ‘fantasma’ de hominídeos antigos”, conclui Gokcumen.

“Este parente humano desconhecido pode ser uma espécie que já foi descoberta, tal como as sub-espécies de Homo erectus, ou um hominídeo desconhecido. Chamamos-lhe espécie ‘fantasma’ porque não temos os fósseis“, explica ainda este investigador.

Os cientistas calculam que o mais recente cruzamento entre espécies terá ocorrido há cerca de 150 mil anos, depois de cada uma delas ter divergido, em termos de evolução, há aproximadamente 1,5 a 2 milhões de anos.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nobel da Física diz que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra

Didier Queloz disse, este sábado, estar convencido de que o ser humano não está concebido para viver fora da Terra, razão pela qual está "zangado" com alguns argumentos do cofundador da Tesla, Elon Musk. Os suíços …

Ford está a reciclar palha de café do McDonald's. Quer transformá-la em peças de carro

https://vimeo.com/377768195 A Ford está a fabricar peças de carro através de palha de café reciclada do McDonald's. A iniciativa contribui para a redução da pegada ecológica e do desperdício alimentar. O combate às alterações climáticas cabe um …

Comité da ONU preocupado com condições das prisões em Portugal

As condições de detenção, a sobrelotação das prisões, o alegado uso da força e outros abusos contra pessoas pertencentes a grupos raciais e étnicos são as principais preocupações do Comité da ONU contra a Tortura …

Cientistas identificaram organismo que prospera ao comer meteoritos

O micróbio Metallosphaera sedula tem uma propensão para comer minerais. E não estamos a falar de granito ou giz, mas de rochas muito mais especiais como meteoritos. Segundo o Science Alert, uma equipa internacional de cientistas …

Médicos estrangeiros em Portugal atingem o valor mais alto da última década

O número de médicos estrangeiros registados em Portugal atingiu, em 2019, o valor mais elevado da última década, situando-se em 4192, mais 9,1% face a 2009, revelam dados da Ordem dos Médicos (OM). A maioria dos …

O único carro-avião do mundo vai ser vendido em leilão

O Taylor Aerocar, aquele que é o único carro-avião legalizado em todo o mundo, vai a leilão no início do próximo ano. Este modelo da marca data do ano de 1954. Se é um apaixonado por …

Marcha pelo Clima. Polícia espanhola deteve duas pessoas com facas e martelos

A Polícia Nacional de Espanha deteve, na sexta-feira, duas pessoas que pretendiam perturbar a manifestação pelo clima em Madrid, tendo apreendido vários materiais, como facas e martelos. Um homem e uma mulher foram detidos e enviados …

Reflexão, ritual ou mundo idealizado. Um Natal sem filmes, não é Natal

Se é daquelas pessoas que passa a noite da Natal com uma chávena na mão, meias nos pés e um filme na televisão, saiba que não está sozinho. Nesta altura do ano, os filmes tornam-se …

Musk ilibado depois de ter chamado "pedófilo" a mergulhador no resgate da gruta da Tailândia

O magnata fundador da Tesla, Elon Musk, foi absolvido na sexta-feira no processo por difamação movido pelo espeleólogo britânico Vernon Unsworth, que alegava ter sido chamado de pedófilo. Após cerca de uma hora de deliberações, o …

Luzes nas redes de pesca? Os golfinhos e as tartarugas agradecem

A implementação de luzes nas redes de pesca reduz a probabilidade de tartarugas marinhas e de golfinhos serem apanhados por acidente. Luzes LED nas redes de pesca eliminariam a "captura acidental" de tartarugas marinhas em mais …