Helicóptero de combate a incêndios despenhou-se a perseguir incendiários

Nuno André Ferreira / Lusa

Helicóptero Kamov Ka-32A-11BC da frota da Protecção Civil no combate a um incêndio

O helicóptero que caiu na zona de Arcos de Valdevez, distrito de Viana do Castelo, em Agosto de 2015, estava em plena perseguição a dois alegados incendiários, concluiu o relatório do acidente com a aeronave que levava cinco tripulantes a bordo.

O relatório do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAAF) com as conclusões da análise às circunstâncias da queda do helicóptero foi divulgado nesta semana no site da entidade.

Já se sabia que a análise ao acidente que aconteceu a 8 de Agosto de 2015, perto do Lugar do Côto, no concelho de Arcos de Valdevez, determinou responsabilidades do piloto pela queda. E agora fica a saber-se que a tentativa de aterragem falhada se deveu à intenção de perseguir dois alegados incendiários.

O relatório refere que quando o helicóptero regressava do Centro de Meios Aéreos de Arcos de Valdevez, após completar uma missão de combate a incêndio, os cinco militares da GNR que iam na aeronave viram “dois homens” que acharam serem os responsáveis pelo fogo que ardia na zona.

Após uma “rápida conversa”, o piloto resolveu aterrar o helicóptero para se proceder à perseguição dos dois suspeitos.

“Na manobra de aproximação e aterragem, o piloto perdeu o controlo da aeronave, embatendo com intensidade no solo e causando danos estruturais significativos” ao helicóptero, sustenta o relatório, apontando que o condutor do veículo “não teve em consideração o facto de estar a aterrar na região de sotavento da montanha, que estaria a ser afectada por vento turbulento e rajadas descendentes“.

Assim, o GPIAAF conclui que foi “a ineficaz ou inexistente análise de risco por parte do piloto na execução da manobra de aproximação e aterragem não planeada” que causou o acidente.

O relatório também nota a fadiga do piloto como causa, realçando que o homem de 30 anos estava a trabalhar há oito horas seguidas, “seis delas como tempo de voo efectivo, não tendo feito paragem no período de almoço às 13h30, como previsto, dado que, após aterrar, teve indicações para descolar novamente para uma nova missão”.

“A reduzida performance do piloto é consistente com os efeitos de fadiga, limitando a habilidade deste para realizar uma análise adequada dos riscos”, constata o documento.

O acidente não teve consequências graves, além dos estragos no helicóptero, e só o piloto e um militar da GNR sofreram ferimentos ligeiros.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Vai ser possível ver auroras boreais a partir de um balão de ar quente

A agência Off The Map Travel vai lançar em dezembro de 2020 o primeiro balão de ar quente. O objetivo é levá-lo a ver auroras boreais do céu. As auroras boreais são já um verdadeiro espetáculo …

Nova tecnologia militar aquece as mãos em temperaturas negativas sem luvas

Cientistas do exército norte-americano criaram uma tecnologia capaz de aquecer as mãos dos soldados em baixas temperaturas sem serem necessárias luvas. Se completar uma tarefa do dia-a-dia com luvas pode revelar-se complicado, imagine-se tentar recarregar uma …

Os animais começaram a fazer sons para poderem conversar no escuro

O reino animal está cheio de diferentes vocalizações. A produção sonora apareceu há entre 100 milhões e 200 milhões de anos e a sua origem está fortemente ligada à vida no escuro. Os vertebrados são animais …

O novo líder do CDS reclama uma nova direita (e quer um partido "sexy")

Francisco Rodrigues dos Santos sagrou-se este domingo o 10º presidente do CDS, reclamando no seu discurso de vitória a herança de todos os seus antecessores, desde o fundador, Freitas do Amaral, a Assunção Cristas. O tom …

Paços 0 - 2 Benfica | “Águia” não vacila e passa pressão

O Benfica foi a Paços de Ferreira vencer por 2-0, colocando pressão sobre o FC Porto, segundo classificado, que na próxima terça-feira recebe o Gil Vicente. A formação “encarnada” foi superior na maioria dos principais momentos …

Governo reabre processo para corrigir mapa das freguesias

O Governo reabriu o processo para a correção ao mapa de freguesias, num compromisso com as associações de municípios e de freguesias, anunciou o secretário de Estado da Descentralização e Administração Local, Jorge Botelho. “Iremos retomar …

Google cria modelo de cérebro mais detalhado (e com maior resolução) de sempre

A recriação 3D do cérebro de uma mosca da fruta - que mostra 20 milhões de sinapses e 25 mil neurónios - é a que tem a maior resolução até ao momento. Uma equipa de …

Morreu Kobe Bryant, uma das maiores estrelas de sempre da NBA

Kobe Bryant, um dos maiores basquetebolistas de sempre, morreu na manhã deste domingo em Calabasas, Califórnia, num desastre de helicóptero. De acordo com a TMZ, Bryant viajava com, pelo menos, três outras pessoas num helicóptero privado, …

Há seis queixas de violência policial por semana

Em Portugal, são apresentadas em média seis queixas semanais por violência policial, escreve o semanário Expresso na sua edição deste fim-de-semana, citando os dados mais recentes da Procuradoria-Geral da República. De acordo com os números, relativos …

CRISPR tornou galinhas resistentes a um vírus comum

A técnica de edição genética CRISPR tem sido usada para tornar as galinhas resistentes a um vírus comum, uma abordagem que poderia aumentar a produção de ovos e de carne em todo o mundo. Mesmo quando …