Há mais recuperados do que apontam os dados oficiais

António Cotrim / Lusa

A diretora-geral da Saúde admitiu esta segunda-feira que o número de doentes recuperados de covid-19 é superior ao apontado pelos dados oficiais, disponibilizados no boletim diário da DGS, por atrasos na notificação.

“Sabemos que há mais recuperados do que aqueles que, oficialmente, estão a ser notificados como recuperados”, respondeu Graça Freitas durante a habitual conferência de imprensa sobre a pandemia da covid-19.

De acordo com os últimos dados, nas últimas 24 horas 140 doentes recuperaram, pelo que 45.736 pessoas já superaram da infeção desde o início da pandemia em Portugal.

No entanto, o número real será superior.

O balanço diário da DGS é feito com base no reporte dos médicos no Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SINAVE) que, segundo a diretora-geral, poderá não estar a acontecer de forma tão atualizada como seria ideal.

“À medida que os casos são mais jovens, com menos sintomas, e que vão surgindo mais novos casos, a prioridade está a ser dada para tratar os novos casos e, se calhar, menos para registar os recuperados”, explicou Graça Freitas.

No entanto, nos próximos dias a DGS, em colaboração com os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, vai trabalhar no sentido de atualizar esses dados.

Perfil de novos casos é diferente

Sobre a atual situação epidemiológica em Portugal, a diretora-geral confirmou ainda que a tendência nos novos casos registados e nos casos ativos é atualmente diferente daquela que marcou os primeiros meses da pandemia em Portugal, altura em que a covid-19 incidia, sobretudo, na população mais velha.

No início tínhamos mais casos idosos e, portanto, tínhamos uma maior percentagem de casos em internamento, de casos em unidades de cuidados intensivos e também de letalidade. Com o evoluir da epidemia, esta tendência sofreu uma alteração”, referiu.

Nas últimas 24 horas, apenas 11% dos novos casos confirmados tinha mais de 70 anos, exemplificou Graça Freitas, explicando que este número está relacionado, sobretudo, com o padrão de transmissão, mas também com uma maior proteção dos mais velhos.

Na mesma conferência de imprensa, a diretora-geral foi questionada sobre como as pessoas notificadas pela aplicação de rastreio ‘StayAway Covid’ devem proceder, e explicou que a primeira coisa a fazer é entrar em contacto com a linha de saúde SNS 24.

Depois, acrescentou a mesma responsável da DGS, será feito um inquérito, de forma a tentar perceber se o contacto sobre o qual foi notificada terá sido prolongado e desprotegido ou casual, sendo, a partir dessa informação, classificada ou não como um contacto de alto risco, devendo ficar em isolamento profilático.

Médico é que decide regresso à escola das crianças com cancro

Também na conferência desta segunda-feira, a diretora-geral da Saúde defendeu que cabe ao médico ou à equipa de saúde avaliar a situação particular de cada criança com cancro e decidir se deve ou não frequentar a escola.

A posição de Graça Freitas surge depois de o Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa defender que, na generalidade dos casos, as crianças com cancro devem continuar a ir à escola, por não terem riscos acrescidos de contrair o novo coronavírus.

A diretora-geral da Saúde não contrariou a ideia, salientando que é preciso diferenciar os diversos estágios de cancro: “Uma criança com cancro não é necessariamente igual a outra criança com cancro”. A decisão de ir à escola “depende da fase em que está” a criança e, por isso, da avaliação feita pela equipa que a segue.

Nos casos em que as crianças já estão na fase de recuperação devem voltar a frequentar a escola, salientou Graça Freitas, durante a conferência de imprensa da DGS de balanço da pandemia de covid-19 em Portugal.

Cada criança terá de ser avaliada pelo seu médico assistente e é o seu médico ou a sua equipa que decidirá. Cada uma destas situações deverá ser vista em particular”, defendeu Graça Freitas. Nos casos em que as crianças não podem regressar à escola, existem mecanismos que permitem minimizar este impacto.

Há cerca de dois anos que existe uma portaria que prevê soluções para que estas crianças não percam o contacto com a turma nem se atrasem muito nas matérias que estão a ser dadas na sala de aula. Graça Freitas salientou ainda que “o que é desejável é que retomem a sua via plena em sociedade”.

A diretora do serviço de pediatria do IPO de Lisboa, Filomena Pereira, considerou esta segunda-feira que não existem atualmente evidências que indiquem que estas crianças têm mais risco de contrair a covid-19 ou de desenvolver formas mais graves da doença, isto, “dependendo da fase de tratamento em que se encontram”.

Portugal contabiliza mais oito mortos relacionados com a covid-19 e 623 novos casos de infeção, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 1.920 mortes e 69.200 casos de infeção.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rio "atirou" Costa aos macacos e pediu aos eleitores que "penalizem" o descaramento do PS

Rui Rio afirma nunca ter visto um "desplante" semelhante ao do PS no que respeita a promessas eleitorais como o que está a acontecer na atual campanha para as autárquicas. Mais um dia, mais uma capelinha. …

Boris quer destronar Thatcher com mais uma década no poder

Há quem acredite que o atual primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, quer bater o recorde de Margaret Thatcher, que exerceu o cargo de 1979 a 1990. Um membro do Governo britânico terá dito ao The Times que …

Itália passa a exigir certificado verde a todos os trabalhadores

Medida é das mais restritivas atualmente em vigor no mundo inteiro, já que todos os regimes de obrigatoriedade que vigoram atualmente aplicam-se sobretudo a profissionais do setor da saúde. A partir de 15 de outubro, itália …

Com receio de que violência negacionista possa escalar, PSP reforça segurança pessoal de políticos

As forças de segurança temem que a violência negacionista aumente e o movimento atraia pessoas desequilibradas. No passado sábado, vários negacionistas, reunidos em mais uma manifestação, desta vez com o mote “Pelas nossas crianças – Rumo …

Promessa eleitoral de Costa em Coimbra arranca um aviso da CNE. Rio ficou "chocado"

António Costa tem estado activo na campanha eleitoral, ao lado dos candidatos do PS às autárquicas, e até sacou da cartola uma maternidade em Coimbra. Uma promessa que deixou Rui Rio "chocado" e que leva …

O voto que dá que falar. "Não há um centímetro quadrado de Portugal que seja indigno" do Constitucional

Três juízes do Tribunal Constitucional contestaram o parecer dos seus pares que considera "desprestigiante" a mudança deste órgão de Lisboa para Coimbra, mas é o voto contra de Mariana Canotilho que dá que falar, uma …

T-shirt reduz efeitos da menopausa

T-shirt portuguesa reduz sintomas da menopausa e ajuda quem tem cancro (e já está à venda)

A investigadora da Universidade do Minho (UM) Filipa Fernandes criou uma t-shirt que atenua os efeitos da menopausa e melhora a qualidade de vida de pacientes com cancro, graças a um tecido com um revestimento …

Estrela Vermelha 2-1 Braga | Guerreiros com mira desalinhada

Inglório. O Sporting de Braga foi a Belgrado perder com o Crvena Zvezda, ou Estrela Vermelha, por 2-1, na primeira jornada do Grupo F da Liga Europa. Os minhotos tiveram mais bola, criaram diversos lances de …

Após "humilhação" frente ao Ajax, Sporting abre caça a novo reforço

O Sporting tem apenas quatro jogadores para a posição de defesa-central. Rúben Amorim vai ter de esperar pelo mercado de inverno para trazer um reforço. As opções para o trio de centrais do Sporting são escassas. …

"Tempestade perfeita" ajuda a explicar "descontrole" nos preços da luz (mas as eléctricas deixam uma promessa)

Os preços da electricidade no mercado de energia atingiram, neste mês de Setembro, um valor recorde e estão "completamente descontrolados" numa altura em que se formou o que os especialistas dizem ser uma "tempestade perfeita". …