Aposta chinesa de 100 mil euros no Feirense-Rio Ave obrigou à suspensão do Placard

3

Paulo Novais / Lusa

-

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa suspendeu esta segunda-feira as apostas no Placard, no jogo entre o Feirense e o Rio Ave, devido ao “volume atípico de apostas registadas e ao risco financeiro envolvido”.

A Santa Casa da Misericórdia de Lisboa suspendeu na tarde desta segunda-feira as apostas no Placard no jogo entre o Feirense e o Rio Ave.

“As apostas no evento encontram-se suspensas em todos os tipos e prognósticos”, podia ler-se numa nota no site dos Jogos Santa Casa.

O jornal desportivo O Jogo noticiou que a decisão de suspender as apostas foi tomada por suspeitas do resultado do jogo ter sido combinado.

Por sua vez, o Record adiantou que em causa estava “um afluxo anormal de movimentos relacionados com esta partida, em especial de uma alegada aposta de 100 mil euros de um apostador proveniente da China”.

Entretanto, o Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa explicou, em comunicado, que suspendeu as apostas devido ao “volume atípico de apostas registados e ao risco financeiro envolvido“.

“O Departamento de Jogos (DJSCML) decidiu suspender a aceitação de apostas no evento da Liga NOS, Feirense – Rio Ave, de hoje, às 21h00, atendendo ao volume atípico de apostas registado e ao risco financeiro envolvido, cumprindo o disposto no art. 19º, alínea 8, da Portaria que regulamenta o jogo Placard”, referiu.

Na altura, os sites de apostas Betclic e Bet.pt também decidiram cancelar as suas apostas.

“Não coloquem em causa o profissionalismo dos jogadores”

Segundo o Correio da Manhã, a Polícia Judiciária vai investigar se houve tentativa de viciação dos resultados desportivos do jogo. Os treinadores das duas equipas lamentam as dúvidas sobre o profissionalismo dos atletas.

Nuno Manta Santos, treinador do Feirense, disse que não tinha conhecimento do sucedido até à “flash interview” no final do encontro. “Não se pode difamar o futebol português como por vezes se difama. O bom jogo que se viu hoje foi a melhor resposta para as suspeitas que se levantaram”, disse.

Já o treinador do Rio Ave, Luís Castro, disse que “a questão das apostas mexe com qualquer profissional”, afirmando que “o mundo do futebol sente-se incomodado e alguma imprensa não cuidou muito bem do futebol português”.

“Os jornalistas defendem a verdade, o rigor e a ética e quando é publicada uma notícia que fala em resultado combinado está a colocar em causa o profissionalismo dos jogadores. Podem abordar o jogo de hoje das formas que quiserem, mas não coloquem em causa o profissionalismo dos jogadores”, pediu.

A partida, disputada no Estádio Marcolino Castro, em Santa Maria da Feira, terminou com a vitória do Feirense por 2-1.

ZAP // Lusa / Futebol 365

3 Comments

  1. Portanto pelo que se percebe, está no artigo do Antonio Tadeia por ex, alguem se enganou nas probabilidades oferecidas no Placard, e para não terem de pagar suspenderam tudo.
    Uma vergonha, para quando acaba este monopólio entre Placard e a bet.pt q já li é parte do Joaquim Oliveira?

  2. Desde que o jogo é legal em Portugal, os portugueses deixaram de ter acesso a outros sites de apostas (bet365 etc) incrivel… só mesmo aqui.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE