Mais um obstetra sob suspeita em Setúbal. “Não fui eu que introduzi as malformações aos bebés”

Há mais um obstetra do Hospital de Setúbal que foi alvo de queixas na sequência do nascimento de três crianças com malformações que deveriam ter sido detetadas nas ecografias, avança o jornal Público. 

De acordo com o diário, o médico em causa foi responsabilizado pelo menos por três casais por não ter detetado malformações nos exames realizados durante a gravidez.

O Ministério Público considerou que houve conduta negligente, mas decidiu arquivar as queixas-crime, justificando a decisão com o quadro legal existente.

Em declarações ao matutino, o clínico lamenta os casos e recorda que faz este tipo de teste há 30 anos, havendo apenas registo de três casos de malformações. “Lamento, é uma infelicidade para os pais. Não fui eu que introduzi as malformações aos bebés”, conclui.

Sobre os casos em concreto, diz que em duas situações a dificuldade foi “a posição do feto”, apontando a “obesidade” da mãe como dificuldade no terceiro caso. “A ecografia é um exame de rastreio e não de diagnóstico, e como todos os exames de rastreio, pode ter falsos positivos ou negativos”, recordou.

O médico, que reclama inocência nos casos, viu a Ordem dos Médicos arquivar-lhe três processos disciplinares, dois dos quais relacionados com este tipo de exame. O Centro Hospitalar de Setúbal diz não ter conhecimento de qualquer queixa contra este seu clínico.

Atualmente, disse ainda ao jornal, não faz ecografias do segundo trimestre depois de o caso do bebé Rodrigo, que nasceu sem parte do rosto, ter sido revelado.

“O bastonário [da Ordem dos Médicos] disse que ia revelar os 180 médicos certificados para fazer ecografias e eu estou à espera que saia essa lista”, explicou, dizendo ainda que tem “certificação internacional” para este tipo de teste.

As três crianças sobrevivem até hoje com grandes limitações graças a múltiplas cirurgias.

Por ano, nascem cerca de 1000 bebés com malformações

Em Portugal, ocorre com muita frequência a deteção de anormalidade congénitas durante a gravidez: por cada mil nascimentos, são detetados em média 166 casos. Os números são avançados esta segunda-feira pelo Correio da Manhã, que cita dados dados do Registo Nacional de Anomalias Congénitas

Em 2009, foram detetadas 772 anomalias em grávidas. Já em 2015, o último ano de que são conhecidos os registos, verificaram-se 1427 casos.

Em 1011 situações (70,9%) ocorreu o nascimento do bebé. Em 26,6% dos casos, os pais decidiram pela interrupção da gravidez em resultado da malformação. A morte fetal ocorreu em 1,3% dos casos e em 1,2% houve abortos espontâneos.

“[As malformações] podem ser genéticas, virais – gripe ou gastroenterite – ou por medicamentos ou drogas”, disse a pediatra Maria do Céu Machado, em declarações ao matutino, dando conta que os casos advêm de várias causas.

O momento de identificação da primeira anomalia congénita ocorre em diagnóstico antes do nascimento em 58,9% dos casos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nova universidade internacional de Soros pretende combater populismo e alterações climáticas

O filantropo multimilionário George Soros vai investir mil milhões de dólares (cerca de 904 milhões de euros) numa universidade internacional que terá como foco a oposição a governos autoritários e às alterações climáticas. Segundo avançou o …

"O índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual a nós", diz Bolsonaro

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse, durante um vídeo em direto em que comentava a criação do Conselho da Amazónia, que "o índio está evoluindo e cada vez mais é um ser humano igual …

Jorge Brito Pereira deixa de ser advogado de Isabel dos Santos

O advogado anunciou, esta sexta-feira, que saiu da sociedade de advogados Uría Menéndez Proença de Carvalho, suspendeu a atividade profissional e, como consequência, vai cessar "o patrocínio jurídico" à empresária angolana. "Face às informações publicadas nos …

621 milhões de euros. Ministra reconhece que redução do défice no SNS ficou aquém

A ministra da Saúde reconheceu, esta sexta-feira, que a redução do défice do SNS em 2019 para 621 milhões ficou aquém do que estava previsto, sublinhando o aumento dos custos com pessoal. A ministra da Saúde, …

Governo prevê descontos nas portagens no interior

A ministra da Coesão Territorial disse esta sexta-feira que o novo modelo de desconto das portagens para o interior do país prevê descontos para quem vive, para quem trabalha e para quem visita no …

Excesso de higiene está a tornar a nossa saúde mais frágil, aponta estudo

Um grupo de investigação do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) divulgou recentemente um estudo sobre a perda de diversidade da flora intestinal - também denominada como microbiota - e as consequências desta diminuição na nossa …

Tiroteio na Alemanha faz pelo menos seis mortos e vários feridos

Pelo menos seis pessoas morreram e várias ficaram feridas num tiroteio, esta sexta-feira, na cidade alemã de Rot am See. De acordo com vários media alemães, pelo menos seis pessoas morreram num tiroteio em Rot am …

IKEA aumenta salário de entrada dos trabalhadores para 700 euros

A IKEA aumentou o salário de entrada para trabalhadores a tempo inteiro de 650 euros para 700 euros brutos mensais, acima do salário mínimo nacional (635 euros), anunciou hoje a cadeia de venda de mobiliário. Em …

Mortes nos Comandos. Recruta diz que colocaram um cateter em Hugo Abreu já depois de estar morto

Rodrigo Silvano, o último recruta no curso 127 de Comandos a sair da tenda de enfermaria onde morreu Hugo Abreu no primeiro dia da Prova Zero, relatou ao tribunal que viu o enfermeiro do INEM …

Rafa inegociável. Benfica só vende por 80 milhões de euros

Rafa é inegociável. O Benfica só deixar sair o extremo de 26 anos pelo valor da sua cláusula de rescisão, que está fixada nos 80 milhões de euros. A notícia é avançada esta sexta-feira pelo Correio …