CDS-PP: Hélder Amaral diz adeus ao Parlamento e abandona cargos políticos

Hélder Amaral / Facebook

Hélder Amaral, deputado do CDS-PP

Na sequência dos resultados eleitorais deste domingo, Hélder Amaral, cabeça de lista do CDS por Viseu, decidiu abandonar todos os cargos políticos a nível nacional e distrital.

O cabeça de lista do CDS-PP pelo distrito de Viseu, Hélder Amaral, decidiu abandonar todos os cargos políticos a nível nacional e distrital, na sequência dos resultados eleitorais deste domingo.

O PSD e o PS conseguiram no domingo eleger quatro deputados cada em Viseu, enquanto o CDS-PP perdeu o seu representante, ao ser a quarta força política mais votada neste círculo eleitoral.

Nas legislativas de 2015, a coligação Portugal à Frente tinha conseguido eleger seis deputados (cinco do PSD e um do CDS-PP), o que levou o líder da distrital do CDS-PP, Hélder Amaral, até ao Parlamento.

Hélder Amaral considerou que a sua responsabilidade pelo resultado abaixo das expectativas é igual à de Assunção Cristas e dos restantes colegas de partido não eleitos.

“Como tal, a minha decisão só poderia ser esta. Todos aqueles que me conhecem sabem que nunca abandono os meus amigos e acompanho-os nas horas boas e nas mais difíceis”, disse, justificando assim o abandono dos cargos que ocupava a nível nacional na estrutura do partido e daqueles para os quais foi eleito como representante do CDS no distrito.

No entender de Hélder Amaral, “agora, é hora de repensar o futuro do CDS-PP, mas também de trabalhar para a refundação do espaço do centro-direita em Portugal”.

Apesar de, durante o período oficial de campanha, Assunção Cristas ter apostado em fazer passar a caravana do partido por Viseu, onde Hélder Amaral se recandidatou, o CDS não foi além dos 5,89% dos votos, ficando atrás do Bloco de Esquerda, que obteve 7,86% dos votos – uma percentagem superior à conseguida em 2015 (6,72%), mas insuficiente para conseguir um deputado.

Durante a campanha, o presidente do PSD, Rui Rio, tinha deixado o desejo de ver renascer o “cavaquistão”, num distrito que deu grandes vitórias ao partido no tempo de Cavaco Silva. O PSD acabou por ser a força política mais votada, com 36,26% dos votos, mas seguida de perto pelo PS, com 35,35% dos votos, o que levou à conquista do mesmo número de deputados.

Em 2015, a coligação Portugal à Frente tinha obtido 51,05% dos votos (seis deputados) e o PS 29,65% (três deputados).

Depois das eleições de domingo, o círculo eleitoral de Viseu passará a ser representado por Fernando Ruas, Pedro Alves, Carla Antunes Borges e José Lima Costa, do PSD, e por João Azevedo, Lúcia Araújo Silva, João Paulo Rebelo e José Rui Cruz, do PS.

Comparando com o número de eleitores das últimas legislativas, Viseu perdeu perto de 24 mil eleitores, o que levou à redução de nove para oito mandatos de deputado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

    • Este também é comentador de futebol?
      Só podia…
      Antes eram quase todos advogados; agora são pregadores/comentadores dessa religião chamada futebol!…

  1. Que pena..o que o país perdeu!!Tinha horror a pobres !Na freguesia ninguém gostava dele!Enquanto andei a estudar,trabalhou sempre na antiga agência de viagens “Novo Mundo”!Agora parece que é doutor …!
    Começou por colar cartazes do partido..depois..depois…

RESPONDER

Hotéis já podem ser usados como escritórios e centros de dia

Os estabelecimentos hoteleiros, de turismo de habitação e resorts já estão autorizados a serem temporariamente usados como escritórios, showrooms e centros de dia, segundo o decreto-lei publicado em Diário da República. O diploma publicado no domingo, …

Bolsonaro critica "ataques injustificados" sobre a desflorestação da Amazónia

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, considerou durante a cimeira virtual do G20, que as críticas sobre o aumento da desflorestação são "ataques injustificados" e "demagógicos" que surgem de países "menos competitivos". “Eu apresento factos, dados …

Dois novos casos de legionella diagnosticados no Grande Porto

Mais duas pessoas foram diagnosticadas com legionella, esta segunda-feira, na região do Grande Porto, elevando para 87 o número de casos identificados desde o início do surto. Fonte da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-Norte) …

Reformaram-se 1.649 professores este ano. É o valor mais alto desde 2013

Este ano, reformaram-se mais 1.649 professores em Portugal continental. É o valor mais alto dos últimos sete anos. De acordo com o Correio da Manhã, entre janeiro e dezembro deste ano, aposentaram-se 1.649 professores em Portugal …

Já foram assassinadas 30 mulheres este ano, metade por violência doméstica

O Observatório das Mulheres Assassinadas (OMA) contabilizou 30 mulheres assassinadas entre 1 de janeiro e o dia 15 de novembro, 16 das quais em contexto de relações de intimidade, um valor abaixo das 21 registadas …

Netanyahu terá visitado Arábia Saudita (e reunido com Mike Pompeo e o príncipe herdeiro em segredo)

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, terá viajado no domingo em segredo à Arábia Saudita para se encontrar com o príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman, divulgaram esta segunda-feira vários meios de comunicação de Israel. De acordo …

Arguidos no processo da queda da árvore na Madeira vão a julgamento

O Tribunal da Comarca da Madeira decidiu, esta segunda-feira, após a fase de instrução, levar a julgamento os dois arguidos no caso da queda da árvore no Funchal que, em agosto de 2017, provocou a …

Ausência de máscara na via pública dá multa a pelo menos 7 pessoas por dia

Entre 28 de outubro e 16 de novembro, a GNR e a PSP aplicaram 825 coimas por incumprimento relativo ao uso de máscara, sendo que mais de 130 foram por falta dela na via pública. De …

França cria "crime de ecocídio" para punir danos graves ao ambiente

A ministra da Transição Ecológica, Barbara Pompili, e o ministro da Justiça de França, Eric Dupont-Moretti, anunciaram a criação do "crime de ecocídio", que visa prevenir e punir os danos graves ao ambiente. Ao Journal du Dimanche, explicaram …

BCE reitera que retoma económica só em 2022 (e "enfraquecida")

Para Philip Lane, economista-chefe do Banco Central Europeu, a vacina traz uma perspetiva para o final do próximo ano e para 2022, mas não para os próximos seis meses. O economista-chefe do Banco Central Europeu (BCE), …