Há um bebé gigante à espreita por cima do muro de Trump

O artista francês JR materializou na fronteira com os Estados Unidos, no município mexicano de Tecate, a obra que idealizou durante um sonho: a fotografia gigante de um bebé, com cerca de 20 metros de altura, que espreita por cima do muro que divide os dois países.

O artista e fotógrafo francês JR mostrou ao mundo no Instagram a sua mais recente instalação. No muro que divide os Estados Unidos e o México, há agora fotografia de grandes proporções fotografia de um bebé quje espreita por cima da estrutura, “um símbolo das muitas perguntas que uma criança pode colocar a propósito da separação”.

A instalação foi apresentada poucos dias depois de Donald Trump ter suspendido o programa DACA, que protegia 800 mil jovens sem documentos que chegaram aos EUA em criança, mas o artista não faz qualquer associação com o assunto.

E não foi preciso muito tempo para a obra, que ficará exposta durante um mês, começar a provocar reacções, tendo rapidamente viralizado nas redes sociais.

“Como artista, considero fantástico o facto de a peça ter surgido no momento em que provoca mais diálogo. Mas a ideia é lançar perguntas, não tenho as respostas”, diz o artista.

“Começámos a procurar a melhor localização na fronteira em maio”, explicou ao El País  representante do artista, Marc Azoulay.

Enrique Achondo, bebé de um ano de idade que o artista conheceu e lhe fez lembrar o sonho que tinha tido, é o “gigante” que espreita por cima do muro entre os Estados Unidos e o México.

“A arte existe para ser interpretada. Os migrantes que veem o mural interpretam tudo o que está a acontecer: a dor, a tristeza, o desespero que identificam na cara inocente do bebé. Sinto que é nesse momento que faço exclamações”, sublinha Lizzy Higareda, a mãe do bebé que serviu de inspiração ao artista francês.

ZAP // Euronews / El País

 

12 COMENTÁRIOS

    • Perdeu uma ocasião de estar quieto, não mexer. É ridículo dar-se ao trabalho de escrever e publicar um disparate. Je pense donc je suis. Pense!

    • Oh Tiago os portugueses emigram desde que existem! Isto para colocar as coisas num patamar que você possa associar imediatamente à realidade desfocada em que se move. Mais: os Estados Unidos foram erguidos à conta do exterminio ou quase dos locais e da emigração massiva de europeus, asiáticos, africanos (esses à força para trabalho escravo) etc. etc.
      Desde o Paleolítico que as migrações são parte do deambular da humana gente. Mas isso já é exigir muito a quem nem do agora percebe nada.

      • O facto de os portugueses terem um tradição emigratória não torna a imigração (não confundir com emigração) um direito humano…

        Pondo as coisas em termos que qualquer pessoa entende: não é justo obrigá-lo a receber em sua casa quem não quer; mas o que não pode é impedir um adulto que viva em sua casa de sair. Traduzindo isto para a escala de um país: não pode impedir pessoas de emigrar (como fizeram os países socialistas), mas não tem a obrigação de aceitar todos os imigrantes que atravessem as suas fronteiras.

  1. “…muro de Trump…” – Ignorância ou Indução à Ignorância?
    O desprezível muro fronteiriço EUA – México não é ideia, nem obviamente obra de Trump, nem sequer dos “republicanos”. O “muro”, mais exactamente “Barreira EUA – México”, começou a ser construído em 1994 – durante o mandato de Bill Clinton! É “supra-partidário”, é pura e simplesmente um exemplo do retardamento mental do “white trash, rednecked, average USAmerican”!

  2. Perdeu uma ocasião de estar quieto, não mexer. É ridículo dar-se ao trabalho de escrever e publicar um disparate. Je pense donc je suis. Pense!

RESPONDER

Os famosos autocarros de Londres agora são movidos a café

É a primeira vez que um biocombustível derivado do café é usado nos transportes públicos de Londres. A partir desta segunda-feira, parte do combustível usado nos double deckers londrinos vai ser feito a partir de …

Tribunal confirma incapacidade de centenário que se casou com empregada em Bragança

O centenário milionário de Bragança que se casou com uma empregada em maio, dois meses antes de morrer, estava incapaz de tomar decisões, indica uma sentença judicial datada desta segunda-feira, a que a Lusa teve …

Alemanha proíbe smartwatches que espiam crianças

O órgão regulador das telecomunicações alemãs anunciou, este fim de semana, a proibição da utilização de smartwatches a todas as crianças. Aos pais, o Bundesnetzagentur pediu que destruíssem estes equipamentos. A decisão foi tomada pelo órgão …

Ministério Público pede 3 anos e 4 meses de pena suspensa para Carrilho

O Ministério Público pediu, esta segunda-feira, três anos e quatro meses de prisão, com pena suspensa, para Manuel Maria Carrilho pelo crime de violência doméstica contra a ex-mulher Bárbara Guimarães. Foram mais de três horas de …

El Mundo aponta Centeno como favorito à presidência do Eurogrupo

Faltam duas semanas para serem tornados públicos os nomes dos candidatos à presidência do Eurogrupo que vão suceder a Dijsselbloem. O espanhol El Mundo já tem um favorito e é português: Mário Centeno. "Mário Centeno, o …

João Lourenço exonera comandante da polícia e chefe da secreta militar

O Presidente angolano exonerou hoje o comandante-geral da Polícia Nacional, Ambrósio de Lemos, e o chefe da secreta militar, general António José Maria, nomeando respetivamente, para os mesmos lugares, o comissário-geral Alfredo Mingas e o …

Porto perde a Agência Europeia do Medicamento para Amesterdão

A cidade do Porto foi eliminada, esta segunda-feira, na votação no Conselho da União Europeia para escolher a futura sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA), que vai abandonar o Reino Unido devido ao Brexit. À …

NASA mostra como o furacão Ofélia influenciou os incêndios em Portugal

A agência espacial norte-americana NASA divulgou um vídeo que ilustra o impacto dos furacões que atingiram o Oceano Atlântico, nos últimos meses, mostrando em particular como o Ofélia teve influência nos grandes incêndios que abalaram …

Cesarianas e tempos de espera nas urgências vão condicionar financiamento

Os hospitais com taxas de cesariana superiores a 29,5% ou 31,5%, consoante o grau de diferenciação, não vão receber do Estado o pagamento pelos respetivos episódios de internamento, no âmbito do programa para a redução …

Empresas públicas escondem das Finanças os salários dos gestores

Cerca de metade das empresas públicas não comunicaram dados sobre os salários dos membros do conselho de Administração ao Ministério das Finanças, como está estipulado na Lei. O Correio da Manhã apurou que, em 2016, 118 …