Há 17 anos que Marte não estava tão perto (e só em 2035 voltará a estar)

Esta semana, e durante o mês de outubro, o planeta vermelho será mais visível a partir da Terra e está agora a brilhar intensamente. Há uns dias, Marte esteve mais perto da Terra do que nos últimos 17 anos, e do que estará nos próximos 15.

Não é novidade que Marte seja visível a partir da Terra. Mas durante o mês de outubro, o segundo menor planeta do sistema solar atingirá o seu ponto mais alto no céu todos os dias por volta da meia-noite – aparecerá todas as noites no céu de leste e brilhará a oeste ao amanhecer.

De acordo com a CNN, Marte encontra-se, neste momento, um pouco a norte do equador celeste, o que significa que está quase perfeitamente posicionado para ser visto de ambos os hemisférios. Além disso, encontra-se numa região do céu que não tem estrelas brilhantes, o que o tornará inconfundível.

Este período de excelente visibilidade coincide com um evento chamado “Oposição de Marte”, que acontece a cada dois anos, quando a Terra se encontra entre Marte e o Sol.

Segundo a NASA, este evento acontecerá na terça-feira, dia 13 de outubro, quando os três corpos celestes estiverem perfeitamente alinhados. Visto da Terra, Marte aparecerá numa posição completamente oposta à do Sol, razão pela qual os astrónomos dizem que está em ‘oposição’.

Nem Marte nem a Terra orbitam o Sol em círculos perfeitos e também não o fazem no mesmo plano. Ambos os planetas têm órbitas elípticas em forma de oval – a Terra demora 365 dias para completar uma volta ao Sol e Marte precisa de 687 dias -, o que significa que quando a Terra se aproxima do Sol, Marte se afasta do mesmo.

Neste mês, a sua proximidade ao Sol vai permitir uma iluminação quase frontal do planeta vermelho, com a luz solar a fazer com que o seu lindo brilho laranja-avermelhado seja superior.

Os dias em torno da oposição são, também, aqueles em que as órbitas de Marte e da Terra estão mais próximas uma da outra.

O planeta vermelho esteve a “apenas” 62 milhões de quilómetros de distância da Terra, às 15h18 do dia 6 de outubro (hora de Portugal). Em 2003, o planeta fez a sua maior aproximação à Terra em 60 mil anos, chegando a uma distância de 56 milhões de quilómetros, mas não voltará a estar tão perto do nosso planeta até 2035.

Neste momento, o robô Perseverance da NASA está a voar pelo espaço e irá pousar em Marte em fevereiro de 2021. A missão Marte 2020 da NASA é uma das várias missões a caminho de Marte, incluindo a sonda Hope dos Emirados Árabes Unidos e a Tianwen-1 da China. O Perserverance foi lançado no dia 30 de julho, numa fase que permitia uma viagem mais rápida entre a Terra e Marte.

 

Também se poderá observar Júpiter e Saturno

Além de Marte, outros planetas iluminarão o céu durante este mês. Segundo a EarthSky, assim que Marte desaparecer de vista, Júpiter será um dos objetos mais brilhantes no céu noturno e Saturno aparecerá ao lado dele.

Este raro acontecimento deve-se à conjunção de Júpiter e Saturno, que acontece por causa da proximidade entre os dois planetas gigantes e ocorre no dia 21 de dezembro – a última vez foi há 20 anos.

Apesar de Júpiter ofuscar as estrelas e Saturno emitir um brilho dourado, em 2000 foi difícil observá-los, devido à sua proximidade ao Sol.

  ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Rio anuncia voto contra o Orçamento para 2022 - e dá 50% de hipóteses de crise política

O Presidente da República recebe esta sexta-feira, em audiência em Belém, os partidos com assento parlamentar no âmbito do Orçamento do Estado para o próximo ano. O primeiro partido a ser ouvido foi o PSD. O …

Raphinha, ex-Sporting e Vitória, é a nova figura da selecção brasileira

Brasil goleou o Uruguai e Raphinha marcou dois golos em Manaus: "Esta noite poderia nunca acabar". O Brasil voltou às vitórias, na qualificação para a fase final do Mundial 2022. Depois do (único) deslize, no empate …

Portugal regista mais 766 novos casos e sete mortes. País está perto da zona "laranja" da matriz de risco

Portugal registou nesta quinta-feira sete mortes devido à covid-19 e 766 novas infeções pelo novo coronavírus, de acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgado nesta sexta-feira. O boletim epidemiológico desta sexta-feira indica ainda …

Leão diz que despesa de 1,8 mil milhões com CP não tem de ser negociada com Bruxelas

O ministro das Finanças considerou hoje que não será necessário negociar com Bruxelas a despesa excecional de 1.815 milhões de euros com a CP pois o objetivo é enquadrar a medida dentro das regras de …

Obra de Banksy que se autodestruiu vendida por valor recorde de 21,8 milhões

A obra do artista britânico, que há três anos se autodestruiu parcialmente depois de ter sido vendida por 1,2 milhões de euros, foi vendida, esta quinta-feira, por 21,8 milhões. Em 2018, "Girl With Balloon", que mostrava …

Seis prioridades para o Newcastle, se quiser ser o novo Manchester City

Lista elaborada por quem tratou da "revolução" em Manchester, a partir de 2008. O Newcastle United tem dinheiro mas (ainda) não tem uma grande equipa, nem é visto como um grande clube europeu. Os milhões de libras …

Temido diz que "por detrás de cada euro" investido no SNS estão mais cuidados de saúde

A ministra da Saúde afirmou, esta quinta-feira, que o Orçamento do Estado para 2022 permitirá "promover a recuperação" do país e que por detrás de cada euro investido no Serviço Nacional de Saúde (SNS) …

Há alunos ainda sem manuais devido a atrasos na impressão e distribuição

A Associação Portuguesa de Editores e Livreiros justifica os atrasos com o fim mais tardio do ano lectivo anterior, o que levou a que todo o processo ficasse atrasado. Segundo avança o Público, cerca de um …

O Twitter foi palco de troca de acusações entre os primeiros-ministros da Eslovénia e dos Países Baixos

Troca de palavras decorreu na rede social com acusações pouco habituais entre chefes de Governo e principais figuras das instituições europeias. Foi num tom pouco habitual e num cenário igualmente pouco expectável — pelo seu nível …

Enfermeira com uma vacina na mão

Dose única da vacina. Portugueses recuperados travados por países que exigem vacinação completa

Os portugueses recuperados da covid-19 só receberam uma dose da vacina. Agora, estão a ter dificuldades em viajar para alguns países, como o Reino Unido ou o Canadá. Segundo o Jornal de Notícias, há portugueses recuperados …