Cientistas criam um novo superdiamante que destrói qualquer material terrestre

Um grupo de cientistas australianos acaba de sintetizar um novo tipo de diamante que é mais duro do que os diamantes normais e é capaz de cortar qualquer coisa.

Os investigadores usaram uma bigorna de diamante, um aparelho usado para criar pressões muito altas, para sintetizar uma Lonsdaleíta, um polimorfo hexagonal de carbono encontrado em meteoritos.

“A estrutura hexagonal dos átomos destes diamantes torna-os muito mais duros do que os diamantes convencionais, que têm uma estrutura cúbica”, disse Jodie Bradby, professora na Universidade Nacional Australiana.

“Conseguimos produzi-los em nanoescala, e isto é entusiasmante porque geralmente, quando se trata destes materiais, menor significa mais forte”, adiantou.

O primeiro cristal de Lonsdaleíta conhecido foi encontrado na cratera de impacto de um meteorito Canyon Diablo, nos EUA, em 1967.

O diamante hexagonal terá surgido devido à má formação de um diamante normal – em vez de formar cubos, formou hexágonos. Esta mudança foi causada pelo calor extremo e pela pressão que o meteorito sofreu ao atingir a Terra.

Universidade Nacional Australiana

O diamante hexagonal é capaz de atravessar qualquer superfície

A Lonsdaleíta já foi sido criada em laboratório, mas para imitar as condições da queda do meteorito, foi preciso expor o carbono a mais de 1.000ºC.

De acordo com o estudo publicado na Nature, os cientistas australianos conseguiram criar um diamante hexagonal 58% mais duro que o diamante comum, a apenas 400°C.

Os investigadores pretendem usar o novo diamante na exploração de minas, devido à sua capacidade de perfurar todos os materiais conhecidos.

“Este diamante não vai ser usado em nenhum anel de casamento. É mais provável que o usemos em minas. Onde quer que seja necessário um material super duro para cortar alguma coisa, este novo diamante tem o potencial para o fazer mais facilmente”, afirmou a cientista.

BZR, ZAP

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Só não entendo uma coisa, já se criam diamantes em laboratório que só vão servir para perfurar minas e outros objetos? Não se podia, com este recurso, terminar com o comércio assente em trabalho escravo para encontrar diamantes? Ou estes só tem valor, se a sua proveniência for a exploração da condição humana?

  2. Não termina o comércio existente pois os diamantes artificiais ou sintéticos não são iguais aos existentes na natureza… embora tenham características semelhantes que lhes permitem o seu uso económico na industria, não tem o valor que o “verdadeiro” ainda possui (perfeição, aspecto e o facto de ter levado milhões de anos a ser formado…). A questão da exploração humana é outro assunto, e não é só no mundo dos diamantes que existe.

RESPONDER

Maior expedição científica de sempre ao Ártico parte hoje da Noruega

A maior expedição científica de sempre ao Ártico parte hoje para estudar durante um ano os efeitos visíveis das alterações climáticas no Pólo Norte. O quebra-gelo Polarstern, do instituto Alfred-Wegener, de Bremerhaven, na Alemanha, partirá do …

Asteróide "sorrateiro" pregou um susto à NASA e quase colidiu com a Terra em julho

Em finais de julho, um asteróide do tamanho de um campo de futebol pregou um susto à NASA quando passou a apenas 65.0175 quilómetros da Terra. Foi a maior rocha espacial a passar tão perto …

Vem aí o Dia 0. A Austrália vai ficar sem água (e pode não ser a única)

O Dia 0 está a chegar e a Austrália está prestes a ficar sem água. Os cientistas dizem que este é um aviso para todas as outras regiões em redor do mundo. Este dia vai marcar …

Mujahid é a misteriosa figura por detrás da propaganda talibã (mas pode nem ser real)

Zabihullah Mujahid pode não ser um nome reconhecido pelas pessoas, mas a verdade é que tudo aquilo que ele diz é escutado atentamente por todo o mundo. Mujahid é o porta-voz dos talibãs há 12 anos …

O rapper, a mulher adúltera, a caçadeira e a PIDE feminista. Polémica com videoclip de Valete

Numa altura em que continuam a contar-se as mulheres que morrem vítimas de violência doméstica, o último videoclip de Valete, um dos rappers mais reconhecidos do país, está a causar polémica. Há quem considere que faz …

Milhares de milhões de pássaros desapareceram dos EUA

Um quarto de todos os pássaros dos EUA desapareceram desde 1970, segundo uma pesquisa publicada esta quinta-feira na revista Science, que dá conta de uma perda de biodiversidade contabilizada em 30% da população total de …

Cruzeiro "exclusivamente para britânicos" levanta polémica

Uma brochura que prometia viagens de cruzeiro exclusivas para britânicos levou várias pessoas a queixarem-se da Saga, uma empresa especializada em serviços para clientes com mais de 50 anos. A empresa já remeteu as culpas …

Começou à "invasão" da Área 51. Já há detidos e até um festival

Pelo menos 75 pessoas já chegaram à Área 51, uma base militar secreta dos Estados Unidos, em resposta a um evento criado no Facebook. Milhão e meio de pessoas combinaram invadir esta sexta-feira esta zona misteriosa …

Guantánamo é a prisão mais cara do mundo: 13 milhões de dólares por prisioneiro

Guantánamo é a prisão mais cara do mundo. Para manter as instalações a funcionar, cada prisioneiro custa 13 milhões de dólares ao Estado norte-americano. A prisão de segurança máxima de ADX Florence, em Colorado, nos Estados …

Gabriela foi morta pelo ex-marido e os colegas convocaram uma vigília por ela

Gabriela Monteiro, de 46 anos, foi morta pelo seu ex-marido, junto ao Tribunal de Braga. O Theatro Circo, onde trabalhava há uma década, convocou uma vigília por ela. O homem esfaqueou a mulher no peito e pescoço …