Com 13 anos, herdeira da Coroa de Espanha discursa pela primeira vez

Alberto Morante / EPA

O rei Filipe VI transmitiu esta sexta-feira à princesa Leonor o compromisso “pessoal e institucional” que possui como herdeira da Coroa na entrega dos Prémios Princesa de Astúrias 2019, cerimónia acompanhada no exterior por uma manifestação de protesto.

Felipe VI dirigiu-se à herdeira da Coroa para lhe recordar que a “obrigação” de servir Espanha e os espanhóis deve ser “o maior orgulho e a máxima honra” que possa alcançar e pedir-lhe que atue sempre “com o ânimo de esperança, com coragem e com valentia; crescendo em responsabilidade, em bondade e em exemplaridade”.

O rei disse ainda que a princesa herdeira deverá ser “dia a dia uma referência de serviço” para o país e um mundo onde “inevitavelmente” encontrará “desencontros e incertezas”.

Na sua intervenção, o primeiro discurso que pronunciou enquanto futuras rainha, a princesa Leonor afirmou que a sua condição de herdeira a “compromete com a entrega e o esforço de servir Espanha e os espanhóis”, um desafio que assume com “responsabilidade” e “muita honra”.

Leonor de Bourbon interveio pela primeira vez na cerimónia de entrega dos Prémios Princesa de Astúrias no Teatro Campoamor de Oviedo, juntamente com os reis e a sua irmã, a infanta Sofia, num momento que considerou “inolvidável”.

Hoje é um dia muito importante na minha vida e que aguardei com muito desejo”, afirmou a princesa, que pronunciou a sua primeira alocução com 13 anos, a mesma idade com que se estreou o seu pai, Filipe VI, em 1981, no mesmo local.

No exterior do Teatro, cerca de 500 pessoas, segundo a agência noticiosa Efe, concentraram-se na praça de La Escandalera de Oviedo para rejeitar os Prémios Princesa de Astúrias 2019, um protesto acompanhado por bandeiras e cartazes favoráveis à República e críticas às autoridades e galardoados.

“República Asturiana. Lutando pela soberania” foram algumas das frases inscritas nos cartazes, e enquanto erguiam bandeiras republicanas e independentistas. A poucos metros, outro grupo elogiava a monarquia, com as bandeiras de Espanha.

// Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Porque será que os independentistas e os republicanos não se juntam em partidos e se sujeitam a plesbicito? Porque sabem que nunca ganharão quaisquer eleições e, assim, preferem a revolta e o golpe de estado como foi o caso de Portugal, Brasil e outros?

    • Eh lá… onde tens andado nas ultimas décadas?!
      Sinceramente, fiquei sem perceber se o teu comentário é irónico ou se estás mesmo a falar a sério… espero que seja a primeira!…
      Não há partidos independentistas e republicanos em Espanha?!
      “Porque sabem que nunca ganharão quaisquer eleições”?!
      O quê?!..
      Pois “nunca ganharão”… por isso é que no Parlamento da Catalunha, os independentes “só” estão em maioria há muitos anos e, no referendo “ilegal” de 2017 sobre a independência, o SIM ganhou com 90%!!
      E, porque não se sujeita o Reino de Espanha a um referendo para saber a vontade dos catalães?!
      Pois…
      .
      Já agora, porque há uma “herdeira” à Coroa?!
      Porque não se sujeita a Coroa a votos?!
      Pois…

      • Estou a falar a sério. Se há partidos republicanos (pelo menos um), então nunca ganharam as eleições legislativas. Não ouço os partidos nacionais a questionarem a monarquia. Para que há de a coroa sujeitar-se a votos se apenas tem um papel representativo? Para quê gastar dinheiro em mais eleições se não tem poder legislativo, nem executivo, muito menos judicial. Por falar em judicial, porque não se sujeita, em Portugal, o Procurador Geral da República a votos? Afinal não é o Ministério Público que representa os interesses do povo? Além disso, se o Chefe de Estado representa o país, então é um símbolo do país. Deve-se mudar de símbolo de 4 em 4 anos? Isso ajuda à estabilidade do Estado?
        Pense nos países mais progressistas da Europa. São repúblicas? E Canadá, Austrália, Japão, Nova Zelândia?

  2. Ui… que confusão para aí vai…
    Estás a baralhar tudo!…
    “Se há partidos republicanos (pelo menos um), então nunca ganharam as eleições legislativas”
    Se há? 1?
    A Izquierda Unida é um partido nacional e sempre foi republicano e há muitos partidos republicanos regionais!!
    Nunca ganharam eleições legislativas (nacionais) porque normalmente são isso mesmo: regionais!!
    E sendo boa parte deles independentistas, só tem representação na sua região e, como é óbvio, não tem votos (ou sequer concorrem) no resto de Espanha!!
    “Não ouço os partidos nacionais a questionarem a monarquia”
    Não? Ou andas muito distraído, ou não conheces nada sobre a realidade espanhola!…
    O Podemos ainda há pouco falou num referendo à monarquia e a Izquierda Unida sempre pediu a abolição da monarquia.
    Ouve-se isso agora muito bem isso na Catalunha!…
    E na população espanhola em geral:
    “Espanha. Seis em cada dez querem referendo à monarquia”
    expresso.pt/internacional/2019-01-06-Espanha.-Seis-em-cada-dez-querem-referendo-a-monarquia
    .
    Essa teoria dos países progressistas (o que quer que isso seja!) serem monarquias não tem ponta por onde se lhe peque até porque a “realeza” só serve para enfeitar (e para fazer cenas, como acontece frequentemente na Espanha ou no RU) e não tem qualquer poder ou relevância na gestão dos países!!
    Aposto que se o povo desses países fosse agora a escolher pela primeira vez (do “zero”), nenhum escolheria ser representado por um palerma qualquer que não foi eleito e que tem mais direitos do que o resto do povo, só porque nasceu em determinada família.
    Além de que isso é anti-democrático e vai contra a declaração universal dos direitos humanos…
    Eu sou a favor da monarquia, desde que seja eu o rei!!
    Isto sem esquecer que há países monárquicos que são atrasados (Brunei, Cambodja, etc) ou até ditaduras radicais (como a Arábia Saudita, Qatar, Emirados, etc).
    Se o Canada, Austrália e Nova Zelândia são monarquias, gostava de saber quem é o rei/rainha, família real, príncipes, palácios, etc, etc…

RESPONDER

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …