Helicóptero de combate a incêndios despenhou-se a perseguir incendiários

Nuno André Ferreira / Lusa

Helicóptero Kamov Ka-32A-11BC da frota da Protecção Civil no combate a um incêndio

O helicóptero que caiu na zona de Arcos de Valdevez, distrito de Viana do Castelo, em Agosto de 2015, estava em plena perseguição a dois alegados incendiários, concluiu o relatório do acidente com a aeronave que levava cinco tripulantes a bordo.

O relatório do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAAF) com as conclusões da análise às circunstâncias da queda do helicóptero foi divulgado nesta semana no site da entidade.

Já se sabia que a análise ao acidente que aconteceu a 8 de Agosto de 2015, perto do Lugar do Côto, no concelho de Arcos de Valdevez, determinou responsabilidades do piloto pela queda. E agora fica a saber-se que a tentativa de aterragem falhada se deveu à intenção de perseguir dois alegados incendiários.

O relatório refere que quando o helicóptero regressava do Centro de Meios Aéreos de Arcos de Valdevez, após completar uma missão de combate a incêndio, os cinco militares da GNR que iam na aeronave viram “dois homens” que acharam serem os responsáveis pelo fogo que ardia na zona.

Após uma “rápida conversa”, o piloto resolveu aterrar o helicóptero para se proceder à perseguição dos dois suspeitos.

“Na manobra de aproximação e aterragem, o piloto perdeu o controlo da aeronave, embatendo com intensidade no solo e causando danos estruturais significativos” ao helicóptero, sustenta o relatório, apontando que o condutor do veículo “não teve em consideração o facto de estar a aterrar na região de sotavento da montanha, que estaria a ser afectada por vento turbulento e rajadas descendentes“.

Assim, o GPIAAF conclui que foi “a ineficaz ou inexistente análise de risco por parte do piloto na execução da manobra de aproximação e aterragem não planeada” que causou o acidente.

O relatório também nota a fadiga do piloto como causa, realçando que o homem de 30 anos estava a trabalhar há oito horas seguidas, “seis delas como tempo de voo efectivo, não tendo feito paragem no período de almoço às 13h30, como previsto, dado que, após aterrar, teve indicações para descolar novamente para uma nova missão”.

“A reduzida performance do piloto é consistente com os efeitos de fadiga, limitando a habilidade deste para realizar uma análise adequada dos riscos”, constata o documento.

O acidente não teve consequências graves, além dos estragos no helicóptero, e só o piloto e um militar da GNR sofreram ferimentos ligeiros.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

João Leão infetado com covid-19

João Leão, ministro das Finanças, testou positivo à covid-19. O governante encontra-se assintomático e em confinamento domiciliário. O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, testou positivo à covid-19. A informação foi adiantada este sábado …

Ricardo Salgado quer anular multa de 75 mil euros

A defesa de Ricardo Salgado recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça para tentar anular uma decisão do Tribunal da Relação de Lisboa que confirmou uma multa de 75 mil do Banco de Portugal por causa …

Portugueses começam a votar nas Presidenciais este domingo. Há 246 mil inscritos

Os portugueses começam a votar já neste domingo, uma semana antes das eleições Presidenciais de 24 de janeiro, no chamado voto antecipado em mobilidade para que se inscreveram mais de 246 mil eleitores. As europeias e …

Maduro ofereceu oxigénio ao Amazonas (quando há venezuelanos a morrerem por falta dele)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ofereceu oxigénio hospitalar ao Estado do Amazonas, no Brasil, para ajudar a combater a falta deste gás devido ao elevado número de casos de covid-19. Uma generosidade que está …

Pior dia da pandemia. Portugal regista 10.947 infetados e 166 mortos em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, este sábado, Portugal atingiu dois recordes num só dia. Portugal voltou a registar um novo máximo este sábado, no dia dois do novo confinamento. Nas últimas …

Vírus duplica incidência em Espanha. Já provocou quase 2.500 mortos em 2021

Nos primeiros 15 dias de 2021, o número de infeções por covid-19 duplicaram em Espanha, com mais 300 mil novos contágios e 2.477 mortes, segundo números das autoridades sanitárias. Espanha começou o ano de 2021 com …

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …

"Não há vagas". Ambulâncias fazem fila à porta dos hospitais (até parece Itália em Março)

Os engarrafamentos de ambulâncias à entrada das urgências dos Hospitais de Torres Vedras e de Santa Maria, em Lisboa, ilustram a gravidade do que está a acontecer no Serviço Nacional de Saúde (SNS) com o …