Herói da II Guerra foi salvo pelas suas pernas de metal (e pelo inimigo de combate)

Devon S A (F/O), Royal Air Force / Wikimedia

Douglas Bader sentado no cockpit do seu Hawker Hurricane

Douglas Bader viu as suas pernas amputadas no final de 1931, após um acidente de aviação. O episódio, que podia ter transformado a sua vida num pesadelo, acabou por fazer do piloto um herói nacional. O amante de aviões acabou por ser reintegrado na RAF, e para surpresa de todos, as suas novas pernas acabaram por salvá-lo.

O acidente que vitimou Douglas Bader, piloto da Royal Air Force, deu-se enquanto realizava acrobacias no ar. De acordo com o site do museu da RAF, devido aos ferimentos, a sua perna direita foi amputada imediatamente, e a perna esquerda alguns dias depois.
Embora Bader quase tenha morrido dias após o acidente, a resiliência e a perseverança do jovem piloto impediram-no de ceder fatalmente.

A solução encontrada para Bader, passou por colocar próteses feitas em metal. A biografia de Bader – “Reach for the Sky” – retrata a sua teimosia em adaptar-se aos seus novos membros, mesmo com a dor que estes lhe causavam.

Seis meses após o acidente, Bader sentia-se apto a conduzir e até já tentava dançar.
Mas mais importante do que isso: mostrou-se capaz de voltar a pilotar um avião. Apesar de não ter sido reintegrado de imediato na RAF, o piloto conseguiu um emprego na Asiatic Petroleum Company.

Um desejo de guerra

Em 1939, Bader fez uma petição para voltar à RAF e à cabine de um avião de combate. Jill Lewis, cunhada de Bader, conta que o piloto estava ansioso por participar nos combates. “Eles vão precisar de mim agora”, conta Lewis aos jornalistas a reação de Bader, citada no documentário “Secret Mora: Douglas Bader”, de 1996.

Bader estava mais do que certo. A 3 de setembro de 1939, a Inglaterra declarou guerra à Alemanha. Cinco meses mais tarde, Bader estava a pilotar um icónico caça Spitfire, relata o Museu RAF.

Numa carta de 22 de setembro de 1939, o piloto William McKnight conta o sucesso da esquadrilha 242. “Conquistou uma das melhores reputações na Força Aérea”, escreveu o também piloto.

A carta de McKnight foi divulgada no meio da histórica Batalha da Grã-Bretanha, na qual a RAF derrotou a Força Aérea Alemã, e tornou os planos de Adolf Hitler de invadir a Grã-Bretanha, irrealistas. Bader foi considerado um dos heróis da batalha.

Na primavera de 1941, Bader e os aviões de combate estavam prontos para atacar os caças alemães. Mas, a 8 de agosto de 1941, o inesperado aconteceu – o avião do piloto inglês foi atingido em França durante uma missão. Os relatórios originais alegavam que o avião de Bader tinha colidido com um avião alemão acidentalmente, mas as investigações mais recentes dizem este que pode ter sido atingido por fogo inimigo.

O que não está em discussão é que Bader saltou, e as suas pernas artificiais de metal podem ter salvo a sua vida. A perna direita do piloto inglês ficou presa no seu caça Spitfire depois de ter sido atingido. O Museu RAF descreve a reação de Bader. “A minha perna direita já não estava comigo, o cinto de couro que me prendia rebentou com a pressão, e a perna, o Spitfire, e eu acabámos por nos separar”.

 

Nas mãos do inimigo

A luta de Bader no ar teve assim um fim. Foram os inimigos alemães, que, em terra, ajudaram o piloto a recuperar a perna artificial direita. Segundo o Museu da RAF, depois de a consertarem, devolveram-na a Bader enquanto este recuperava num hospital de prisioneiros de guerra em França.

De acordo com a CNN, Bader tornou-se numa lenda em Inglaterra, e ficou com a fama de ter abatido 22 aviões alemães. Um ano depois do final da II Guerra Mundial, o piloto deixou a RAF, voltando a trabalhar na Asiatic Petroleum Company.

O herói de guerra usou a sua história para ajudar e inspirar outras pessoas, e acabou por trabalhar com instituições de caridade como a Blesma – a associação britânica de veteranos sem membros – da qual se tornou membro e curador.

O ex-primeiro-ministro britânico David Cameron referiu-se a Bader como o herói da sua vida, numa entrevista que deu em 2016 à BBC History Magazine.”Não consigo pensar numa história de vida mais cheia de coragem e firmeza”, afirmou.

Apesar de todos os elogios e críticas, Bader resumiu a sua vida numa carta que foi dirigida a um fotógrafo da National Portrait Gallery da Grã-Bretanha. “Tive sorte na guerra, e fui muito falado por todos. Não porque fui melhor do que os outros, mas porque era o homem com pernas de metal“.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. ZAP, só um pequeno comentário à designação do aparelho.
    Supermarine é o fabricante do modelo Spitfire, que teve várias variantes, do Seafire e do Spitful.
    A designação deveria ser Supermarine Spitfire mas é apenas um pormenor numa história de vida bem interessante.

    • Obrigado pelo reparo. Optámos por simplesmente omitir o nome do fabricante, deixando apenas “spitfire”, como é tradicionalmente designado o caça.

RESPONDER

Pela primeira vez, Japão admite cancelar Jogos Olímpicos

O Japão admitiu pela primeira vez esta quinta-feira que o cancelamento dos Jogos Olímpicos, adiados desde o verão passado e com arranque marcado para 23 de julho, continua a ser uma hipótese em cima da …

Ataque de Sócrates ao PS é uma "tremenda injustiça". Costa não é um "traidor", diz Ana Catarina Mendes

A líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, criticou as declarações de José Sócrates que, em resposta a Fernando Medina, atacou a direção do partido. Em entrevista à TVI, na noite desta quarta-feira, José Sócrates respondeu …

Guardiola iguala recorde de Mourinho na Liga dos Campeões

Pep Guardiola igualou o recorde de presenças nas meias-finais da Liga dos Campeões. O espanhol tem agora as mesmas oito presenças de José Mourinho. Há muito tempo que Pep Guardiola enfrentava dificuldades nos quartos de final …

Responsável pela acusação da Operação Marquês fica fora da lista de promoções do MP

O procurador Rosário Teixeira, responsável pela acusação da Operação Marquês, não figura entre os candidatos da lista de promoções do Ministério Público — e já recorreu da decisão. O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) aprovou …

Investigação a ligações entre PJ e Doyen só ouviu 2 testemunhas antes de ser arquivada

A investigação a alegadas ligações entre um inspetor da PJ e representantes da Doyen, foi arquivada após apenas terem sido ouvidas duas testemunhas. A denúncia sobre estas alegadas ligações chegou da então eurodeputada Ana Gomes. Foi …

Depois de Benfica e Sporting, Beto também interessa ao FC Porto

Depois do interesse de Benfica e Sporting, o FC Porto também está atento a Beto, o avançado do Portimonense que tem dado cartas esta temporada. Se pensava que esta ia ser uma corrida de dois cavalos …

Depois de uma emergência a contragosto, decidem-se as medidas para a 3.ª fase do desconfinamento

Esta quinta-feira, o Conselho de Ministros decide se o desconfinamento avança na próxima segunda-feira. Em causa está o avanço da terceira fase como previsto, a estagnação dos concelhos de maior risco na segunda fase ou …

"O culpado sou eu". Abel Ferreira perde Supertaça sul-americana nos penáltis

O Palmeiras, de Abel Ferreira, falhou na quarta-feira a conquista da Supertaça sul-americana de futebol, ao perder com o Defensa y Justicia no desempate por grandes penalidades (3-4), depois do desaire por 2-1 nos 120 …

Podem ter sido encontradas as pegadas de Neandertal mais antigas da Europa

Há cerca de 100 mil anos, uma grande família de Neandertais caminhou ao longo de uma praia naquilo que hoje é o sul de Espanha. Tal como qualquer criança que se preze, os mais novos …

Biden e Merkel pedem a retirada de militares russos (mas já há navios dos EUA a caminho)

Um dia depois de a Rússia anunciar que estava a realizar "exercícios militares" perto da fronteira ucraniana, a Ucrânia indicou também estar a proceder a manobras militares. Joe Biden e Angela Merkel apelaram esta quarta-feira …