Harley-Davidson rende-se à Europa e transfere parte da produção para fora dos EUA

Um jogo de cintura para fugir às taxas alfandegárias impostas pela UE. A Harley-Davidson estima que as tarifas impostas prejudiquem o seu negócio, traduzindo-se num custo adicional de 2.200 dólares, cerca de 1.884 euros, por cada mota exportada. Assim, vai transferir parte da produção para a Europa.

Esta segunda-feira, a famosa fabricante de motas Harley-Davidson anunciou que vai transferir parte da sua produção dos Estados Unidos para outros países, a fim de evitar as tarifas impostas pela União Europeia, ma disputa entre a Casa Branca e a Europa que está a ameaçar as vendas internacionais da empresa.

Em retaliação às tarifas impostas pelo Governo dos Estados Unidos sobre o aço e o alumínio, a União Europeia impôs tarifas este mês a uma longa lista de exportações americanas politicamente sensíveis, incluindo motociclos. A empresa estima que esta nova taxa irá custar-lhe entre 90 a 100 milhões de dólares por ano, cerca de 77 a 86 milhões de euros.

Num comunicado, a Harley-Davidson, sediada em Wisconsin, informou ao regulador que a tarifa de 25% irá traduzir-se num custo adicional de 2.200 dólares por cada mota exportada dos Estados Unidos para a União Europeia, que a empresa não quer refletir no preço final a pagar pelo consumidor, avança o Jornal de Negócios.

Até ao final deste ano, o impacto das tarifas nas contas da fabricante será de 30 a 45 milhões de dólares. Segundo a Slate, a tarifas sobre as motas aumentaram de 6% para 31%. Para contornar este problema, a empresa irá transferir parte da sua produção para a Europa nos próximos 9 a 18 meses.

“A Harley-Davidson acredita que o tremendo aumento dos custos, se passado para os revendedores e clientes de retalho, terá um impacto negativo, imediato e duradouro, no negócio nessa região”, refere a empresa, no comunicado citado pela Reuters.

A Europa é o segundo maior mercado da empresa. No ano passado, a Harley-Davidson vendeu quase 40 mil motas na Europa, que representaram 14% das vendas totais.

Ainda assim, a fabricante de motas tem feito muitos esforços para aumentar as suas vendas no exterior, para evoluir dos atuais 43% do volume total para 50%. Depois de as suas vendas para o exterior terem caído para o valor mais baixo dos últimos seis anos, a empresa anunciou o encerramento da sua unidade de produção em Kansas City, Missouri.

A Harley-Davidson não adiantou, porém, se os seus funcionários vão perder o seu emprego. No entanto, quer a transferência leve a cortes de empregos ou não, a “icónica marca americana movimenta a fabricação no exterior” não é o tipo de manchete que o Governo de Trump espera que as suas agressivas táticas comerciais gerem.

Harley-Davidson rendeu-se à Europa, acusa Trump

Também esta segunda-feira, o Presidente norte-americano pronunciou-se sobre este assunto, criticando a decisão da fabricante Harley-Davidson de transferir uma parte da sua produção para a Europa, avançou a Renascença.

“Surpreendido”, Donald Trump acusa a empresa que é um dos símbolos dos Estados Unidos de ter sido a primeira “a acenar com a Bandeira Branca“. “Eu lutei arduamente por eles e, no final de contas, não vão pagar tarifas na União Europeia”, disse no Twitter.

As tarifas são apenas uma desculpa para a Harley. Tenham paciência.”

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Essa fábrica da Harley que irá fechar é o 5º maior empregador de Kansas City. Com esta deslocalização, 637 empregados irão para o olho da rua! De facto, o Trump é um líder genial!!!

RESPONDER

"Será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na região de Lisboa

O presidente da Associação dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, considerou que "será difícil não voltar a adiar a abertura" dos centros comerciais na Grande Lisboa, tendo em conta os números da região nos …

Atraso na partilha de informação. Responsáveis da OMS recusam responder a perguntas sobre China

Os mais altos responsáveis da Organização Mundial de Saúde (OMS) recusaram-se esta quarta-feira a responder diretamente a perguntas sobre um atraso da China na partilha do mapa genético do novo coronavírus com a agência. Três perguntas …

Espanha reabre fronteiras a 22 de junho. Portugal diz que ainda não há uma decisão tomada

Espanha vai reabrir as fronteiras com Portugal e França a 22 de junho. O país tinha planeado abrir as fronteiras ao turismo estrangeiro a 1 de julho, mas decidiu adiantar a data. Porém, Portugal diz …

Conceição critica arbitragem, mas em Espanha fala-se de penálti de Pepe "que roça o escândalo"

Os 'dragões' perderam no primeiro jogo após a retoma do campeonato. Sérgio Conceição deixou críticas à arbitragem, mas em Espanha fala-se de um penálti escandaloso... de Pepe. O FC Porto ficou com a liderança da I …

Redução do IVA, abono para crianças e incentivos para comprar elétricos. O plano de 130 mil milhões de Merkel

A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou esta quinta-feira um pacote de estímulo de 130 mil milhões de euros para este ano e 2021, para impulsionar a economia do país, duramente atingida pela pandemia de covid-19. Entre …

De Jorge Jesus a Bruno de Carvalho. Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades

O português Rui Pinto terá espiado 72 pessoas e entidades, acusa o Tribunal da Relação de Lisboa. A defesa do denunciante criticou a manutenção da prisão preventiva. De acordo com o acórdão do Tribunal da Relação …

Empresas podem manter lay-off até ao fim de setembro. Trabalhadores podem receber 85% do salário

Os traços gerais do plano do Governo para a retoma da economia e para tentar travar a escalada do desemprego foram apresentados aos parceiros sociais, esta terça-feira, por Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade …

O próximo Wolves? Charlton pode tornar-se "português"

O consórcio português Corporate Football Organisation Portugal (CFO), liderado por Fernando Côrte-Real, está a estudar a compra do Charlton, clube que milita no Championship, o segundo escalão inglês. "A CFO Portugal já existe há pelo menos …

PJ prossegue investigação e confirma envolvimento de alemão no desaparecimento de Maddie

A Polícia Judiciária adiantou esta quarta-feira que prosseguem em Portugal diligências no âmbito da investigação ao desaparecimento da criança inglesa Madeleine McCann, no Algarve, em 2007, confirmando as suspeitas de envolvimento de um cidadão alemão …

Benfica critica presença de Rui Moreira na lista de Pinto da Costa

O diretor de comunicação do SL Benfica, Luís Bernardo, criticou, esta quarta-feira, a presença de Rui Moreira na lista de Pinto da Costa às eleições para a presidência do FC Porto. "Já não bastava o nível …