Guaidó diz que viajou com o seu nome e acusa regime venezuelano de desprezar Portugal

Miguel Gutierrez / EPA

O presidente do parlamento da Venezuela, o opositor Juan Guaidó, disse este sábado que usou o seu nome na recente viagem entre Lisboa e Caracas e atribuiu as acusações do Governo venezuelano contra a TAP ao desprezo pelas companhias aéreas e por Portugal.

O meu nome é Juan Gerardo António Guaidó Márquez. Esse é o meu nome. Tenho vários nomes, Juan Gerardo António Guaidó Márquez. Viajei com o meu nome. Se a ditadura não gosta dos meus nomes isso é outra coisa”, disse o presidente do parlamento venezuelano.

Juan Guaidó falava aos jornalistas numa conferência de imprensa, em Caracas, onde foi questionado pela Lusa sobre como embarcou de Lisboa para a Venezuela, depois de acusações do Governo venezuelano de que ele teria embarcado com um nome falso e de que o seu tio teria viajado no mesmo voo na posse de substâncias ilícitas.

“Neste caso é o desprezo da ditadura pela verdade, pelos mecanismos, pela Europa, por Portugal, pelas companhias aéreas comerciais, e pela IATA. É o desprezo absoluto inclusive pelo raciocínio”, disse.

Juan Guaidó começou por agradecer “ao Governo de Portugal e à Comunidade Europeia, pelo recebimento” que teve na Europa e pelo apoio à luta pelos valores democráticos na Venezuela, “não só dos venezuelanos, mas da sociedade, da comunidade espanhola, portuguesa, francesa”.

Agradeceu “também à comunidade portuguesa” na Venezuela, sublinhando que “se alguém hoje conhece a tragédia” que vivem os venezuelanos “é a comunidade portuguesa na Venezuela, a quem expropriaram empresas e perseguiram”.

Em relação às acusações feitas ao seu tio, detido pelas autoridades venezuelanas com a acusação de que transportou substâncias ilícitas no voo entre Lisboa em Caracas, acusou o Governo venezuelano de “semear evidências”. “A resposta não fui eu que a dei, deu a TAP e o ministro dos Negócios Estrangeiros português: É impossível embarcar com material explosivo numa companhia (aérea) comercial, não só a TAP mas europeia”, frisou.

Segundo Guaidó “a ditadura” de Nicolás Maduro “fica em ridículo, novamente, com esta forma de plantar provas” falsas, o que, disse, já aconteceu com outros políticos venezuelanos. Juan Guaidó afirmou que em Portugal houve “procedimentos de segurança que foram cumpridos, padrões de segurança que foram rigorosamente cumpridos”.

“E já foi solicitada uma investigação. Felizmente há evidências claras, de cada um (dos passageiros) da abordagem, dos passos de controlo de segurança”, referiu Guaidó, que considerou “lamentável para a ditadura que incorra nestas agressões a outros países”, disse.

O Governo venezuelano acusou Portugal, na sexta-feira, de minimizar as acusações de irregularidades no voo da TAP que transportou, na terça-feira, desde Lisboa até Caracas o líder opositor Juan Guaidó.

Num comunicado divulgado em Caracas, as autoridades venezuelanas pediram a Portugal uma investigação rigorosa. “A República Bolivariana da Venezuela expressa a sua condenação pelas graves irregularidades cometidas pela companhia aérea TAP, de Portugal, no voo TP173 de 12 de fevereiro de 2020, uma vez que contrariam as disposições de segurança da Organização Internacional de Aviação Civil” (OIAC), lê-se no documento.

Segundo o comunicado, no voo em questão, foi facilitado o embarque de Juan Guaidó, com uma “identidade falsa“, violando as diretrizes da OIAC sobre a identificação de passageiros.

“Da mesma forma, as autoridades venezuelanas conseguiram identificar que outro passageiro, um familiar e companheiro (de Juan Guaidó), transportou materiais proibidos e substâncias explosivas, incorrendo em uma violação ainda mais grave dos regulamentos de segurança aeronáutica”, acrescenta.

Por isso, “a Venezuela requer que as autoridades portuguesas proporcionem as explicações correspondentes e a abertura de uma investigação rigorosa”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Colocações no ensino superior adiadas para o final de setembro

Na sequência do adiamento nos calendários dos exames nacionais do ensino secundário, o acesso às licenciaturas é também atrasado. O calendário de acesso ao ensino superior vai ser atrasado em cerca de três semanas. Os resultados …

Rangel e outros 13 eurodeputados do PPE pedem expulsão de partido húngaro

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel e outros 13 chefes de delegação do Partido Popular Europeu (PPE) pediram na terça-feira a expulsão do partido húngaro Fidesz, exigindo ao líder parlamentar daquela família política, Manfred Weber, …

Milhares pediram o cancelamento do TV Fest. Festival foi suspenso

O Ministério da Cultura criou um festival televisivo exclusivamente dedicado à música portuguesa em parceria com a RTP, mas o formato e os critérios estão a causar forte polémica no meio. Uma petição pública online …

Comércio internacional pode cair para níveis da Grande Depressão

A Organização Mundial do Comércio referiu na quarta-feira que o arrefecimento do comércio internacional provocado pela Covid-19 pode chegar aos níveis registados nos anos 30 devido à Grande Depressão. Segundo noticiou o Observador, na melhor das …

Loja de telemóveis apanhada a vender álcool gel com lucro até 400%

Os inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encontraram, em Lisboa, uma loja de reparação e venda de acessórios para telemóveis a vender frascos de gel desinfetante de 500 ml a 24,95 euros …

Em Portimão, uma sirene toca quando alguém sai de casa sem justificação

A sirene do quartel dos Bombeiros de Portimão vai passar a tocar sempre que alguém sair de casa e andar na rua sem justificação. O anúncio foi feito pela Câmara Municipal de Portimão em comunicado. De …

Short Selling - ou como vender ações emprestadas para ganhar muito dinheiro

Vender ações da bolsa que não são suas é uma forma de ganhar bastante dinheiro. Esta forma de negociação, denominada short selling, é muito lucrativa mas implica algum risco, pelo que é prudente aconselhar-se junto …

"Nem mais um abuso". Grupo no Whatsapp servia para planear ataques à polícia em Espanha

Dois homens de 25 e 30 anos, os dois criadores de um grupo de Whatsapp que servia para planear ataques à polícia espanhola, foram detidos esta terça-feira. De acordo com o jornal espanhol El País, o …

Trabalhadores independentes que reduziram descontos da Segurança Social terão apoio mais baixo

Os trabalhadores independentes que optaram por reduzir em 25%, de forma fictícia, o rendimento sobre o qual incidem as contribuições, e que por isso descontaram menos, verão refletida essa diminuição no apoio que podem receber …

Secretas alertaram a Casa Branca para o perigo do coronavírus em novembro

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos alertaram o Pentágono e a Casa Branca, no fim de novembro, que o novo coronavírus estava a espalhar-se em Wuhan, avisando que o vírus estaria a mudar o …