/

Guarda-redes e três defesas são os arguidos no caso do Feirense-Rio Ave

Paulo Novais / Lusa

O guarda-redes Cássio e os defesas Roderick, Marcelo e Nadjack serão os futebolistas constituídos arguidos no âmbito da investigação sobre eventual viciação do resultado do jogo Feirense-Rio Ave, noticiou a SIC.

Dos quatro, o defesa central Roderick é o único que deixou o clube de Vila do Conde, tendo rumado a Inglaterra para alinhar no Wolverhampton, da segunda divisão, enquanto os restantes – Cássio, Marcelo e Nadjack – continuam a representar o Rio Ave.

A revelação acontece um dia depois de a estação televisiva ter noticiado a existência de um inquérito com quatro arguidos, já confirmado pelo Ministério Público (MP), que em resposta a questões colocadas pela Lusa informou que “em causa estão suspeitas da prática do crime de corrupção na atividade desportiva“.

“Este inquérito, instaurado no Ministério Público de Santa Maria da Feira e recentemente remetido ao DIAP [Departamento de Investigação e Ação Penal] distrital do Porto, tem quatro arguidos constituídos”, refere, sublinhado que “nesta investigação o Ministério Público é coadjuvado pela Polícia Judiciária”.

De acordo com a SIC, os jogadores foram aliciados para perder na época passada no terreno do Feirense, em jogo da 20.ª jornada do campeonato disputado a 6 de fevereiro, que terminou com vitória da equipa da casa, por 2-1. Os quatro foram titulares nesse encontro.

Na altura, esta partida levantou suspeitas que motivaram a suspensão das apostas no jogo Placard, e o Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia justificou a decisão devido ao “volume atípico de apostas registado e ao risco financeiro envolvido”.

Segundo a SIC, a PJ tem estado a investigar outros jogadores da I Liga por eventuais práticas ilícitas nas últimas épocas. As autoridades acreditam que os intermediários que abordaram os jogadores são especializados na prática do “Match Fixing”.

O brasileiro Cássio, de 37 anos, está a cumprir a sua quarta época no Rio Ave, e foi ‘totalista’ nas 15 jornadas já disputadas esta época na I Liga, enquanto o seu compatriota Marcelo, de 28 anos, habitual titular desde 2012, já fez 14 jogos neste campeonato.

Nadjak, guineense de 23 anos, está no Rio Ave desde a temporada passada, enquanto o português Roderick Miranda fez parte dos quadros do clube vila-condense entre 2013 e 2017, antes de se mudar no início da época para os ‘Wolves’.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.