Heather quase morreu 10 vezes para curar a depressão

Quando Heather B. Armstrong concordou em fazer uma terapia experimental para tratar a depressão, já não tinha esperança. Ela sofreu durante 18 meses com um ataque de depressão resistente ao tratamento.

Todos os dias, apenas para funcionar, a norte-americana lutava contra os pensamentos contínuos de “não querer mais estar viva”. A terapia experimental em que concordou participar não parecia real.

Durante dez sessões, ao longo de três semanas, Heather ia a uma clínica em que permitia que o cérebro chegasse o mais perto possível da morte, enquanto ainda respirava. Nas suas palavras, citada pela Forbes, ela teria de passar por “dez rodadas de morte”.

A história é contada no seu novo livro “The Valedictorian of Being Dead: The True Story of Dying Ten Times to Live”, que reconta o que a levou ao extremo e a sua experiência nessa jornada.

A terapia envolve uma injeção com um potente anestésico de ação curta chamado Propofol para induzir um coma quase morte cerebral durante cerca de 15 minutos. O objetivo é aliviar os sintomas da depressão através de algo chamado “supressão de explosão” – acalmando a atividade elétrica do cérebro para uma linha reta e, em seguida, trazendo a pessoa de volta.

“Silenciar é uma maneira educada de dizer reduzir a zero”, escreve Heather no livro. Anestesistas referem-se a este coma induzido como “o abismo”.

O tratamento tem algumas semelhanças com a Terapia Eltroconvulsiva (ECT), na qual choques elétricos são administrados ao cérebro enquanto o paciente está sob anestesia, desencadeando pequenas convulsões na esperança de redefinir a química do cérebro. Mas, neste caso, não são utilizados choques elétricos, apenas a anestesia e uma dose do opióide fentanil para neutralizar as fortes dores de cabeça.

Antes de cada tratamento, Heather respondeu a uma série de questões destinadas a avaliar o seu nível de depressão – cobrindo a autoperceção, sentimentos de idealização suicida e outras áreas. As respostas às perguntas, e como mudaram ao longo do estudo, transmitem uma parte significativa de uma história positiva em última análise.

Os investigadores do Instituto de Neuropsiquiatria da Universidade de Utah que conduziram o estudo contribuem com uma quantidade razoável para o livro, fornecendo insights sobre como a forma de terapia pode um dia ser uma opção viável para muitas pessoas que de outra forma esgotaram as suas opções.

Das dez pessoas que participaram do primeiro estudo, os investigadores disseram que seis tiveram resultados positivos. Por enquanto, no entanto, a terapia permanece experimental e ainda não está pronta para uso.

“Este estudo pode ser o começo de algo novo”, disse Brian J. Mickey, da UNI. “Mas os verdadeiros benefícios do Propofol para a depressão resistente ao tratamento permanecem desconhecidos. Muito trabalho ainda precisa de ser feito”.

A depressão resistente ao tratamento afeta cerca de 30% dos portadores de depressão. Sem um meio eficaz de administrar o distúrbio, as crises de depressão podem durar um ano ou mais, muitas vezes com idealização suicida – que, muitas vezes, passa para a ação.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Banco Alimentar recolhe 1.605 toneladas de alimentos no fim de semana

O Banco Alimentar contra a Fome recolheu 1.605 toneladas de alimentos durante o fim de semana da campanha nacional que decorreu em mais de duas mil superfícies comerciais, anunciou a presidente do Banco Alimentar contra …

Sérgio Conceição apontado à Lazio

A imprensa italiana aponta esta segunda-feira o treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, à Lazio. O técnico português, recorde-se, passou pelo emblema italiano em duas ocasiões como jogador de futebol. O jornal italiano Il Messaggero adianta …

Filial portuguesa de multinacional alemã envolvida em subornos em Angola

A sucursal portuguesa em Angola da multinacional alemã Fresenius Medical Care, que actua na área médica, esteve envolvida num esquema de pagamento de subornos a médicos e militares angolanos que renderam 124 milhões de euros …

CGD acaba com empresa que criou há quase 20 anos com a PT

Criada há quase 20 anos pela Caixa Geral de Depósitos (CGD) e pela Portugal Telecom (PT), a Caixanet foi liquidada no início deste ano, bem como a Caixa Tec e a Sogrupo, duas outras empresas …

MB Way. Bancos "fecham" aplicação para cobrar comissões diferenciadas nas transferências

Em pleno arranque do 'open banking', os bancos estão a substituir a aplicação MB Way por soluções próprias que "amarram" os clientes, com o propósito de cobrar comissões diferenciadas nas transferências através do telemóvel. Segundo noticiou …

A abstenção venceu. É a mais alta de sempre

A abstenção foi a grande figura das eleições europeias deste domingo, tendo 68,7% dos portugueses optado por não votar. A abstenção em Portugal voltou a atingir um novo recorde, enquanto que a taxa de participação …

Neurocirurgia do Hospital de São João deixa os contentores ao fim de 12 anos

O novo serviço de neurocirurgia do Hospital de S. João, no Porto, está a funcionar desde este sábado. Ao fim de 12 anos, os serviços de neurocirurgia do Hospital de S. João, no Porto, deixaram de …

Derrota histórica para o PSD. O PS resiste, o Bloco chega-se à frente e o PAN estreia-se

A derrota do PSD, com uma desvantagem de mais de 10 pontos percentuais sobre o PS que foi o vencedor da noite eleitoral, o reforço do Bloco de Esquerda como a terceira força política e …

Sindicalista que parou o país vai representar seguranças privados

O vice-presidente do Sindicato Nacional de Motoristas e Matérias Perigosas (SNMMP), Pedro Pardal Henriques, vai acumular este cargo com a vice-presidência de um outro sindicato, o Sindicato de Segurança e Vigilantes de Portugal (SSVP), que …

Uber, táxis e Tuk-Tuk vão estar na mira da GNR

Os Ubers, táxis e Tuk-Tuk vão estar na mira da GNR que inicia, esta segunda-feira, uma operação de fiscalização intensiva aos transportes individuais de passageiros em todo o país. A fiscalização do licenciamento e a certificação …